You are on page 1of 14

FICHAMENTO

Metodologia do Trabalho Científico

Fichamento O fichamento é o ato de registrar os estudos de um livro e/ou um texto. a autoria. tendo em vista. isto é. que não existe um modelo pronto e/ou determinado. o fichamento deve conter a seguinte estrutura: cabeçalho indicando o assunto e a referência da obra. De acordo com diversos autores. a editora e o ano da publicação. a assimilação do conhecimento. Existem três tipos básicos de fichamentos: o fichamento bibliográfico. o título. . o local de publicação. além da facilidade na execução dos trabalhos acadêmicos. o fichamento de resumo ou conteúdo e o fichamento de citações. Cada professor pode seguir um modelo de fichamento. O trabalho de fichamento possibilita ao estudante.

“Fichar um texto significa sintetizá-lo. coerente e objetivo”.  Registrar as reflexões proporcionadas pelo material de leitura. a identificação das ideias principais e seu registro escrito de modo conciso. trata-se de um exercício da escrita. essencial para: a elaboração de resenhas. papers.  Organizar as informações colhidas.  Registrar o conteúdo das obras. monografias etc. o que requer a leitura atenta do texto. artigos. assimilação e produção de conhecimento O fichamento objetiva :  Identificar as obras consultadas. . sua compreensão.

não necessite voltar mais ao texto original Se bem organizado. . a partir do fichamento.Recurso utilizado quando não se tem acesso à obra ou quando o pesquisador encontra-se na fase de levantamento de material O ideal é que o pesquisador. facilita a redação final do trabalho.

Tipos de Fichamento Bibliográfico (catalogação bibliográfica) Citação (transcrição) Resumo (de conteúdo) Opinião (de comentário ou analítico) .

título. Corpo .Estrutura do Fichamento Cabeçalho Assunto Referência : autoria. local de publicação. editora e ano da publicação.

Fichamento de Citação É o tipo de fichamento que vai ser composto de citações do próprio autor da obra lida. é a reprodução fiel das frases que se pretende usar como citação na redação do trabalho..] Conforme a ABNT (2002a). ou seja. partes que expressam a ideia principal do autor. Quando se fizer supressão de alguma parte da obra. Após a leitura sistemática da obra. a transcrição textual é chamada de citação direta. deve-se indicar tal supressão com reticências entre colchetes [. É a transcrição literal do texto. parágrafos. o estudante/pesquisador sublinha frases. .. Ter o cuidado de abrir e encerrar com aspas e indicar a página da qual se fez a transcrição.

1993. Segundo capítulo. é comum os assassinos de mulheres serem absolvidos sob a defesa de honra” (p. ao lado de propostas como educação e a emancipação da mulher e a instauração da República” (p. Nísia Floresta Augusta. Breve história do feminismo no Brasil. TELES. 132) “a mulher buscou com todas forças sua conquista no mundo totalmente masculino” (p.30) “na justiça brasileira. defendeu a abolição da escravatura. „uma das primeiras feministas do Brasil.43) Fichado por: Stela . Maria Amélia de Almeida.Modelo de fichamento de citações Educação da mulher: a perpetuação da injustiça (pp. 30 – 132). São Paulo: brasiliense.

da referência bibliográfica. Pode-se fazer uma reprodução livre do trecho lido ou se pode acompanhar a mesma linha estrutural do texto. chamada citação livre ou conceitual. isto é. O resumo pode ser do tipo esboço ou do tipo sumário. no texto. O resumo é uma forma de citação. a transcrição das ideias do autor com palavras próprias. . e por isso deve vir precedido ou cedido. O resumo de cada tópico ou parágrafo e a sua correspondente anotação supõem a compreensão do texto inteiro e a adequação ao problema que se quer resolver.Fichamento resumo ou conteúdo É o que contém uma paráfrase do trecho lido.

TELES. Maria Amélia de Almeida. participação em greves. como relato de uma prática. Fichado por: Local: . O trabalho da autora baseia-se em análise de textos e na própria vivência nos movimentos feministas.Modelo de fichamento de resumo ou conteúdo Educação da mulher: a perpetuação da injustiça (pp. A autora trabalha ainda assuntos como mulheres da periferia de São Paulo. São Paulo: brasiliense. a luta por creches. saúde e sexualidade. Breve história do feminismo no Brasil. 1993. até os anos de 1975 em que foi considerado o Ano Internacional da Mulher. A autora divide seu texto em fases históricas compreendidas entre Brasil Colônia (1500 – 1822). violência. 30 – 132) segunda capítulo.

com comentários dos tópicos abordados em uma obra inteira ou parte dela. O primeiro passo de uma pesquisa bibliográfica é fazer um levantamento bibliográfico nas bibliotecas que se tem acesso.) facilita a catalogação desses dados. oferecendo assim maior rapidez na localização e transcrição dos dados. O uso do arquivo eletrônico (word. É a descrição. excel. acess. . montando para isso seu próprio banco de dados bibliográfico.Fichamento Bibliográfico As fichas bibliográficas são as que registram as informações bibliográficas completas e as anotações sobre tópicos da obra.. as palavras-chave e a temática do texto..

Modelo de fichamento bibliográfico TELES. Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. A abordagem é descritiva e analítica. Fichado por: . A obra insere-se no campo da história e da antropologia social. A autora descreve em linhas gerais todo s processo de lutas e conquistas da mulher. Aborda os aspectos históricos da condição feminina no Brasil a partir do ano de 1500. revistas e depoimentos. São Paulo: brasiliense. 1993. A autora utiliza-se de fontes secundárias colhidas por meio de livros.

O fichamento crítico é a base. É a explicação da importância da obra para o estudo em pauta. É uma interpretação de um texto obscuro para torná-lo mais claro. É uma análise crítica do conteúdo.Fichamento Crítico É nesse tipo de ficha que o estudante/pesquisador vai além de descrever o conteúdo da obra lida. ele interpreta incluindo uma crítica pessoal às ideias expressas pelo autor da obra. É a comparação da obra com outros trabalhos sobre o mesmo tema. juntamente com o de resumo para a construção de resenhas. . tomando como referencial a própria obra. É a elaboração pessoal sobre a leitura e deve conter: comentários (parecer e crítica) e ideação (novas perspectivas).

de modo a dar aos profissionais competência para o desempenho cultural. Como o latim vem sendo mal ensinado. A posição Adotada por Nóbrega em relação à importância do latim para as diversas profissões liberais supõe que esta língua seja muito bem ensinada. a sua utilidade fica prejudicada ou diminuída. ed. p. Fichado por: Local: . Metodologia do Latim. L. O latim para as profissões liberais. 1962. 47. Rio de Janeiro: Acadêmica.Modelo de Fichamento Crítico NÓBREGA. V. 2. In: ____.