You are on page 1of 26

“GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS” Aula - Revisão AV1

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

Com o mundo globalizado e a competitividade cada vez mais acirrada , o estudo da Cadeia de Suprimentos , passou a ser fator preponderante para as empresas modernas. Podemos afirmar que os três elementos mais importantes na cadeia de suprimentos são : - Transporte - Armazenagem - Estoque

REVISÃO AV1 – AULA

Pode-se conceituar a Logística em quatro etapas distintas que foram evoluindo ao longo dos anos. REVISÃO AV1 – AULA .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS A Logística . Com o passar do tempo esses conceitos foram se alterando em função da exigibilidade cada vez maior da demanda e da concorrência. limitava-se a entrega de mercadorias onde o cliente determinava. anteriormente .

A partir da década de 1940 .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Fase 1 -Nos idos do início do século XX . armazenagem e suas atividades REVISÃO AV1 – AULA . suprimentos . trouxe a necessidade da locomoção e ressuprimento de veículos . a Logística entra em outra fase a que denominou-se Fase da Integração Interna que preocupava-se então com o gerenciamento de transportes. pessoas . o advento da 2ª guerra mundial . Fase 2 . Fase 3 . gestão de estoques. alimentos .Após o fim da 2ª guerra mundial . a produção era eminentemente agrária e a Logística tratava de transportar e distribuir esses produtos agrícolas. novas construções e aí a Logística recebeu uma configuração que se dividia em dois segmentos : Distribuição física e suprimentos.

a produção industrial torna-se bem mais complexa em virtude das novas exigências da demanda . que deixou de ter apenas o contexto interno da empresa voltando-se também para os fornecedores e clientes. a produção em massa passa a ser uma realidade e aí a introdução da TI torna-se fundamental para o sucesso dos processos Logísticos. Assim temos então a fase da integração com o conceito e entendimento que todos os processos e elementos da Cadeia de Suprimentos são interligados REVISÃO AV1 – AULA .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Fase 4 – A partir da década de 1970 . Mais adiante vemos então que as empresas entendem a necessidade da integração e o que hoje verificamos como Cadeia de Suprimentos .

algumas preocupações a partir da década de 1990 passaram a fazer parte do estudo da Cadeia Logística . que passamos a chamar de Cadeia de Suprimentos . como :       Impactos gerados ao meio ambiente Parcerias e terceirizações Postergação / customização Foco na demanda ( nível de serviço) Custos Desenvolvimento contínuo da Cadeia REVISÃO AV1 – AULA .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Na fase de integração .

planeja e controla os fluxos de materiais e informações.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS A Logística pode ser definida como a parte da Cadeia de Suprimentos que gerencia. Aquisição Movimentação Armazenagem Entrega REVISÃO AV1 – AULA . Podemos também dizer que a Logística é a união dos quatro elementos básicos da Cadeia de Suprimentos.

a produção e ao marketing.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS A Logística é uma atividade meio e não atividade fim. a tendência é que os custos aumentem também. propiciando auxílio. REVISÃO AV1 – AULA . principalmente . pois quando aumenta-se o nivel de serviço ao cliente . Portanto conseguir operacionalizar os dois fundamentos a nível estratégico. Os fundamentos da Logística a nível estratégico são : Nível de serviço ao cliente. A Logística é uma atividade de apoio. da Logística é imprescindível para o sucesso das empresas modernas. Redução / Otimização dos custos Conseguir esse equilíbrio não é uma tarefa das mais fáceis .

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Podemos notar que alguns processos são comuns a todos os elos da Cadeia de Suprimentos e são esses processos portanto que trazem mais impactos em custos para a Cadeia. Esse conjunto de processos podem corresponder a até 45% dos custos das operações logísticas ao longo da Cadeia de Suprimentos. são eles : Transportes Armazenagem Estoques Administrar com eficiência e eficácia esses três processos implica em reduções substanciais nos custos logísticos e totais. REVISÃO AV1 – AULA .

Deve-se também levar em consideração o transporte interno .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS TRANSPORTE O transporte é a função da Logística que posiciona geograficamente os produtos . é também responsável por uma parcela substancial dos custos na Cadeia de Suprimentos. O modo pelo qual os produtos são transportados agregam uma série de características que podem impactar os clientes ou forçar a empresa a formar estoques. REVISÃO AV1 – AULA . pois esses muitas vezes acarretam custos indesejáveis as empresas. portanto o transporte é visto de forma especial pois além de sua importância .

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS ESTOQUES Os estoques são formados pelas empresas em função das incertezas quanto a demanda e/ou quanto ao ressuprimento. Atualmente as empresas buscam ter seus estoques em níveis mínimos possíveis . Os estoques trazem impactos em custos importantes para a Cadeia de Suprimentos . Esses aspectos são diretamente proporcionais ao tamanho do estoque. além de imobilizar capital da empresa. já que estoque zero é muito difícil para a grande maioria das empresas REVISÃO AV1 – AULA . assim como uma perigosa relação de riscos.

estocadas . Existem diversos tipos de armazéns sempre voltados a atender as mercadorias ( estoques) que estão ali guardados. armazéns .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS ARMAZENAGEM: A armazenagem é também um aspecto bastante importante na Cadeia de Suprimentos. Quando nos referimos a armazenagem estamos nos reportando aos espaços físicos . segundo as suas mercadorias . pois envolve diversas atividades logísticas. Podemos afirmar que a função precípua de um armazém é a de preservar fisicamente a s mercadorias ali guardadas. as mercadorias. onde são guardadas. podendo também gerar custos bem expressivos se mau administrados. mantendo sua qualidade original REVISÃO AV1 – AULA .

todos com a função de oferecer aos clientes os produtos dos fabricante. O fluxo de distribuição pode conter diversos elementos a que chamamos de intermediários . São elementos desse fluxo além dos fabricantes : Distribuidores ( atacadistas ) Representantes Varejistas Consumidor final Quanto maior o nº de participantes do fluxo de distribuição . REVISÃO AV1 – AULA . maior será o custo agregado que será repassado para o preço final do produto.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO: Os canais de distribuição são as formas pelas quais a empresa faz chegar até o seu cliente os seus produtos.

Produto – As características do produto também vão influenciar no manuseio . O manuseio das mercadorias podem ser influenciados por alguns aspectos como : Embalagem – as embalagens devem dar suporte ao manuseio em função da segurança quanto a danos nos produtos. como a forma física do produto REVISÃO AV1 – AULA . Equipamento – A movimentação das mercadorias também dependem quanto a segurança e agilidade dos equipamentos que estão sendo utilizados.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS MANUSEIO: Uma outra atividade também bastante constante e por isso relevante nas operações logísticas é o manuseio.

que são : Logística de Suprimentos ( in bound) Logística de Produção Logística de Distribuição ( out bound) Esses são os três elos da cadeia que devem estar sempre equilibrados para que nenhum deles se rompa. dentro da Cadeia de Suprimentos . REVISÃO AV1 – AULA .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Podemos portanto definir as atividades logísticas em três macro processos .

Existem diversos métodos que podem ser utilizados para a definição da demanda. Essas informações vão alimentar os programas de produção que por sua vez vão exigir materiais para que o produto seja confeccionado para então abastecer os estoques de produtos acabados. Deve ser um dos processos mais bem identificados e entendidos . pois a definição da demanda nos informa o potencial de vendas futuras em relação a quantidade. REVISÃO AV1 – AULA . Desequilíbrios nesse processo vão acarretar problemas de falta ou sobras nos estoques.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DEFINIÇÃO DA DEMANDA: Definir a demanda é um aspecto crucial para o sucesso da Cadeia de Suprimentos.

REVISÃO AV1 – AULA .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS SUPRIMENTOS: Um outro aspecto também bastante importante para a Cadeia de Suprimentos é exatamente a questão dos ressuprimentos. pretende-se com essa parceria formar uma relação ganha x ganha . sejam parceiros . ou seja. chegando com os produtos no cliente da forma como esse esperava. uma relação onde todos vão ser recompensados justamente. Ter um abastecimento regular e exato traz tranquilidade aos gestores que poderão então ordenar seus planos de ação no sentido de transpor toda a cadeia sem intercorrência. Para que esse abastecimento tenha êxito é necessário que os principais fornecedores da empresa .

Nesse ambiente .GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS PRODUÇÃO: Este é o elo da cadeia em que as matérias primas e outros materiais serão transformados em um produto final que é o produto projetado para atender o cliente. ou seja . vai alimentar o plano de produção quanto a quantidade a ser produzida de cada item . REVISÃO AV1 – AULA . E o ressuprimento pelos nossos fornecedores externos vão garantir os planos de produção sobre o aspecto da disponibilidade e qualidade dos materiais. Verificamos que no momento do planejamento serão informações importantes as requeridas na definição da demanda . uma perfeita programação da produção . que vai direcionar o processo produtivo para o que deverá ser produzido e quanto deverá ser produzido.

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DISTRIBUIÇÃO: Esse é o último elo da Cadeia de Suprimento sobre aspecto interno da empresa. é o resultado final de todas as ações que aconteceram ao longo da Cadeia. um varejista ou o cliente final. Esse processo faz interface direta com os clientes da empresa . podendo ser um distribuidor (atacadista ) . REVISÃO AV1 – AULA . A partir dai qualquer erro vai ser refletido diretamente no cliente . um representante . a distribuição física ser considerada a eficácia da Cadeia de Suprimentos . por isso .

pois dessa forma os serviços oferecidos ao cliente serão efetivados. O nível de serviço ao cliente é toda e qualquer ação que uma empresa possa fazer para beneficiar o cliente.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS O Marketing e a Logística devem ter uma interface muito grande . É preciso entretanto que o cliente perceba o valor do serviço oferecido. REVISÃO AV1 – AULA .

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS O Marketing é o setor responsável por entender . encarrega-se de viabilizar operacionalmente o que o marketing projetou. A Logística por sua vez . captar o que os clientes desejam e de transformar esses desejos em produtos e ou serviços. REVISÃO AV1 – AULA .. Portanto o marketing deve estar orientado para o cliente.

Deve-se buscar soluções de consenso. prazos de entrega. Logística trata de problemas concretos (estoques. REVISÃO AV1 – AULA . etc). através da análise benefícios x custos.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS CONFLITO MARKETING X LOGÍSTICA Marketing gera ideias abstratas (fatores subjetivos). frota.

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS NÍVEL DE SERVIÇO AO CLIENTE  O quê o cliente realmente deseja?  Como quantificar as preferências dos clientes?  Como definir o nível de serviço correspondente?  Como implementar na empresa?  Como monitorar o nível de serviço na operação (auditoria logística)? REVISÃO AV1 – AULA .

Os processos enxutos e sem erros . os grandes estoques . as decisões que devem abranger inúmeras variáveis . trouxe consigo a grande desenvolvimento da Tecnologia da informação. REVISÃO AV1 – AULA . não seria possível sem o auxílio incondicional da Tecnologia da informação.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS O aumento da competitividade global .

que até então eram tolerados. e eram comuns os erros. Como fazer a integração total dos processos de uma empresa e articulá-los com clientes e fornecedores ? A tecnologia da informação permite essa integração. o conceito de cadeia de suprimentos.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Antes do conceito de integração total pelas empresas . as gestões baseavam-se em papel . REVISÃO AV1 – AULA .

principalmente as atividades de armazenagem e gestão de estoques TMS – apoia especificamente as atividades de transporte MRPII – ferramenta fundamental para decisões de produção e compras.GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Um programa que integra todos os processos da empresa . REVISÃO AV1 – AULA . chamamos de ERP. Alguns programas mais específicos para as operações logísticas na Cadeia de Suprimentos sâo : WMS – que dá apoio .