You are on page 1of 104

Panorama da arquitetura do século XIX

Ecletismo no Brasil

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1 PROFª ME. ANA PAULA GURGEL

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

Sumário
1. 2. 3. 4. 5. 6. Contextualização O Ecletismo no Rio de Janeiro As transformações residenciais O desenvolvimento do ecletismo no Brasil A belle époque de Fortaleza Referências

1. CONTEXTUALIZAÇÃO

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

ILLINOIS 1825 1844 1851 1852 1871 Grande incêndio de Chicago Paris é transformada por Haussman 1850 1871 .1790 Máquina a vapor usada para puxar vagão Invenção do barco à vapor 1804 1808 Iluminação à gás usada em Londres 1819 Fundada a École de BeauxArts Inaugurada a primeira estrada de ferro para passageiros na Inglaterra Morse envia a primeira mensagem telegráfica Construído o Palácio de Cristal em ferro e vidro na Inglaterra Otis inventa o elevador • Tradição eliminada por um grande incêndio em 1871 que destruiu a maior parte da cidade.

1879 Edison inventa a luz elétrica Inaugurado o Theatro da Paz em Belém/PA 1885 Produção em larga escala de aço laminado 1886 Primeiro arranha-céu em estrutura metálica 1888 Abolição da escravidão Proclamação da República no Brasil Inaugurado o Palácio Rio Branco em Salvador/BA Construção da Torre Eiffel 1889 1900 1906 Gaudí constrói a casa Millá em Barcelona .

• Durante o século XIX. no Brasil o ecletismo foi apoiado e influenciado de maneira acadêmica pela Academia Imperial de Belas artes .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. • No Brasil. marcando as construções do mundo novo. CONTEXTUALIZAÇÃO • O ecletismo arquitetônico difunde-se também pelas Américas. o Ecletismo é acorrente dominante na arquitetura e nos planos de reurbanização das grandes cidades.ECLETISMO NO BRASIL .PROF. e pela Escola Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro. ANA PAULA GURGEL 1. .ª ME. no período de transição para o século XX.

ª ME. • Até os anos 1870.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ainda podemos ver edifícios rigorosamente neoclássicos. o Brasil absorveu o Ecletismo. até os anos 1930. ANA PAULA GURGEL 1.PROF. o Neocolonial e as poéticas pré-modernas do Classicismo Tardio e do Art Déco. gerado no interior da Academia. • Podemos ainda dizer que a passagem do Neoclassicismo para o Ecletismo é um processo gradual. deixando pouco espaço para outras manifestações como o Art Nouveau.ECLETISMO NO BRASIL . . o ecletismo vai aparecer. • A partir daí. de maneira quase absoluta. CONTEXTUALIZAÇÃO • Passados alguns anos da morte do grande patrono Grandjean de Montigny e com os abalos sentidos no país da efervescência revivalista ocorrida na Europa.

CONTEXTUALIZAÇÃO CONTEXTO SOCIAL • Mudança de hábitos e comportamentos. ANA PAULA GURGEL 1. • A higiene entendida pela elite dizia respeito sobretudo à aparência. .ECLETISMO NO BRASIL .PROF. abandonando a chácara para viver mais próximos dos negócios. que atentassem à estética e a saúde pública precisaram se mudar do centro – início de zoneamento. • Nova burguesia crescente se muda para o centro.ª ME. • Segregação de funções: atividades ditas “insalubres”.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. • Essas práticas passaram a se associar à moral e ao bom costume. aumentando a barreira social aos pobres e “sujos”.

O Ecletismo no Rio de Janeiro ECLETISMO NO BRASIL .2.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL .ª ME.PROF.

ANA PAULA GURGEL 2. pontificaram em importantes edifícios e intervenções urbanísticas da capital federal: o Rio de Janeiro.ECLETISMO NO BRASIL . o ecletismo abarcava inúmeras variações de fantasia estilística que.ª ME. nas primeiras décadas do século XX.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro • Opondo-se à sobriedade do neoclássico.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. .

ANA PAULA GURGEL 2. O Ecletismo no Rio de Janeiro 1858: Antigo Palácio do Catete (Museu da República).PROF. Waehneldt . G.ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. Projeto Carl F.

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. Projeto Carl F.ª ME. Waehneldt . O Ecletismo no Rio de Janeiro 1858: Antigo Palácio do Catete (Museu da República).ECLETISMO NO BRASIL .PROF. G. ANA PAULA GURGEL 2.

ª ME. O Ecletismo no Rio de Janeiro 1858: Antigo Palácio do Catete (Museu da República).ECLETISMO NO BRASIL . Waehneldt . Projeto Carl F.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 2.PROF. G.

inspirado no Mosteiro dos Jerônimos em Portugal .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. ANA PAULA GURGEL 2.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Rio de Janeiro 1887: Real Gabinete de Leitura projetado por Raphael de Castro É um prédio com referência neomanuelina e que certamente foi a primeira obra de estrutura metálica do Rio de Janeiro.PROF.

O Ecletismo no Rio de Janeiro 1887: Real Gabinete de Leitura projetado por Raphael de Castro .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL 2.

ANA PAULA GURGEL 2.ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. Projeto Adolfo José del Vecchio.PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. Neogótico. O Ecletismo no Rio de Janeiro 1889: Pavilhão da Ilha Fiscal. .

O Ecletismo no Rio de Janeiro 1889: Pavilhão da Ilha Fiscal. confundindo meu nome com o de outra família que ele tinha conhecido.isto é um delicado estojo digno de uma brilhante jóia. p. Depois de ter percorrido em todos os sentidos e de ter apreciado o belo panorama que se descortina de todos os seus pontos.ª ME. ANA PAULA GURGEL 2. o imperador de cabeça descoberta. Neogótico. parou. Projeto Adolfo José del Vecchio.ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. 1987. (Citado em DEL BRENNA.PROF. e depois de alguns instantes de contemplação. disse-me: Seu De Vecchiera assim que ele costumava chamar-me. 45) . recebendo o ar fresco que vinha do lado da Barra.

epidemias de febre amarela. como se tornara conhecida. abastecimento de água. programas de saúde e segurança. período conhecido popularmente como “Bota-abaixo”. possuía quase um milhão de habitantes carentes de transporte.ECLETISMO NO BRASIL . em grande parte de seu rápido e desordenado crescimento. o Rio de Janeiro. cólera.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. • Na ocasião em que Pereira Passos assume a Prefeitura da cidade. o Rio de Janeiro passava por graves problemas sociais. ANA PAULA GURGEL 2. . decorrentes. • A reforma urbana de Pereira Passos. rede de esgotos. varíola. O Ecletismo no Rio de Janeiro Reforma urbana de Pereira Passos • No início do século XX. o urbanismo e o embelezamento. conferindo à cidade a fama internacional de porto sujo ou "cidade da morte".ª ME. • No centro do Rio de janeiro – a Cidade Velha e adjacências – eclodiam habitações coletivas insalubres (cortiços). com sua estrutura de cidade colonial. dando ao Rio de Janeiro ares de cidade moderna e cosmopolita. visou o saneamento.PROF. alavancado pela imigração europeia e pela transição do trabalho escravo para o trabalho livre.

ANA PAULA GURGEL 2. Acompanhou. Realizou a sua obra máxima como prefeito da Capital Federal entre 1902 até 1906 quando deu outra feição para a antiga capital colonial e imperial.PROF.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Rio de Janeiro O engenheiro Francisco Pereira Passos (1836-1913) estudou nas mais expressivas escolas de engenharia do Brasil e da França.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. foi um das expressivas figuras da tecnologia brasileira. Na passagem do Império para a República. a reforma urbana de Haussmann de Paris. . entre 1857 até 1860.

PROF. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. e seus cortiços foram postos abaixo para a construção de avenidas. praças e novos edifícios.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. . O Ecletismo no Rio de Janeiro Nesse período inúmeros moradores do Centro receberam ordens de despejo.

PROF.ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. O Ecletismo no Rio de Janeiro . ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

O Ecletismo no Rio de Janeiro .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.

a Rodrigues Alves. .ª ME.ECLETISMO NO BRASIL . Destacam-se também nessa época que revolucionou a malha urbana do Rio os alargamentos de vias como a Marechal Floriano. e em seguida uma intervenção maior no Centro histórico. Ruas estreitas e insalubres sumiram do mapa. e surgiu no Centro a Avenida Central (atual Avenida Rio Branco). uma das marcas da administração de Pereira Passos. a Rua da Carioca. e a construção de obras importantíssimas como o Theatro Municipal. O Ecletismo no Rio de Janeiro Foram. entre 1903 e 1906. assim como a Francisco Bicalho.PROF. duas grandes reformas: uma modernização da zona portuária degradada . a Uruguaiana. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2. a Rua do Catete.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. a Avenida Maracanã e a Avenida Beira-Mar. que se propunham a facilitar a ligação entre o Centro e os bairros residenciais mais abastados. entre tantas outras. cortiços e casas pobres foram postas abaixo.

O Ecletismo no Rio de Janeiro .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.ECLETISMO NO BRASIL .PROF.ª ME.

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME.PROF. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2. O Ecletismo no Rio de Janeiro .ECLETISMO NO BRASIL .

ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro .

ª ME.PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Rio de Janeiro . ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.

ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2.

em geral resíduos da demolição de cortiços e da construção de novos edifícios) nas bases dos morros impôs seu contraste em meio às elegantes avenidas traçadas pelos engenheiros e urbanistas a serviço de Pereira Passos. no fim do século XIX Morro da Providência (então Morro da Favela) no início de sua ocupação.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. ANA PAULA GURGEL • Reforma urbana de Pereira Passos 2. Morro da Favela) no início de sua ocupação.ECLETISMO NO BRASIL .PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro A periferização da população pobre ocorreu através da autoconstrução (feita em placas e chapas de madeira. no fim do século XIX .

responsável pelo projeto da Biblioteca Nacional (1910) na mesma avenida. e de Heitor de Mello.ª ME. na praça Floriano. . como a Escola e Museu Nacional de Belas Artes .PROF.ECLETISMO NO BRASIL . como o Derby Clube (1914) e o prédio da Prefeitura (1920). projetado por Francisco de Oliveira Passos e edificado na Avenida Central.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.MNBA (1908). obra de Adolfo Morales de Los Rios (1858 . em atividade no Rio de Janeiro de 1898 a 1920. • Destaca-se também na época a atuação do engenheiro militar Souza Aguiar. • O Teatro Municipal. autor de diversos projetos de edifícios públicos e residências particulares. é claramente inspirado na Ópera de Paris e aparece como o maior símbolo do ecletismo no Brasil. cuja pluralidade de estilos remete às construções francesas ecléticas. entre 1903 e 1909.1928). ANA PAULA GURGEL 2. no caso diretamente à fachada do Louvre. O Ecletismo no Rio de Janeiro • No Rio encontram-se ainda hoje os maiores exemplares da arquitetura eclética no Brasil.

Espanha 1858 . 1922/1923. O Ecletismo no Rio de Janeiro Adolpho Morales de los Rios (Sevilha. industriais. Entre seus projetos se destacam a . Sua produção arquitetônica ocorre em meio a muitas atividades. Maceió e Rio de Janeiro grande número de edifícios residenciais.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. o Portão Monumental (não construído) e o Parque de Diversões (demolido) para a Exposição Internacional das Comemorações do Centenário da Independência do Brasil. comerciais. monumentos públicos e funerários. Projeta em Salvador. ilustrações e capas de livros. ANA PAULA GURGEL 2. educacionais. urbanista. professor e historiador.PROF.Enba. Recife. religiosos. institucionais. Arquiteto. . hospitalares. 1906/1908.Rio de Janeiro RJ 1928). além de cartazes.ECLETISMO NO BRASIL .

ANA PAULA GURGEL 2.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Brasil .ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. ANA PAULA GURGEL Escola Nacional de Belas Artes .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

PROF.ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL Escola Nacional de Belas Artes .

ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Escola Nacional de Belas Artes . ANA PAULA GURGEL 2.ª ME.

ª ME. 1905-9. ANA PAULA GURGEL 2. .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.Projeto Francisco de Oliveira Passos. O Ecletismo no Brasil Theatro Municipal .ECLETISMO NO BRASIL .PROF.

O Ecletismo no Rio de Janeiro O Theatro Municipal foi inaugurado em 14 de julho de 1909 na Praça Floriano. ANA PAULA GURGEL 2. o prefeito Pereira Passos. O resultado deste concurso foi motivo para uma longa polêmica na Câmara Municipal e como decisão final resolveu-se pela fusão de dois projetos pois. lançou um edital com um concurso para a apresentação de projetos para a construção do Theatro Municipal. conhecida como Cinelândia.PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. na verdade. .ECLETISMO NO BRASIL . nomeado pelo presidente Rodrigues Alves. os dois projetos ganhadores correspondiam a uma mesma tipologia.ª ME. Em 1903.

ANA PAULA GURGEL 2. O Ecletismo no Rio de Janeiro Theatro Municipal .ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 2.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Theatro Municipal .ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. .PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Theatro Municipal . ANA PAULA GURGEL 2.Projeto Francisco de Oliveira Passos.ECLETISMO NO BRASIL . 1905-9.

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Biblioteca Nacional .ª ME.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 2.

ª ME.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Rio de Janeiro Biblioteca Nacional .PROF. ANA PAULA GURGEL 2.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL Biblioteca Nacional .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Biblioteca Nacional . ANA PAULA GURGEL 2.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL Biblioteca Nacional .ECLETISMO NO BRASIL .PROF.ª ME.

ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Biblioteca Nacional .ª ME. ANA PAULA GURGEL 2.

havendo uma predominância do Barroco francês. O Ecletismo no Rio de Janeiro Todos os tipos estilísticos são aqui representados.ECLETISMO NO BRASIL . equipamentos públicos como teatros. ANA PAULA GURGEL 2. escolas. museus e quartéis. .PROF. edifícios comerciais e estações – foram projetados e construídos segundo os princípios ecléticos. Além disso. todos os programas – residências.ª ME. onde ainda se conseguiu preservar um grande acervo desta arquitetura. e em outros edifícios importantes como o Palácio Tiradentes e o Palácio das Laranjeiras. que se constata no centro monumental eclético da cidade do Rio de Janeiro – a Praça Marechal Floriano –. principalmente nas grandes metrópoles. bibliotecas.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

ANA PAULA GURGEL 2.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Palácio Tiradentes – Neobarroco francês. .

ª ME. ANA PAULA GURGEL 2.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. .PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro Palácio Tiradentes – Neobarroco francês.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. .PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL 2. O Ecletismo no Rio de Janeiro Palácio Tiradentes – Neobarroco francês.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Rio de Janeiro 1904: Palácio Monroe. Francisco Marcelino de Souza Aguiar.ª ME. ANA PAULA GURGEL 2. . Projeto: Mal.

Projeto: Mal. . Francisco Marcelino de Souza Aguiar.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 2.ª ME. O Ecletismo no Rio de Janeiro 1904: Palácio Monroe.ECLETISMO NO BRASIL .PROF.

O Ecletismo no Rio de Janeiro 1906-11 : Estação das Barcas.ª ME. ANA PAULA GURGEL 2. .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .PROF.

ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. tendo o arquiteto Adolpho José Dell Vecchio. O Ecletismo no Rio de Janeiro 1906-11 : Estação das Barcas. . tornando-se logo ponto de referência na Praça XV. aproveitou-se o arcabouço da velha estação das barcas Ferry. que projetou anos antes o palacete da Ilha Fiscal. com vistosa cúpula bulbosa e pavilhões anexos no mesmo estilo.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. refeito a fachada em estilo eclético.PROF. ANA PAULA GURGEL 2. Foi inaugurada em 1911.

Com 50 metros de altura e 45 de largura.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. O Ecletismo no Rio de Janeiro Fundação Oswaldo Cruz.ª ME. 1904. Pavilhão Mourisco. começou a ser construído em 1905. Nenhum recurso foi poupado na construção. ANA PAULA GURGEL 2.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . assenta-se sobre uma base de granito negro . c. Arquiteto Luiz Moraes Junior. como é mais conhecido o prédio central da Fiocruz. pelo arquiteto português Luiz Moraes Júnior. com base em desenhos do próprio Oswaldo Cruz.

ª ME. c.PROF. O mourisco era um dos muitos estilos que.ECLETISMO NO BRASIL . surgidos no século XIX. ANA PAULA GURGEL 2. 1904. . O Ecletismo no Rio de Janeiro Fundação Oswaldo Cruz. estavam relacionados a uma estética do insólito e a ideias exóticas e românticas de ambientação. Arquiteto Luiz Moraes Junior.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

.ª ME. O Ecletismo no Rio de Janeiro Fundação Oswaldo Cruz. Arquiteto Luiz Moraes Junior.ECLETISMO NO BRASIL . c. ANA PAULA GURGEL 2. 1904.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF.

ª ME. Neobarroco francês.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. O Ecletismo no Rio de Janeiro 1909-12: Palácio das Laranjeiras. ANA PAULA GURGEL 2. Projeto: Armando da Silva Telles.ECLETISMO NO BRASIL .PROF. .

O Ecletismo no Rio de Janeiro A vista geral da EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO da ABERTURA dos PORTOS 1908. • O mandato de Pereira Passo com prefeito já havia passado.PROF. • O seu principal objetivo.às diversas autoridades nacionais e estrangeiras que a visitaram. .urbanizada pelo então Prefeito Francisco Pereira Passos e saneada pelo cientista Oswaldo Cruz . era o de apresentar a nova capital da República . ANA PAULA GURGEL 2. entretanto.ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. • As feiras mundiais estavam na ordem do dia de todos os recantos do planeta moda e glória foi até 1914.ECLETISMO NO BRASIL .

ECLETISMO NO BRASIL . foram ávidos em seguir esta moda de aparência de acumulação. as cidades movidas pelas fortunas acumuladas pelo café. ANA PAULA GURGEL 3.ª ME. • Neste. fumo. borracha.da EXPOSIÇÃO do CENTENÁRIO da ABERTURA dos PORTOS (1908) “faz pirraça lá do alto ao embasamento de estilo híbrido” na expressão de Morales de los Rios. cacau e algodão. • Estes. artesanato e pelo gasto suntuário para o poder originário e para o gáudio dos fornecedores. • Pirraça entre tendências estéticas as mais contraditórias possíveis. . Pirraça que não encontrava outra lógica ou função além do o efêmero de uma exposição que deseja impressionar pela forma.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF. além disto. As transformações do Rio de Janeiro Pavilhão São Paulo . encontravam um ótimo meio para a propaganda e o marketing dos seus produtos e técnicas para todo mundo e especialmente para o Brasil.

PROF. O Ecletismo no Rio de Janeiro EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO DA ABERTURA DOS PORTOS 1908 .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 2.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. novas obras tiveram de ser realizadas para aumentar a área.PROF. originalmente acanhada: foi iniciado o aterro entre a pedreira da Urca e a atual Avenida Pasteur .ª ME. ANA PAULA GURGEL 2.ECLETISMO NO BRASIL . O Ecletismo no Rio de Janeiro EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO DA ABERTURA DOS PORTOS 1908 Com a Exposição Nacional de 1908 que aconteceria ali.

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 2. O Ecletismo no Rio de Janeiro EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO DA ABERTURA DOS PORTOS 1908 .PROF.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .

ECLETISMO NO BRASIL .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. O Ecletismo no Rio de Janeiro EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO DA ABERTURA DOS PORTOS 1908 Pavilhão do Estado da Bahia Pavilhão da Fábrica de Tecidos Bangu . ANA PAULA GURGEL 2.ª ME.

ANA PAULA GURGEL 2.PROF.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. O Ecletismo no Rio de Janeiro EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO DA ABERTURA DOS PORTOS 1908 Pavilhão dos Estados .

ANA PAULA GURGEL 2.ECLETISMO NO BRASIL . junto com outros órgãos do Ministério da Agricultura. Hoje Museu de Ciências da Terra .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. O Ecletismo no Rio de Janeiro EXPOSIÇÃO CENTENÁRIO DA ABERTURA DOS PORTOS 1908 Em novembro de 1909. um ano após o término da Exposição Nacional o Serviço Geológico instalou-se.PROF.

ANA PAULA GURGEL .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.3. As transformações residenciais ECLETISMO NO BRASIL .ª ME.

ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 3. • As cidades e as residências são dotadas de serviços de água e esgoto.ª ME.PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. Surgem nessa época as casas urbanas com novos esquemas de implantação: Afastados dos vizinhos e com jardins laterais. • . desenvolveu-se o trabalho remunerado e aperfeiçoaram-se as técnicas construtivas. valendo-se de equipamentos importados. As transformações residenciais • Com a decadência do trabalho escravo e o início da imigração europeia.

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

3. As transformações residenciais
• As primeiras transformações verificadas nas soluções de implantação visavam à libertação das construções dos limites do terreno.

• O esquema consistia em recuar o edifício dos limites laterais, conservando-o frequentemente sobre o alinhamento da via pública.
• Comumente o recuo era apenas de um dos lados; do outro, quando existia, reduzia-se ao mínimo.

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

3. As transformações residenciais
• As residências maiores eram enriquecidas com um jardim do lado. • Esta novidade, que vinha introduzir um elemento paisagístico na arquitetura residencial, oferecia amplas possibilidades de arejamento e de iluminação, até então desconhecidas nas tradições construtivas do Brasil. predominância de assimetria (exceto nos casos de forte influência neoclassicista) e de linhas e planos verticais.

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

3. As transformações residenciais

Desaparece a uniformidade – marcante no período colonial – na tentativa de acompanhar as transformações das tecnologias e dos costumes

PROF. As transformações residenciais .ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 3.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME.

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

3. As transformações residenciais

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

3. As transformações residenciais
“o aperfeiçoamento dos hábitos higiênicos coincidia com a instalação dos primeiros banheiro com água corrente e com o aparecimento das venezianas. O emprego de madeiras serradas, com junções mais perfeitas, difundiu o uso de assoalhos encerados[...] iniciando-se, em decorrência o uso de tapetes e móveis mais finos” (REIS FILHO, 2004, p. 50)

ECLETISMO NO BRASIL - DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1- PROF.ª ME. ANA PAULA GURGEL

3. As transformações residenciais
Entre finais do séc. XIX e inicio do XX fundem-se duas tradições:

a chácara + o sobrado = chalé
isolado no centro do terreno e com aguas para as laterais (REIS FILHO, 2004, p. 50/51)

ECLETISMO NO BRASIL .PROF.ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. As transformações residenciais . ANA PAULA GURGEL 3.

PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL . As transformações residenciais . ANA PAULA GURGEL 3.ª ME.

ECLETISMO NO BRASIL .PROF. ANA PAULA GURGEL 3.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. As transformações residenciais .

O desenvolvimento do ecletismo no Brasil ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL .ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF.4.

. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil Em São Paulo o ecletismo arquitetônico teve em Ramos de Azevedo seu principal nome.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 4.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.PROF.ª ME.

PROF. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil Theatro Municipal de São Paulo . ANA PAULA GURGEL 4.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .ª ME.

• Dubugras muda-se para São Paulo. e. casas. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil • As referências ao gótico foram usadas em igrejas. França 1868 .Teresópolis RJ 1933).PROF. dirigida por Ramos de Azevedo (1851-1928).ª ME. e trabalha até 1894 na carteira imobiliária do Banco União. escolas e até em presídios (Victor Dubugras que esteve em São Paulo até 1902 construiu alguns). Foi criado em Buenos Aires.ECLETISMO NO BRASIL .DOP . • Victor Dubugras (Sarthe. ANA PAULA GURGEL 4. no Departamento de Obras Públicas de São Paulo . 1895 e 1897. em 1894.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

São Paulo 6 residência Elias Calfat. 1916. 1916.ª ME. 1903.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 4. São Paulo 7 projeto para Prefeitura (perspectiva).DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil 5 residência José Tomaselli. Santos-SP .

ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. em São Paulo.ECLETISMO NO BRASIL .PROF. ANA PAULA GURGEL 4. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil a Estação da Luz. reinaugurada em 1901 .

em São Paulo. reinaugurada em 1901 . O desenvolvimento do ecletismo no Brasil a Estação da Luz.ª ME.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 4.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

PROF. recobre diversos elementos de estuque ou reboco na construção.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL 4.1896) • Símbolo do apogeu do ciclo da borracha.ª ME. .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. • Edificado numa época em que Manaus contava com apenas cem mil habitantes e vivia um período de rara prosperidade. pode-se perceber as dificuldades na obtenção de materiais nobres pela pintura ilusionista que. situa-se na transição do neoclássico para o ecletismo. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil Teatro Amazonas (Manaus . em fingimento de mármore.

1896) .ª ME.PROF. O desenvolvimento do ecletismo no Brasil Teatro Amazonas (Manaus . ANA PAULA GURGEL 4.ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL Teatro Amazonas (Manaus .ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .1896) .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. em Recife. inaugurado em 1875. . Interpretações locais o Mercado São José.PROF. ANA PAULA GURGEL 4.ECLETISMO NO BRASIL .

PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. ANA PAULA GURGEL 4. Interpretações locais .

ª ME.PROF. ANA PAULA GURGEL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.5. ANA PAULA GURGEL . A belle époque de Fortaleza ECLETISMO NO BRASIL .ª ME.PROF.

ª ME. • A elite formada por comerciantes e profissionais liberais vindos de outras regiões brasileiras e do exterior ajudou a promover mudanças importantes em Fortaleza. . • De influência europeia e guiada por ideais de civilidade. ANA PAULA GURGEL 5.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . • Belle Époque é um "termo francês cunhado para traduzir a euforia europeia com as novidades decorrentes da revolução científico-tecnológica (1850-1870 em diante). que foi amplamente influenciado pelas ideias de modernidade estética e comportamental. A belle époque de Fortaleza • Progresso mesclado com glamour pautou a Fortaleza da "Belle Époque" (1850/1925). especialmente francesas. • O período da vida da cidade compreendido entre os anos 1860 e as primeiras décadas do século XX.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. esse contingente teve atuação destacada.

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. ANA PAULA GURGEL 5. A belle époque de Fortaleza Theatro José de Alencar em registro de 1931 .ECLETISMO NO BRASIL .PROF.

A belle époque de Fortaleza Inaugurado em 1910. ANA PAULA GURGEL 5. ferro importado da Grã-Bretanha .ECLETISMO NO BRASIL .ª ME.PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. A belle époque de Fortaleza Rua Floriano Peixoto na esquina com Rua São Paulo. ANA PAULA GURGEL 5. (Foto de 1935) .ECLETISMO NO BRASIL . com ângulo de visão na direção da Praça do Ferreira.ª ME.

com visão para o Palacete Ceará.PROF. ANA PAULA GURGEL 5. que resiste até os dias de hoje .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME. A belle époque de Fortaleza Praça do Ferreira em registro de 1930.ECLETISMO NO BRASIL .

ª ME.ECLETISMO NO BRASIL . ANA PAULA GURGEL .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.

ª ME.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 5.PROF.ECLETISMO NO BRASIL . A belle époque de Fortaleza .

A belle époque de Fortaleza Em Fortaleza.ª ME. apoiado numa estrutura metálica importada da Bélgica” (CASTRO. 1987) .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ECLETISMO NO BRASIL .PROF. o neogótico ganhou força a partir de 1870. como exemplo do estilo existe a Igreja do Pequeno Grande inaugurada em 1913 com “coberta íngreme. ANA PAULA GURGEL 5. à imitação dos telhados de ardósias.

ª ME.ECLETISMO NO BRASIL .DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. A belle époque de Fortaleza Igreja do Pequeno Grande . ANA PAULA GURGEL 5.PROF.

ECLETISMO NO BRASIL .ª ME. A belle époque de Fortaleza Igreja do Pequeno Grande .PROF.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL 5.

DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. ANA PAULA GURGEL . Referências ECLETISMO NO BRASIL .PROF.6.ª ME.

São Paulo: Perspectiv a. Perspectiva. 1987.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1. • SILVA. REFERÊNCIAS • BENEVOLO. 1981.) Ecletismo na Arquitetura Brasileira. Rio de Janeiro: Empresa a noite. Grandjean de Montigny e a evolução da arte brasileira. 1987. São Paulo: Nobel/Edusp. ANA PAULA GURGEL 5.PROF. Arquitetura eclética em Pernambuco. 1941. Arquitetura eclética no Ceará. São Paulo: Nobel & EDUSP. Yves. • LOS RIOS FILHO. José Liberal de.DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARQUITETURA 1.ª ME.ECLETISMO NO BRASIL . Arquitetura contemporânea no Brasil. Morales de. • CASTRO. Geraldo Gomes. Leonardo. 1976. ANA PAULA GURGEL . São Paulo: Ed.ª ME. In: Arquitetura brasileira. Annatereza (org. In: Arquitetura brasileira. ECLETISMO NO BRASIL . • FABRIS. 1987 . São Paulo: Nobel/Edusp.PROF. • BRUAND. História da Arquitetura Moderna.