Da idade do Bronze ate a Epoca das Trevas

Quanto mais cedo. na medida em que quase não deixou remanescentes escritos . menos certo é nosso conhecimento da antiguidade grega O período anterior a Homero praticamente pode ser considerado pré-histórico.

com gente improdutiva (clero) . não havia cidades.Antes de 3000 aC. surge a pólis. apenas assentamentos neolíticos Com o advento do bronze.

com suas origens no III milênio aC O lendário rei Minos teria governado entre 1580 e 1450 aC A capital.Creta foi considerada o berço da Grécia. Cnossos. shgnhfhca “orhentahs” Utilizavam um idioma desconhecido .

Vagas de invasores indoeuropeus se sucederam jônios (2600 aC) aqueus e eólios (1600 aC) .

munidas de cisterna e de portentosas tumbas no sopé das colinas. a partir do século XV aC. que se conservaram por acidente (algumas tabuletas foram cozidas) . indicam que eram ricos.As cidadelas heládicas. perfumes e culinária Formavam uma cultura unitária nos dois lados do Egeu Utilizavam escritas peculiares (Linear B e Linear A). fortes. poderosos. bem relacionados com os vizinhos Tinham gosto pelos olivais. estabelecidas à média distância da praia.

Não aparece o termo “lei” no Linear B encontrado. mas a união religiosa e política era realizada pelos ἄνακτες O rei local (βασιλεύς) não tinha burocracia nem escribas. era apenas um supervisor das lides campestres ou um pirata .

sítios ficaram abandonados e esquecidos. houve solução de continuidade até no idioma. pequenas.Os dórios eram considerados filhos de Hércules. rompeu-se a unidade helênica e não houve mais intercâmbio com os estrangeiros As cidades tornaram-se pobres. utilizavam armas de ferro e praticavam a cremação Entre cerca de 1100 e 750 aC. com pouca população .

.

mas demonstra não saber como eram utilizados: em vez de dhvhdhrem as lhngas hnhmhgas. quando é sabido que inumavam Os reis (βασιλείς) são fracos e pobres e as rainhas ficam no quarto a tear .Homero fala de carros. servem como “táxh” Seu catálogo de embarcações refere cidades inexistentes no século VIII aC As armas são diferentes Rara referência à escrita (Ilíada. 168-180) Os micênicos aparecem cremando. VI.

mas podiam convocar conselhos. como heróis. tanto quanto os demais nobres. os homens são visto como da mesma raça dos deuses.Os reis (βασιλείς) não mandavam. já não havia mais o ἄναξ Assim surgiu a matriz das futuras ideias políticas gregas: a aristocracia Como reflexo do ideal aristocrático. embora morram A escatologia vazia ou vingadora apenas consolidou o espírito trágico grego .

o hedonismo e o niilismo (Nietzsche) Os gregos preferiram a busca agônica do heroísmo (excelência) — não na virtude. à revelia dos deuses e a despeito do fado .O espírito iluminista gradativamente renegou as noções de bondade e felicidade ao propugnar a esperança no progresso (Voltaire). visando tornar o homem admirado em vida e lembrado na morte. mas na força e habilidade —. o individualismo e os direitos do homem (Hobbes e Locke).

qual dessas duas vertentes seria mais apropriada para dar suporte a uma cultura cristã? .

com/narajr .twitter.