You are on page 1of 19

CARPOTECA E XILOTECA

Jade Ribeiro Luane Portela

CARPOTE CA .

ESTRUTURA DA FLOR .

O QUE É UM FRUTO? O fruto origina-se basicamente do ovário da flor podendo ser por meio de um ou mais ovários maduros de uma mesma flor ou de flores diferentes de uma inflorescência. Pedúncul o Fruto .

.

.

.

BAGA DRUPA LEGUME CÁPSULA SÂMARA .

um exemplo de frutos grandes e pesados são os da família Lecythidaceae. que. podem danificá-las. se armazenados no armário de exsicatas. Fruto de Lecythidaceae: lenhoso. ou seja. globoso. que por serem grandes ou de consistência lenhosa ou carnosa não é viável seu armazenamento junto da exsicata correspondente. uma grande cápsula de casca muito dura .CARPOTECA A carpoteca é uma coleção científica de frutos.

.Frutos secos A montagem de uma carpoteca inclui a coleta e armazenamento de frutos de consistência seca e carnosa. servindo como ferramenta para taxonomistas. Estufa Guardado em pote plástico devidamente etiquetado com as mesmas informações contidas na exsicata correspondente. sistematas e estudantes em geral. A existência de uma carpoteca é imprescindível para pesquisas e estudos. pois o fruto pode ser a parte do material que difere uma espécie de outra ou completar as informações de uma exsicata incompleta. porém esses devem ser armazenados de maneira adequada.

.Frutos carnosos Guardado em pote de vidro devidamente etiquetado com as mesmas informações contidas na exsicata correspondente.

.

XILOT ECA .

O xilema é o tecido responsável pelo transporte de água e solutos à longa distância. O xilêma pode ser . armazenamento de nutrientes e suporte mecânico.O QUE É O XILEMA? O xilema juntamente com o floema constituem o tecido vascular.Primário: Células organizadas em sistema axial .Secundário: Células organizadas em sistema axial e radial .

que representa importante fonte de matéria prima é tem valor taxonômico. contribui para o crescimento em espessura do corpo vegetal.O xilema secundário. assim como o floema secundário. em consequência da adição e arranjo das células. Em seu estádio completo de desenvolvimento. . o xilema secundário desenvolve a madeira ou lenho.

é imprescindível a identificação pela anatomia. . O herbário. Por isso. ainda. As características da madeira. com seus diferentes tipos de fibras. por falta de conhecimento do coletor. coloração e densidade podem ser usadas para diferenciar uma espécies da outra. Na prática algumas vezes isto não acontece porque a espécie não está fértil no momento da coleta ou. juntamente com a xiloteca auxiliam na realização de estudos botânicos.Xiloteca é uma coleção de amostras de madeiras oriundas de uma ou XILOTECA de diferentes regiões geográficas. Há consenso que cada amostra de madeira só tenha valor cientificco quando o herbário tenha a exsicata correspondente à coleta. que se tornam mais difíceis quando o material de herbário é estéril.

Crimes ambientais . Anatomia ecológica: A influência dos fatores ambientais na determinação do padrão morfológico das estruturas anatômicas da madeira. a anatomia identifica fósseis de madeiras. permitindo o conhecimento da flora de determinadas regiões em determinado tempo. como é o caso de embarcações que afundaram ao longo da história. Entendimento das relações sistemáticas: O valor dos caracteres anatômicos do xilema secundário.identificação de madeiras que estavam submersas ou enterradas.IMPORTÂNCIAS Tecnologia . Paleontologia . a nível de família ou de gênero. Inventários florísticos = a identificação da madeira. é de grande valor quando a arvore está infértil. para auxiliar na solução de problemas taxonômico. se a madeira é adequada para o tipo de peça. Arqueologia .como na arqueologia. Uso adequado através da identificação: confecções de peças.através da anatomia pode-se estabelecer correlações entre as estruturas anatômicas e as propriedades físicas da madeira.

.

OBRIGADA PELA ATENÇÃO .