You are on page 1of 43

Curso de Gestão da TI Modelagem de Processos

Prof. Reginaldo Gotardo
23/09/2009
1

Módulo 4.1 Aula 8

2

Programação da disciplina
• Tema 1 - Visão geral sobre processos • Tema 2 - Gestão por processos • Tema 3 - Mapeamento e modelagem de processos (1) • Tema 4 - Mapeamento e modelagem de processos (2)
3

Programação da disciplina
• Tema 5 - Ferramentas e técnicas para avaliação e melhoria • Tema 6 - Melhoria da qualidade – Estrela Decisória • Tema 7 - (Re)estruturação e (re)engenharia de processos • Tema 8 - TI e Processos de negócios • Tema 9 - Business Process Management
4

Objetivos desta Aula
• Ao final desta aula você aprenderá: – Apresentar o conceito de BPM. – Demonstrar as etapas do BPM. – Mostrar soluções para o BPM como linguagens de modelagem e implementação.
5

"Maestros não sabem como o oboé faz o seu trabalho, mas eles sabem com o que o oboé deve contribuir." Peter Drucker

6

Tema 8 - Business Process Management
7

Ciclo do BPM

8

Fonte: Apostila COC

BPM ??
• Ao falarmos de BPM, precisamos antes esclarecer que a sigla pode ter alguns significados distintos:
– Business Process Management – Business Process Modeling – Business Performance Management

9

BPM ??
• Business Process Modeling
– modelagem de processos de negócio – conjunto de conceitos e técnicas para criação de um modelo com os processos de negócio existentes em uma organização – nosso tema de trabalho! – lembrar da diferença entre processo de negócio e visão funcional
10

BPM ??
• Business Performance Management
– Gestão da performance do negócio – é um termo que se refere a um tipo de aplicativo empresarial, uma solução complementar aos tradicionais sistemas de gestão, onde regras de negócio complexas, ligadas a administração do negócio, governança corporativa e Balanced Scorecard, são utilizadas a fim de se mensurar o desempenho do negócio
Fonte: pt.wikipedia.org
11

BPM ??
• Business Process Management
– Os dois anteriores – E muito mais! – Um método – Um conjunto de boas práticas – Vai além de ferramentas

12

Definindo BPM
• O BPM é um termo que ganha cada vez mais importância em TI e gestão. • Trata-se de uma evolução nos conceitos de gestão de processos, envolvendo não só a modelagem, mas a gestão e otimização de processos de negócio. • Mas o BPM não é só auxílio na gestão. Ele também auxilia o processo de desenvolvimento de software que integre processos de uma empresa. • Defini-lo não é fácil!
13

Definindo BPM
• No desenvolvimento convencional de software nós temos as seguinte s etapas, adaptada de Pressman (2005):
– Especificação de requisitos: os clientes são entrevistados e suas necessidades são levantadas para desenvolver uma visão geral do sistema que precisará ser criado. – Análise de Requisitos: seguindo alguma metodologia, os requisitos são agrupados e organizados. – Projeto: o software começa a ser “desenhado”. Após uma análise aprofundada, começa-se o desenvolvimento do projeto. – Testes: o sistema começa a ser testado para que atinja a estabilidade requerida e possa ser colocado em produção. – Implantação: o sistema é implantado na empresa cliente.
14

Definindo BPM
• O problema destas etapas é que, muitas vezes, o software gerado não traz ganhos significativos para a empresa. • A grande questão é desenvolver produtos de TI que possam aumentar a eficácia e eficiência da empresa. • É ai que entra a gestão de processos e o desenvolvimento de software alinhados.
15

Definindo BPM
• O BPM tem, entre outras funções, a tarefa de melhorar o aproveitamento e desenvolvimento de recursos de TI nos processos de negócio, a fim de tornálos mais adequados. • Através de sua metodologia o BPM permite que os processos de negócio sejam modelados, testados e implantados, além de otimizados.
16

Definindo BPM
• Ao aplicar os passos para desenvolvimento de software, regidos agora por uma metodologia BPM, nós teríamos a otimização destas etapas frente aos processos de negócio da empresa. • Agora, o analista poderia simular os processos de negócio e verificar quais são os melhores para serem automatizados. • A ideia é automatizar processos que realmente aumentarão eficiência e eficácia da empresa na execução de seus serviços.
17

Definindo BPM
• É importante ressaltar que agora teremos que “orquestrar” os sistemas da empresa. • Assim, precisaremos modelar o relacionamento entre eles e como deverão se comportar. • Perceba então que BPM não é modelagem apenas, mas inclui uma fase para isto!!
18

Ciclo do BPM

19

Ciclo do BPM - Planejamento
• nesta etapa o propósito é definir as atividades que serão realizadas para contribuir nas metas e objetivos da empresa. • Estas atividades são estritamente relacionadas aos processos de negócio, às pessoas e à tecnologia associada.

20

Ciclo do BPM – Modelagem e Otimização de Processos
• nesta etapa estão incluídas as atividades que permitem gerar informações sobre os processos atuais e sobre as propostas de processos futuros. • Além disto, estão incluídas as atividades de documentação, metodologias para otimização de processos, simulações, geração de especificações para implementação, para execução e para controle.
21

Ciclo do BPM – Execução de Processos
• aqui estão incluídas as atividades que garantirão a implementação e a execução de processos, treinamentos e ajuste de infraestrutura, etc.

22

Ciclo do BPM – Controle e Análise de Dados
• nesta etapa temos os métodos estatísticos, gerando informações para realimentar as atividades de otimização dos processos.

23

Ciclo do BPM

24

Fonte: Apostila COC

BPMN
• Business Process Modeling Notation • Como vimos o BPM não é uma ferramenta de desenho, mas o BPMN sim! • Trata-se de uma notação visual para representarmos fluxos de processos.

25

BPMN
• O objetivo principal do BPMN é fornecer uma notação que facilite o entendimento pelos envolvidos no processo de negócio, desde os analistas do processo, até desenvolvedores de softwares que implementarão os processos. • O BPMN foi criado pelo Business Process Management Initiative (BPMI) e a versão 1.0 foi disponibilizada em 2004.
26

BPMN

Fonte: Apostila COC

27

BPMN

Fonte: Apostila COC

28

BPMN

Fonte: Apostila COC

29

BPMN

30

Fonte: Apostila COC

BPMN

31

Fonte: Apostila COC

BPMN - Exemplo

Fonte: Apostila COC

32

BPEL
• Business Process Execution Language • O BPEL é um padrão em formato XML criado originalmente pela Microsoft e IBM com apoio de empresas como SAP e Siebel. • A especificação BPEL não possui uma notação gráfica, mas sim o padrão XML como já dissemos.

33

BPEL
• O seu objetivo é descrever um processo de negócio que interage com Serviços Web internos ou externos à empresa. • O princípio do funcionamento do BPEL é através de Serviços Web. • Costumamos dizer que trata-se de uma “linguagem de orquestração”, pois controla o fluxo de execução dos processos de negócio modelados com serviços web.
34

BPEL
• Atualmente é mantido pela OASIS (Organization for the Advancement of Structured Information Standards Organização para o Avanço de Padrões em Informação Estruturada) que é um consórcio global conduzindo o desenvolvimento, a convergência e a adoção de padrões de serviços web e negócios eletrônicos. • Alguns membros são a IBM, SAP AG e Sun Microsystems.

35

BPEL
• Para construção de um processo BPEL precisamos determinar os serviços envolvidos através de suas linguagens de definição (WSDL). • Após isto, são determinadas as regras de negócio entre eles. • Algumas ferramentas implementam uma notação visual do BPEL que na verdade se parece com o BPMN. • Esta notação cria o XML responsável pela orquestração.
36

BPEL
• Como vemos na figura abaixo, uma ferramenta para criação do BPEL é o NetBeans. • Uma suíte de desenvolvido Java que possui diversos recursos. • Perceba como a notação se parece com a BPMN. • Vale lembrar que BPEL não depende de notação gráfica, mas é muito interessante que se integre a BPMN para descrição de fluxos de processos.
37

BPEL

38

Fonte: Apostila COC

BPMS
• Uma solução BPMS é uma ferramenta que permite tanto a geração quanto o controle de processos de negócio da empresa (REIS, 2008a). • Alguns exemplos de ferramentas que suportam estes modelos são: – JBOSS jPBM - open-source (jboss.com/products/jbpm) – IBM WebSphere Business Modeler – Profissional para o uso de BPM (www01.ibm.com/software/integration/wbimodeler) • Além disto, podemos realizar a execução dos modelos BPM usando o BPEL e uma ferramenta para simulação ou desenvolvimento. • Muitos modelos BPEL podem ser exportados como modelos UML para a TI ou usados em orquestradores de processo como a implementação BPEL4WS para o NetBeans.

39

Dúvidas ???

40

Referências
• CRUZ, T. Sistemas, métodos & processos: administrando organizações por meio de processos de negócio. São Paulo - SP: Atlas. 2005. • LAURINDO, F. J. B. e ROTONDARO, R. G. Gestão Integrada de processos e da tecnologia da informação. São Paulo - SP: Atlas. 2006. • MARANHÃO, M. e MACIEIRA, M. E. B. O processo nosso de cada dia: modelagem de processos de trabalho. Rio de Janeiro - RJ: Qualitymark. 2004. • OLIVEIRA, D. D. P. R. D. Administração de Processos: conceitos, metodologia, práticas. São Paulo - SP: Atlas. 2007. • SORDI, J. O. D. Gestão por Processos: uma abordagem da moderna administração. São Paulo SP: Saraiva. 2005.

41

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial FIM
Prof. Reginaldo Gotardo
42

Visite o site e avalie a aula.

http://www.inepad.org.br/interativacoc/

Utilize seu código e senha de aluno.
43