INFORMAÇÕES

Professor Responsável: Rodrigo L. Bonifácio
Email: rodrigo.bonifacio@gmail.com
Carga Horária Total: 72 horas
EMENTA
- INTRODUÇÃO A ENGENHARIA QUÍMICA
Conceitos básicos da engenharia química; sistemas de
unidades; materiais gasosos; materiais líquidos; balanço
material, balanço de energia.

- INTRODUÇÃO A ENGENHARIA AMBIENTAL
Aspectos gerais da engenharia ambiental; atmosfera,
hidrosfera, biosfera, ciclos naturais, recursos naturais e
energia; poluição do ar, do solo e das águas e seus
tratamentos; gerenciamento ambiental.
BIBLIOGRAFIA – INTRODUÇÃO A ENG. QUÍMICA
1) R. Felder. R. Rousseau, "Elementary Principles of Chemical
Processes", John Wiley & Sons, N. York, 2 ed.
2) D. Himmemblau, "Engenharia Química - Princípios e Cálculos",
Prentice-Hall do Brasil Ltda, 1984, 4 ed.
3) Benedito Braga et al, “Introdução à Engenharia Ambiental”, São
Paulo: PrenticeHall, 2002.
Cronograma – Primeiro Semestre
Aula # Assunto
1 Apresentação da Disciplina. Atribuições da Engenharia Química.
2 Processos Químicos. Grandezas. Sistemas e conversão de Unidades.
3 Homogeneidade Dimensional. Variáveis de Processo.
4 Correção de Lista 1.
5 Correção de Lista 1.
6 Balanço de massa sem reação química 1.
7 Balanço de massa sem reação química 2.
8 Balanço de massa sem reação química 3.
9 Correção da Lista de Exercícios 2.
10 Correção da Lista de Exercícios 2.
11 PROVA.
12 Balanço de massa COM reação química 1.
13 Balanço de massa COM reação química 2.
14 Balanço de massa COM reação química 3.
15 Correção da Lista de Exercícios 3.
16 Correção da Lista de Exercícios 3.
17 Revisão Geral.
Avaliação
Primeiro Semestre

Nota = 0,4 . Prova + 0,6 . Prova Oficial

Segundo Semestre

Nota = 0,4 . Prova + 0,6 . Prova Oficial

Recursos Didáticos

- Slides PowerPoint (disponibilizados no portal)
- Aulas expositivas
- Listas de Exercícios (para serem feitas – fundamentais para
assimilação dos conteúdos)

Obs: recomenda-se que os alunos tragam calculadora científica
nas aulas e provas
Cronograma – Segundo Semestre
Aula # Assunto
1 Balanço de energia 1.
2 Balanço de energia 2.
3 Balanço de energia 3.
4 Balanço de energia 4.
5 Balanço de energia 5.
6 Lista de Exercícios 4.
7 Lista de Exercícios 4.
8 Prova
9 Introdução a Engenharia Ambiental.
10 Ecossistemas.
11 Ciclos naturais, recursos naturais e energia.
12 Poluição do ar, do solo e das águas e seus tratamentos.
13 Prova Gerenciamento ambiental.
14 Revisão
A ENGENHARIA QUÍMICA É UMA PROFISSÃO
REGULAMENTADA NO BRASIL.

QUAIS AS ATRIBUIÇÕES PREVISTAS EM LEI?
Art. 1º – Fica designado, para efeito do exercício profissional, correspondente
às diferentes modalidades de profissionais da Química, o seguinte elenco de
atividades:

01 – Direção, supervisão, programação, coordenação, orientação e
responsabilidade técnica no âmbito das atribuições respectivas.
02 – Assistência, assessoria, consultoria, elaboração de orçamentos,
divulgação e comercialização, no âmbito das atribuições respectivas.
03 – Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento e serviços técnicos; elaboração
de pareceres, laudos e atestados, no âmbito das atribuições respectivas.
04 – Exercício do magistério, respeitada a legislação específica.
05 – Desempenho de cargos e funções técnicas no âmbito das atribuições
respectivas.
06 – Ensaios e pesquisas em geral. Pesquisa e desenvolvimento de métodos
e produtos.
07 – Análise química e físico-química, químico-biológica, bromatológica,
toxicológica e legal, padronização e controle de qualidade
Resolução normativa nº 36 DE 25.04.1974 DO Cons. Fed. Química
Resolução normativa nº 36 DE 25.04.1974
08 – Produção; tratamentos prévios e complementares de produtos e
resíduos.
09 – Operação e manutenção de equipamentos e instalações; execução
de trabalhos técnicos.
10 – Condução e controle de operações e processos industriais, de
trabalhos técnicos, reparos e manutenção.
11 – Pesquisa e desenvolvimento de operações e processos industriais.
12 – Estudo, elaboração e execução de projetos de processamento.
13 – Estudo de viabilidade técnica e técnico-econômica no âmbito das
atribuições respectivas.
14 – Estudo, planejamento, projeto e especificações de equipamentos e
instalações industriais.
15 – Execução, fiscalização de montagem e instalação de equipamento.
16 – Condução de equipe de instalação, montagem, reparo e
manutenção.
Resolução normativa nº 36 DE 25.04.1974
Art. 7º – Compete ao profissional com currículo de "Engenharia
Química", de acordo com a extensão do mesmo, o desempenho
de atividades constantes dos nºs 01 a 16 do art. 1º – desta
Resolução Normativa.
http://www.cfq.org.br/rn/RN36.html
• operação de unidades industriais (plano de produção,
programação, custos, treinamento, qualidade)
• análise de processos industriais (avaliação da
performance, melhorias, modelagem)
• análise econômica e planejamento da produção (balanços
de massa e energia, inventários)
• projeto de processos industriais e de engenharia
(dimensionamento, etapas, equipamentos)
• controle e otimização da produção (automação, malhas de
controle)
• mercado (comercial, aplicações)
• segurança e meio-ambiente (riscos, planos de emergência,
melhorias)
Atividades dos Engenheiros de Químicos
Processos Químicos
- Operação ou conjunto de operações coordenadas que causam
uma transformação química ou física em um material ou mistura.

- $$$$: sistema que converte insumos de baixo valor agregados em
produtos de maior valor agregado (ex. minério em metal; madeira
em celulose; ar em nitrogênio, oxigênio, argônio; craqueamento (ou
destilação) do petróleo; nitrogênio em amônia; Amônia em
fertilizantes, etc)

- nas indústrias químicas, ocorrem:
 transformações físicas e químicas (classifique exemplos acima!)
 mesmo quando a conversão química é essencial, operações
físicas preliminares são necessária
Funções Básicas dos Processos Químicos
1) Reação Química
- conversão química de matérias-primas em produtos finais

2) Mistura:
- insumos devem ser misturados antes da reação

3) Separação
- idealmente, as reações ocorrem com 100% de rendimento
- na prática... O material gerado num processo químico reúne,
além do produto final:
• matéria-prima não-reagida (vale a pena desperdiçar??)
• subprodutos (será que eles não têm utilidade???)
• impurezas (como lidar com elas??)
- esta mistura deve ser separada em seus vários constituintes



Funções Básicas dos Processos Químicos
4) Transferência de material
- Um processo é constituído de vários tipos de equipamentos:
o material processado deve entrar e sair de cada um deles

2) Transferência de energia (calor)
- utilização da energia do sistema ($$$) deve ser maximizada
através de vaporação, troca de calor, etc
O conceito de OPERAÇÕES UNITÁRIAS
- Artur D. Little e Warren K. Lewis (1960) demonstraram que as
unidades que constituem um processamento apresentam técnicas
comuns, baseadas nos mesmo princípios científicos,
independente da matéria-prima ou do produto final.

- Exemplo: a destilação do ácido acético apresenta características
comuns à destilação de acetaldeído, anidrido acético, etc.

- O caso de reações químicas é menos direto, pois cada sistema
reacional apresenta características muito peculiares (temperatura,
pressão, tempo de residência, equilíbrio, etc).
Fluxogramas
- Organização da informação de um processo químico adequada para
realização de cálculos posteriores
- Blocos ou símbolos indicam unidades de processo (reatores, filtros,
moinhos, etc) e linhas indicam o fluxo seqüencial das matérias
primas ou produtos
- Fluxograma de obtenção de ácido fosfórico
Análise de processos químicos
CALCULAR
QUANTIDADES E PROPRIEDADES DE PRODUTO
PARTINDO DAS
QUANTIDADES E PROPRIEDADE DE MATÉRIA-PRIMA
OU VICE-VERSA

- Variáveis de Processo
- Conservação de massa
- Conservação de energia
- Termodinâmica


abordagem sistemática


- Solução dos problemas (aqui e no dia-a-dia)

Unidades e Grandezas
1. Grandezas ou Dimensões são nossos conceitos básicos de
medidas como comprimento, tempo, massa, temperatura,

2. Unidades são meios para expressão destas grandezas, pois

MEDIR É COMPARAR

 Adição e subtração: podem ser realizadas somente se as
unidades são iguais
8g + 5g
8g + 5m
8g + 5 kg


é possível!
não é possível, pois são grandezas diferentes!
É possível, após a devida conversão de unidades

 Multiplicação e divisão: é possível mesmo com grandezas e
unidades diferentes

Ex: m/s; mol/L; m/s
2

Sistema de unidades
1. Unidades Básicas (ex: s)

2. Unidades Múltiplas: múltiplos ou frações das unidades básicas
(ex: ms, h, min)

3. Unidades Derivadas: definidas em termos das 7 unidades
básicas

 O Sistema Internacional (SI) é o mais utilizado, mas também
iremos trabalhar como o
• Sistema CGS
• Sistema MKS* (ou MKS técnico)
• Sistema Imperial Britânico, Inglês ou Americano de Engenharia


Sistema Internacional (SI)



- Estabelecido em 1960 na 11
a
Conferência Geral de Pesos e Medidas
- 22 de junho 1979: depósito de 2 padrões de platina representando o
metro e quilograma nos Archives de La Republique, em Paris
Definições de unidades básicas



- metro: comprimento do caminho percorrido pela luz durante uM
intervalo de tempo de 1/299792458 segundo

- segundo: duração de 9192631770 ciclos de radiação
correspondentes a uma transição específica do átomo de césio 133
em estado sólido a 0 kelvin

´....................... e assim sucessivamente!

Unidades Derivadas do SI



Exemplos de unidades derivadas do SI com nomes e
símbolos especiais.



Outros Sistemas de Unidades



Sistema CGS: Sistema coerente de 3 unidades (centímetro,
grama, metro).

Sistema MKS: Na mecânica clássica, qualquer grandeza pode
ter a unidade representada pela combinação de
Comprimento (m), massa (Kg) e tempo (s). Exemplos:
velocidade em m/s, aceleração em m/s
2
, força em kg/(m.s
2
)

Sistema MKS* (MKS técnico): Similar ao MKS, em que a força
ao invés da massa é adotada como grandeza fundamental

1 litro de água a 4
o
C
MKS: massa 1 Kg
peso 9,8 N

MKS*: peso 1 Kgf
Outros Sistemas de Unidades



Sistema Sistema Imperial Britânico, Inglês ou Americano de
Engenharia: baseado em medidas antropomórficas
-1 polegada = comprimento de 3 graões de cevada alinhados
-1 jarda = distância entre a ponta do nariz e o polegar, com o
braço estendido, do rei Henrique I
Unidade Símbolo
Nome em
Inglês
Grandeza Definição
polegada in Inch Comprimento 1 polegada =2,54 cm
pé ft Foot/Feet Comprimento 1 pé = 12 polegada =30,48 cm
jarda yd Yard Comprimento 1 jarda = 3 pés = 91,44 cm
galão gal Gallon Volume 1 galão = 3,785 L
libra lb Pound Massa 1 libra = 453,6 grama
onça oz Ounce Massa 1 onça = 28,35
milha mi mile Comprimento 1milha = 1609 m
Conversão de unidades



- Uso de fatores de conversão (valores equivalentes de
diferentes unidades)

Exemplo: unidades de comprimento
Conversão de unidades



Exemplo: 1100 ft/s em mi/h
h
mi
h
s
ft
mi
s
ft
1500
1
3600
5280
1
1100 =
|
.
|

\
|
×
|
|
.
|

\
|
×
Exemplo: 100 m em ft


ft
m
ft
m 1 , 328
3048 , 0
1
100 = |
.
|

\
|
×
Peso e massa – Um caso especial



Massa: kg (SI); lb ou lb
m
(Sistema Inglês)
Força: N (SI)

F = m x a
F = kg x m/s
2
= kg/(m x s
2
) = N

+1 kg
f
(1 kilograma-força) é a força exercida pela massa de 1kg na
gravidade terrestre (pode-se dizer que 1 kg equivale a 1kg
f
)


1kg
f
= 1kg x 9,81m/s
2
= 9,81 kg/(m x s
2
) = 9,81 N

+ Analogamente, para lb
f
(libra-força)

1lb
f
= 1lb
m
x 32,174ft/s
2

Massa: quantidade de matéria
Peso: oposto da força necessária para suportar uma massa


Conversão de unidades



Exemplo: 400 in
3
/dia em cm
3
/h
=
|
.
|

\
|
×
|
.
|

\
|
×
h
dia
in
cm
dia
in
24
1
1
54 , 2
400
3
3
h
cm
3
3
1 , 273
24
1
54 , 2 400 = × ×
- Aspectos da regulamentação da profissão de Eng. Químico
- O que são processos químicos (transformação físico-química;
agregar valor)
- Funções básicas dos processo químicos (reação química,
mistura, separação, transferência de massa e de energia)
- O conceito de operações unitárias (unidades de processamento
com técnicas em comum)
- Fluxogramas: diagramas de processo
- Análise de processos (calcular quantidades e propriedades de
matérias primas e produtos)
- Trabalhar com unidades e grandezas (operações básicas;
conversão)
- Sistemas de unidades: SI, CGS, MKS, Inglês
O que vimos hoje?