A História da Trigonometria

Orientador: Prof. Rose Jucá
Universidade do Estado do Pará – UEPA
Cristiane do S. F. dos Santos
Keila dos S. Ferreira
Belém – PA
Setembro - 2009
Origem e Significado

Matemática grega por volta século IV ou V
a.C;

Surgiu devido as necessidades da Astronomia
(p/ calcular a localização e o tempo),
Navegação, na Agrimensura e na Geografia;

A palavra trigonometria vem do grego tri –
três, gono – ângulo e metrien – medida,
significando medida de triângulos. “Estudo
das relações entre os lados e os ângulos de
um triangulo”.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Egito e Babilônia

Cálculo de razões
números e entre lados
de triângulos
semelhantes.

No Egito temos o Papiro
Ahmes, conhecido como
Papiro Rhind, que data
de aproximadamente
1650 a.C., e contém 84
problemas.

No Egito a utilização da trigonometria nas
medições das pirâmides;

1500 a.C apx. a idéia de associar sombras
projetadas por uma vara vertical a
seqüências numéricas, relacionando seus
comprimentos com horas do dia (relógio de
sol).

Os babilônios tinham grande interesse pela
Astronomia, por razoes religiosas e pelas
conexões com o calendário e as épocas de
plantio;
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Construíram no século 28 a.C., durante o
reinado de Sargon, um calendário astrológico
e elaboraram, a partir do ano 747 a.C., uma
tábua de eclipses lunares;

Conceito de ângulo e de como efetuar sua
medida.

Na China, no reinado de Chóupei Suan-
King, aproximadamente 1110 a.C, os
triângulos retângulos eram freqüentemente
usados para medir distâncias, comprimentos
e profundidades.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Segundo o historiador Heródoto (490-
420 a.C.), foram os gregos que deram o
nome gnômon ao relógio de sol que
chegou até eles através dos babilônios,
embora já tivesse sido utilizado pelos
egípcios antes de 1500 a.C.

O mais antigo gnômon que temos
conhecimento é que chegou até nossos
dias, está no museu de Berlim.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

O gnômon era uma vareta
(GN, figura 2) que se
espetava no chão, formando
com ele um ângulo de 90°, e
o comprimento de sua
sombra (AN) era observado,
num horário determinado:
meio dia. Uma observação
dos limites da sombra
permitia medir a duração do
ano e o movimento lateral do
ponto A permitia medir a
duração do dia.
Figura 1: O Gnômon

Sábios na Grécia:

Thales (625 - 546 a.C.);

Seu discípulo Pitágoras (570 - 495 a.C.).
Congectura-se ter feito a primeira demonstração
do teorema que leva seu nome: “Em todo
triângulo retângulo a área do quadrado
construído sobre a hipotenusa é igual à soma
das áreas dos quadrados construídos sobre os
catetos”. Deste teorema deriva a relação
fundamental da trigonometria.

A primeira amostra documentada em 180 a.C
Hipsícles dividiu o zodíaco em 360 partes idéia
generalizada por Hiparco para qualquer círculo.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Eratóstenes de Cirene (276 -
196 a.C.), contemporâneo de
Arquimedes (287 - 212 a.C.) e
Aristarco (310 - 230 a.C) que
produziu a mais notável medida
da Antiguidade para a
circunferência da Terra, usando
semelhança de triângulos e
razões trigonométricas, o que o
levou a perceber a necessidade
de relações mais sistemáticas
entre ângulos e cordas.

Hiparco de Nicéia (180 - 125 a.C.):

Divisão a circunferência em 360 partes;

Atribuição do nome arco de 1 grau;

Ele dividiu cada arco de 1° em 60 partes obtendo o arco
de 1 minuto, construiu a primeira tabela trigonométrica
com os valores das cordas de uma série de ângulos de
0º a 180°, em cuja montagem utilizou interpolação linear,
observou que num dado circulo a razão do arco para a
corda diminui quando o arco diminui de 180° para 0°.
Resolveu então associar a cada corda de um arco o
ângulo central correspondente, o que representou um
grande avanço na Astronomia e por isso ele recebeu o
titulo de “Pai da Trigonometria”.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Cláudio Ptolomeu autor
da mais importante obra
da trigonometria da
Antiguidade, surgiu no
séc. II, em Alexandria, a
“Syntaxis Mathemática”,
composta de treze
volumes. Ela ficou
conhecida como
Almagesto, que significa
em árabe “A maior”.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

No Almagesto temos:

(a) uma tabela mais completa que a de Hiparco,
com ângulos de meio em meio grau, de 0° a
180º;

(b) o uso da base 60, com a circunferência
dividida em 360 graus e o raio em 60 partes e
frações sexagesimais, não só para expressar
ângulos, mas para qualquer tipo de calculo, com
exceção dos de medida de tempo.

(c) o resultado que passou a ser conhecido como
Teorema de Ptolomeu: Se ABCD é um
quadrilátero convexo inscrito num círculo, então
a soma dos produtos dos lados opostos é igual
ao produto das diagonais.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

A partir desse resultado, operando com as
cordas dos arcos, Ptolomeu chegou a um
equivalente das fórmulas de seno da soma
e da diferença de dois arcos, isto é sen (a
+ b) e sen (a - b). Especialmente a formula
para a corda da diferença foi usada por ele
para a construção da tabela
trigonométrica.

(d) O uso, também baseado nas cordas,
do seno do arco metade:
( )
r
| `
· r
÷
. ,
2
1
sen 1 cos
2 2

Em aproximadamente 400 d.C os
Hindus nos trazem um conjunto de textos
“Surya Siddhanta”;

Relação: entre a metade da corda e a
metade do ângulo central correspondente,
jiva;

Visão de um triângulo retângulo na
circunferência.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

500 d.C., o matemático Aryabhata já
calculava semi cordas e usava também o
sistema decimal (criado 600 d.C);

Introduziram os conceitos de semi corda
e de seno, demonstraram algumas
identidades, Varahamihira, no ano 505
d.C., o equivalente verbal de
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
u + u · sen² cos² 1
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Escola de Bagdad, no século IX, o príncipe da
Síria Mohamed-ben-Geber, conhecido como AL
Battani (aproximadamente 850 a 929 d.C.), ou
Albategnius, nas traduções latinas, chamado o
Ptolomeu de Bagdad.

Idéia de introduzir o circulo de raio unitário e
com isso demonstrar que a razão jiva é valida
para qualquer triangulo retângulo,
independentemente do valor da medida da
hipotenusa.

Construir uma tabela de senos.

Na Europa, século XIII, Fibonacci (1170-1250).

Obra “Practica Geometriae”, de 1220, é uma
aplicação da trigonometria árabe na
Agrimensura. Napier (1550-1617) invenção
logaritmos.

No “Tratado” ele calculou novas tabuas
trigonométricas, aperfeiçoando a de senos de
Purbach, e introduziu na trigonometria européia
o uso das tangentes, incluindo-as em suas
tábuas.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

Viète (1540-1603), adicionou um tratamento
analítico à trigonometria, em 1580.

É dele a idéia de decompor em triângulos
retângulos oblíquos para determinar todas as
medidas dos seus lados e ângulos. Isto está em
sua obra “Canon Mathematicus”. No livro
“Variorum de rebus mathematicis” aparece um
equivalente da nossa lei das tangentes:

com A e B ângulos e a e b os arcos respectivos.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
( )
( )
tg A B
a b
tg A B a b
+
+
·


No tratado de Pitiscus a palavra
“Trigonometria” aparece pela primeira vez.

O britânico Napier, que estabeleceu regras para
triângulos esféricos. Publicadas no “Napier
Analogies”, do “Constructio” no ano de 1619, em
Edinburgh.

Sir Isaac Newton (1642-1727) paralelamente
aos seus estudos de calculo infinitesimal
apoiados fortemente na geometria do movimento,
trabalhou com séries infinitas, tendo expandido
arc sen (x) em séries e, por reversão, deduzido a
série para sen(x).
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria

A trigonometria ganha a sua forma atual quando
Euler (1707-1783) adota a medida do raio de
um circulo como unidade e define funções
aplicadas a um número e não mais a um ângulo
como era feito até então, em 1748.
Povos que contribuíram para o
surgimento da trigonometria
Simbologia para razões
trigonométricas

Seno (latim: sinus) sig. seio, volta, curva,
cavidade; (árabe: jaib) sig. dobra, bolso ou
prega de uma vestimenta.

Notação para seno:

Fibonacci: sinus rectus arcus

Edmund Gunter(1624) e Hérigone(1634): sen

Cavalieri: Si

Oughtred: S
Simbologia para razões
trigonométricas

Notação para cosseno:

Viète: sinus residuae

Gunter(1620): co-sinus

Cavalieri: Si.2

Oughtred: s co arc

Wallis: S
Simbologia para razões
trigonométricas

A função tangente (função
sombra) e a cotangente;

Comprimento das sombras
e o Relógio de Sol.

Tales(alturas das
pirâmides).

Primeiras tabelas de
sombras(860): produzidas
pelos árabes.
Simbologia para razões
trigonométricas

Notação para tangente e cotangente:

Cavalieri: Ta e Ta.2

Oughtred: t arc e co arc

Wallis: T e t

Albert Girard(1626): tan escrito por cima
do ângulo

Jonas Moore(1674): cot
Simbologia para razões
trigonométricas

Notação para secante e cossecante:

Cavalieri: Se e Se.2

Oughtred: se arc e sec co arc

Wallis: s e

Albert Girard: sec escrito por cima do
ângulo
o
Simbologia para razões
trigonométricas

No século XVIII foram estudadas as
funções trigonométricas de uma variável
complexa.

Johann Bernoulli (1702): e

De Moivre (1722): teorema

Euler (1748):
1
sen z

logz
( )
cos . cos .
n
x i sen x nx i sennx + · +
cos .
i x
e x i sen x · +
A trigonometria esférica
A trigonometria esférica:
Definições básicas

Círculo máximo;

Círculo pequeno;

Ângulo esférico;

Triângulo esférico.
Definição formal de triângulo esférico:

Dados três pontos A, B, C de
uma esfera ( os quais não
estão sobre um mesmo
círculo maximal ), o triângulo
esférico de vértices A, B e C
é a figura da esfera
contornada pelos três arcos
maximais que vão de A a B,
de B a C e de C a A. Esses
arcos maximais são
chamados de lados do
triângulo.
Propriedades dos triângulos
esféricos

Medida dos lados e ângulos:
graus ou radianos;

Todo ângulo e todo lado mede
menos do que 180°;

Soma dos ângulos: é sempre
maior que 180°, e menor do
que 540°;

Soma das medidas dos lados:
qualquer valor menor do que
360°.
Propriedades dos triângulos
esféricos

Os lados maiore estão opostos
aos ângulos maiores no
triângulo;

A soma de dois lados do
triângulo é sempre maior do que
o terceiro lado, e a diferença é
sempre menor.
Conclusão
Bibliografia:

BOYER, Carl B. História da Matemática
. 2ª Edição. São Paulo: Edgard Blucher, 2000.

KENNEDY, Edwards S. Tópicos de história
da matemática para uso em sala de aula. Vol
5. São Paulo: Atual, 1992.

LOBO DA COSTA, Nielce M. A história da
trigonometria. SBEM. Ano 10 – nº13, março de
2003, pág.60 a 68.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful