SIAFI

PRINCIPAIS DOCUMENTOS DE ENTRADA DE DADOS

ORÇAMENTÁRIOS
Nota de Dotação – ND: A Nota de Dotação é o documento utilizado para registro das informações orçamentárias elaboradas pela Secretaria de Orçamento Federal, ou seja, dos créditos previstos no Orçamento Geral da União (OGU). Também se presta à inclusão de créditos no OGU não previstos inicialmente e ao registro do desdobramento do Plano Interno e do detalhamento da fonte de recursos.

ORÇAMENTÁRIOS
Nota de Dotação – ND:
A Nota de Dotação Orçamentária é a primeira etapa da distribuição orçamentária. Esta etapa é realizada no SIAFI primeiramente através da Nota de Dotação. Com a Nota de Dotação cadastrada no SIAFI é possível alimentar o SIPAC (Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos) com estes dados. A Nota de Dotação é uma operação orçamentária de crédito, isto poderá ser visto após a realização da operação, o saldo da célula orçamentária será acrescido.

ORÇAMENTÁRIOS
Nota de Dotação – ND:

É importante destacar que o SIAFI só visualiza as unidades gestoras, sendo a responsabilidade de distribuir o orçamento entre as unidades subordinadas às gestoras do SIPAC.
Para cadastrar notas de dotação, acesse SIPAC → Módulos → Orçamentário → Movimentações → Movimentações Orçamentárias → Nota de Dotação.

ND .NOTA DE DOTAÇÃO .

ND .NOTA DE DOTAÇÃO .

ORÇAMENTÁRIOS Nota de Movimentação de Crédito (NC) Utilizado para registrar a movimentação de crédito orçamentário entre Unidades Gestoras dentro da mesma esfera de governo. também conhecidas como “Provisão”. também chamadas de “Destaque”. e para as descentralizações externas. . Poderá ser utilizada para as descentralizações internas.

DESCENTRALLIZAÇÃO DE CRÉDITOS .

Ex. a fim de que este execute um programa de responsabilidade do primeiro.: Programa de “segurança alimentar”. apenas o executor. . O programa de trabalho não muda.DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS Um exemplo da descentralização de créditos orçamentários seria o destaque de créditos do Ministério da Agricultura para o Ministério da Saúde.

Essa descentralização pode ser interna. de uma Unidade Gestora para outra. se realizada entre Unidades Gestoras do mesmo órgão. ou externa. . do poder de utilizar créditos orçamentários que lhe tenham sido consignados no orçamento (LOA) ou em créditos adicionais. se efetuada entre órgãos distintos.DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS A movimentação ou descentralização de créditos consiste na transferência.

consiste na transferência de “dinheiro” entre as Unidades Gestoras que compõem o sistema de programação financeira e ocorre sob a forma de liberação de cotas. .DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS Já a movimentação ou descentralização de recursos financeiros oriundos do orçamento da União (LOA). repasses e sub-repasses para o pagamento de despesas através de concessão de limite de saque à Conta Única do Tesouro Nacional.

de posse do crédito. recurso é dinheiro ou saldo de disponibilidade bancária enquanto que o crédito é dotação ou autorização de gasto. após realizar todos os procedimentos (licitatórios ou não) relativos às despesas e estiver em condições de pagá-la. A sequência é basicamente a seguinte: Primeiramente a Unidade Orçamentária ou Administrativa recebe o crédito. a parte financeira (recursos). . Portanto. Ou seja. primeiro executa o lado orçamentário (créditos) e. em seguida. solicitará o respectivo recurso para realizar o pagamento.DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS Crédito e recurso são duas faces de uma mesma moeda.

. ou seja. entre a STN e as unidades orçamentárias ou administrativas.DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS Descentralização de créditos: É a transferência de créditos entre unidade gestoras.

DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS Descentralização interna de créditos (provisão): É a movimentação de créditos entre unidades gestoras de um mesmo órgão (verticalmente) ou entidades integrantes dos orçamentos fiscal e da seguridade social. 3º do Decreto 825/93). 2º c/c o art. . respeitada fielmente a classificação funcional (art.

respeitada fielmente a classificação funcional (art.DESCENTRALIZAÇÃO DE CRÉDITOS Descentralização externa de créditos (destaque): É a descentralização de créditos entre unidades gestoras de órgãos ou entidades de estruturas diferentes (horizontalmente). 2º. 3º do Decreto 825/93). parágrafo único. c/c o art. .

A descentralização de créditos (não é dinheiro!) ocorre conforme demonstrado neste gráfico: .

essa transferência é externa. Esse tipo de transferência ocorre no sentido horizontal. denominada de provisão. de um ministério para outro. Quando o OSPF do MJ transfere crédito ao OSPF do MF. Esse tipo de transferência ocorre no sentido vertical. essa transferência é interna. de um ministério para outro. 2º. . chamada de destaque. Quando o Órgão Setorial de Programação Financeira (OSPF) do Ministério da Justiça transfere crédito aos seus órgãos (departamentos).COMENTÁRIOS 1º.

A transferência de créditos da STN para os OSPF de qualquer ministério. denomina-se descentralização de crédito. entidade da administração indireta e para outro Poder.COMENTÁRIOS 3º. a transferência interna de crédito é chamada de provisão e a externa. Recordando. . destaque.

para viabilizar a consecução de objetivos previstos na lei orçamentária. Essa norma determina que as empresas públicas federais que não participam dos orçamentos fiscal e da seguridade social. . 4° do Decreto 825/93. mas que executam as atividades de agente financeiro governamental.COMENTÁRIOS Entidades não integrantes dos orçamentos fiscal e da seguridade social podem receber crédito? Sim. conforme previsão no art. poderão receber créditos em descentralização.

ORÇAMENTÁRIOS Nota de Movimentação de Crédito (NC) A descentralização de créditos é a figura pela qual uma unidade orçamentária ou administrativa transfere a outras unidades orçamentárias ou administrativas o poder de utilizar créditos que lhes forem dotados. podendo ser: . A descentralização de créditos permite mais flexibilidade e dinamicidade na execução dos projetos e atividades.

ORÇAMENTÁRIOS Nota de Movimentação de Crédito (NC)  Descentralização Interna de Crédito ou Provisão: é a transferência de créditos entre unidades gestoras (UG) de um mesmo órgão ou entidade. de um órgão para outro. e Descentralização Externa de Crédito ou Destaque: é a transferência de créditos entre unidades gestoras de órgãos de estruturas administrativas diferentes.  .

. próprios ou sob descentralização.O QUE É UMA UNIDADE GESTORA? Unidade orçamentária ou administrativa investida do poder de gerir recursos orçamentários e financeiros.

.O QUE É UMA UNIDADE GESTORA? Unidade orçamentária ou administrativa investida do poder de gerir recursos orçamentários e financeiros. próprios ou sob descentralização.

O QUE É UMA UNIDADE GESTORA? Unidade Gestora é a nomenclatura para definir as unidades cadastradas no SIAFI. . Poderíamos dizer que a Unidade Gestora tem acumuladas as características da unidade orçamentária e da administrativa. e que terão a sua disposição orçamento próprio. detalhe. mas. precisam estar cadastradas no SIAFI.

.LEMBRE-SE: Transferência de créditos entre Unidades Gestoras pertencentes a um mesmo órgão é definida como PROVISÃO.

.

.

expressamente. fundação ou empresa estatal) em cujo nome a lei orçamentária ou crédito adicional consigna.O QUE É UMA UNIDADE ORÇAMENTÁRIA? Entidade da administração direta. Constituem desdobramentos dos órgãos orçamentários. . dotações com vistas à sua manutenção e à realização de um determinado programa de trabalho. inclusive fundo ou órgão autônomo. da administração indireta (autarquia.

O QUE É UMA UNIDADE ORÇAMENTÁRIA? Segmento da administração direta ou administração indireta a que o orçamento da União consigna dotações específicas para a realização de seus programas de trabalho e sobre os quais exerce o poder de disposição. É o menor nível da classificação institucional. agrupada em órgãos orçamentários. entendidos estes como os de maior nível da classificação institucional. .

autônoma ou não. .O QUE É UMA UNIDADE ORÇAMENTÁRIA? Unidade Orçamentária é qualquer unidade. que possuam sob sua responsabilidade uma parcela do Orçamento do Governo.

O QUE É UMA UNIDADE ORÇAMENTÁRIA? .

O QUE É UMA UNIDADE ORÇAMENTÁRIA? .

O QUE É UMA UNIDADE ORÇAMENTÁRIA? .

O QUE É UMA UNIDADE ADMINISTRATIVA? Aquela que possui três características: pessoal.  patrimônio e  competências próprias.  Não é critério necessário ter orçamento para se dizer que uma unidade é administrativa. .

: Cada departamento de curso na Fundação Universidade Federal de Rondônia representa uma Unidade Administrativa. .O QUE É UMA UNIDADE ADMINISTRATIVA? Ex.

dotado de competências. mas nem sempre o contrário é necessariamente verdadeiro. 14.320/64. Aliás. parágrafo único. da Lei 4.O QUE É UMA UNIDADE ADMINISTRATIVA? “Unidade administrativa” é qualquer núcleo de poder da Administração Pública. excepcionalmente poderá acontecer que um órgão público receba mais de uma dotação orçamentária a ser destinada a unidades administrativas diferentes que o conformam. . tal como autoriza o art. que forma um órgão ou entidade da Administração Pública. Uma unidade orçamentária é necessariamente uma unidade administrativa.

o que significa dizer que são unidades administrativas autorizadas a gerir recursos orçamentários e financeiros.O QUE É UMA UNIDADE ADMINISTRATIVA? Já “unidade gestora” é aquela unidade administrativa que detém competência para praticar atos de gestão. Portanto. trata-se de núcleo de poder cujos atos decisórios que importem em gastos serão julgados pela Corte de Contas. .

realizar compras etc). . Exemplo: uma Secretaria de Educação (órgão) é uma unidade orçamentária.O QUE É UMA UNIDADE ADMINISTRATIVA? Alerte-se para o fato de poderá haver unidade orçamentária que possui mais de uma unidade gestora. mas duas de suas unidades administrativas formadoras (ex.: Departamento de Ensino à distância e Departamento de Ensino Básico) detém poderes para executar determinados atos de despesas (assinar convênio.

SIAFI NOTA DE PRÉ-EMPENHO (PE) .

uma vez que.ORÇAMENTÁRIOS Executar o Orçamento é realizar as despesas públicas nele previstas e só essas. liquidação e pagamento . a primeira condição é que esse gasto tenha sido legal e oficialmente previsto e autorizado pelo Congresso Nacional e que sejam seguidos à risca os três estágios da execução das despesas previstos na Lei nº 4320/64 : empenho. para que qualquer utilização de recursos públicos seja efetuada.

antes da assinatura do contrato administrativo. Assim. . para abrir uma licitação já exige a lei a adequação orçamentária. Contudo. a lei 8666. ou seja. ele fala em adequação orçamentária. ao tratar da abertura da licitação.ORÇAMENTÁRIOS O empenho se consubstancia no momento da emissão da nota de empenho no dia da assinatura do contrato administrativo.

da Lei8. 7o As licitações para a execução de obras e para a prestação de serviços obedecerão ao disposto neste artigo e. III . II .execução das obras e serviços.projeto executivo. em particular. 7 § 2º.666/96 diz o seguinte: Art.ORÇAMENTÁRIOS O art. à seguinte sequência: I . .projeto básico.

houver projeto básico aprovado pela autoridade competente e disponível para exame dos interessados em participar do processo licitatório.o produto dela esperado estiver contemplado nas metas estabelecidas no Plano Plurianual de que trata o art.existir orçamento detalhado em planilhas que expressem a composição de todos os seus custos unitários. II . 165 da Constituição Federal. de acordo com o respectivo cronograma.ORÇAMENTÁRIOS § 2o As obras e os serviços somente poderão ser licitados quando: I . III . quando for o caso.houver previsão de recursos orçamentários que assegurem o pagamento das obrigações decorrentes de obras ou serviços a serem executadas no exercício financeiro em curso. IV . .

ORÇAMENTÁRIOS Percebe-se então que já há reserva orçamentária quando da abertura de uma licitação para não haver confusão contábil entre os recursos orçamentários no curso de diversas licitações. . É essa reserva para a licitação que parte da doutrina chamam de pré-empenho. reserva-se um quantum para ela. na prática. Atenção que o empenho propriamente dito só ocorre quando a licitação se concretiza através da assinatura do contrato administrativo. pois quando se abrir uma segunda licitação não ser destinado a esta valor referente àquela primeira. Isso quer dizer que. quando se abre uma licitação.

Todavia. como está aos poucos sendo disseminada a expressão pré-empenho é importante saber que se trata de reserva orçamentária a uma licitação que vai gerar uma futura obrigação de pagamento. . dispondo a lei em verdade da adequação orçamentária para abrir licitação.ORÇAMENTÁRIOS É importante ressaltar que não há respaldo legal para o alcunhado pré-empenho.

existe uma fase geralmente demorada de licitação obrigatória junto a fornecedores de bens e serviços que impõe a necessidade de se assegurar o crédito até o término do processo licitatório. atualmente se encontra em aplicação a sistemática do pré-empenho antecedendo esses estágios.ORÇAMENTÁRIOS Em suma. após o recebimento do crédito orçamentário e antes do seu comprometimento para a realização da despesa. já que. .

e cumpre etapas com intervalos de tempo desde a decisão administrativa até a efetivação da emissão da Nota de Empenho. . reservando orçamento para objetivos específicos.ORÇAMENTÁRIOS Nota de Pré Empenho – PE: Permite o registro dos créditos orçamentários précompromissados.

reservando orçamento para objetivos específicos. e cumpre etapas com intervalos de tempo desde a decisão administrativa até a efetivação da emissão da Nota de Empenho. .ORÇAMENTÁRIOS Nota de Pré Empenho – PE: Permite o registro dos créditos orçamentários précompromissados.

. no entanto pode ser anulado ou reforçado. nos casos em que a despesa a ser realizada cumpra etapas com intervalos de tempo desde a decisão administrativa até a emissão da Nota de Empenho. Conclui-se que o pré-empenho não é um fim e sim um meio. a UG pode emitir pré-empenho para reservar créditos orçamentários em favor dela mesma ou tendo como favorecido outra UG/Gestão. a princípio.ORÇAMENTÁRIOS Nota de Pré Empenho – PE: De posse dos créditos orçamentários. precede uma Nota de Empenho. pois sua emissão.

00 .9.CRÉDITO DISPONÍVEL na célula da despesa que se deseja pré-compromissar.1. o usuário deve consultar o saldo da conta contábil 2. usando a transação >PE.1.2. .00.ORÇAMENTÁRIOS Nota de Pré Empenho – PE: Antes de emitir o pré-empenho. através da transação >BALANCETE.

o item data limite identifica a data limite para registro do empenho a ser relacionado ao pré-empenho. a observação/finalidade diz respeito a descrição do objeto do empenho.refere-se a finalização da operação. ND. pois esse documento será utilizado quando da emissão da Nota de Empenho.ORÇAMENTÁRIOS Nota de Pré Empenho – PE: – Pré-empenho . UGR. é necessário preencher todos os itens (esfera. PTRES. fonte. PI e Valor) de forma correta. .

assinale a alternativa correta. b) O empenho depende. .QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. e) A liquidação tem por objetivo exclusivo a verificação da importância a se pagar e da pessoa a quem se deve pagar para extinguir a obrigação. para sua formalização. c) O empenho global é feito quando o valor ou montante da despesa não é previamente conhecido. a) A fixação da despesa consiste na definição da pessoa física ou jurídica que será responsável pelo fornecimento do bem ou do serviço e credor final da operação. da emissão da nota de empenho. d) O pré-empenho tem por finalidade atender aos casos em que a despesa cumpre etapas com intervalos de tempo até a emissão da nota de empenho.

RESPOSTA Com relação aos estágios da despesa pública. assinale a alternativa correta. Este valor deverá ser igual ao total das receitas previstas (princípio do equilíbrio orçamentário). Fixação da despesa: É o valor total da despesa estabelecida na LOA. . a) A fixação da despesa consiste na definição da pessoa física ou jurídica que será responsável pelo fornecimento do bem ou do serviço e credor final da operação. Ao ser alterado. é apenas um estágio estático da lei de orçamento. entretanto. o valor fixado inicialmente pode ser alterado durante a execução do orçamento. Atenção! Esse não é um dos estágios de execução da despesa. o resultado da execução é normalmente denominado de dotação atualizada. Poderíamos denominá-lo de dotação inicial ou apenas dotação.

assinale a alternativa correta. Durante a execução do orçamento o governo realizou diversas aberturas de créditos adicionais (suplementares. Este valor deverá ser igual ao total das receitas previstas (princípio do equilíbrio orçamentário). a dotação inicial era de 10 bilhões e a dotação atualizada. Poderíamos denominá-lo de dotação inicial ou apenas dotação. Nessa situação. Fixação da despesa: É o valor total da despesa estabelecida na LOA. . totalizando 3 bilhões.RESPOSTA Com relação aos estágios da despesa pública. a) A fixação da despesa consiste na definição da pessoa física ou jurídica que será responsável pelo fornecimento do bem ou do serviço e credor final da operação. Exemplo: A LOA foi aprovada com despesa fixada de 10 bilhões. especiais e extraordinários). 13 bilhões.

Com esse estágio (empenho) se inicia efetivamente a execução da despesa pública. 58. Empenho da despesa: é o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição (art. b) O empenho depende. da Lei nº 4. O empenho representa o primeiro estágio de execução da despesa e é emitido pela unidade que recebeu créditos orçamentários consignados no orçamento ou por descentralização de créditos de outro órgão ou unidade orçamentária. da emissão da nota de empenho.QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública.320/64). para sua formalização. . assinale a alternativa correta.

da emissão da nota de empenho. o reforço ou a anulação do compromisso de despesa. O empenho comporta. em casos de necessidade. b) O empenho depende. . Esse primeiro estágio. na administração pública federal. assinale a alternativa correta. para sua formalização. que se destina a registrar o comprometimento de despesa orçamentária. através de transação específica denominada NE.QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. obedecidos os limites estritamente legais. é efetuado no SIAFI utilizando-se o documento Nota de Empenho NE.

b) O empenho depende. . Este ato resulta na nota de empenho. Empenho da despesa: É o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição. para sua formalização. O empenho é uma garantia ao fornecedor e ao mesmo tempo um controle dos gastos.QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. da emissão da nota de empenho. Nota de empenho . assinale a alternativa correta. É apenas a aposição da assinatura do ordenador de despesa em documento específico preparado pelo setor de contabilidade.NE: É a materialização do empenho da despesa através da NE.

◊ Amortização. em seu artigo 4º estabeleceu os casos em que pode ser dispensada a nota de empenho. Atenção! Em casos especiais previstos na legislação específica será dispensada a emissão da nota de empenho (art. da Lei nº 4. da emissão da nota de empenho.QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. ◊ Contribuição para o PASEP. § 1º.875 de 15 de julho de 1981. b) O empenho depende. assinale a alternativa correta. tais como: ◊ Despesas relativas a pessoal e encargos. 60.320/64). . para sua formalização. O Decreto-Lei 1. juros e serviços de empréstimos e financiamentos obtidos.

utilização de serviços de telefone. Estaduais e de Leis Orgânicas de Municípios. postais e telégrafos e outros que vierem a ser definidos por atos normativos próprios. acordos e ajustes. . assinale a alternativa correta. b) O empenho depende.QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. e da execução de convênios. da emissão da nota de empenho. ◊ Despesas provenientes de transferência por força de mandamento das Constituições Federal. entre entidades de direito privado das quais façam parte como acionistas. ◊ Despesas relativas a consumo de água e energia elétrica. para sua formalização.

Estimativo: é utilizado para despesas de valor não previamente conhecido e com base periódica. Modalidades de empenho: Ordinário: é aquele utilizado para realização de despesas de valor previamente conhecido e cujo pagamento ocorrerá de uma só vez. etc. c) O empenho global é feito quando o valor ou montante da despesa não é previamente conhecido. telefone. normalmente não homogênea. . luz. a exemplo das contas de tarifas públicas. É a modalidade de empenho mais utilizada. assinale a alternativa correta.QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. água.

c) O empenho global é feito quando o valor ou montante da despesa não é previamente conhecido. o pagamento é realizado em parcelas (empenho por estimativa).QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. o montante da despesa é conhecido (empenho ordinário). . Geralmente essa modalidade de empenho está vinculada a contrato de obras públicas e pagamentos parcelados. entretanto. assinale a alternativa correta. Modalidades de empenho: Global: é um misto das duas modalidades anteriores.

QUESTÃO DE CONCURSO Com relação aos estágios da despesa pública. O pré-empenho permite o registro dos créditos orçamentários pré-compromissados. reservando orçamento para objetivos específicos. d) O pré-empenho tem por finalidade atender aos casos em que a despesa cumpre etapas com intervalos de tempo até a emissão da nota de empenho. e cumpre etapas com intervalos de tempo desde a decisão administrativa até a efetivação da emissão da Nota de Empenho. assinale a alternativa correta. (STN) .

Consiste na verificação do direito adquirido pelo credor tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito (art. Após a conclusão do serviço ou entrega dos bens. objeto do contrato com o fornecedor. e § 1º e 2º da Lei nº 4.320/64). materiais ou serviços. bens.QUESTÃO DE CONCURSO e) A liquidação tem por objetivo exclusivo a verificação da importância a se pagar e da pessoa a quem se deve pagar para extinguir a obrigação. . A liquidação compreende o 2º estágio de execução da despesa e é caracterizada pela entrega da obra. essa liquidação é realizada formalmente no SIAFI. através da Nota de Liquidação – NL. 63.

QUESTÃO DE CONCURSO e) A liquidação tem por objetivo exclusivo a verificação da importância a se pagar e da pessoa a quem se deve pagar para extinguir a obrigação. . Na liquidação da despesa é verificado se o contrato ou a entrega dos bens adquiridos foi efetivamente cumprido pelo fornecedor. A liquidação da despesa pelo serviço de contabilidade do órgão. tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito. consiste na verificação do direito adquirido pelo credor.

◊ A importância exata a pagar. . 36 do Decreto 93.872/86 determina que essa verificação tem por fim apurar: ◊ A origem e o objeto do que se deve pagar. ◊ A quem se deve pagar a importância para extinguir a obrigação.QUESTÃO DE CONCURSO e) A liquidação tem por objetivo exclusivo a verificação da importância a se pagar e da pessoa a quem se deve pagar para extinguir a obrigação. O § 1° do art.

. 36 do Decreto 93.QUESTÃO DE CONCURSO e) A liquidação tem por objetivo exclusivo a verificação da importância a se pagar e da pessoa a quem se deve pagar para extinguir a obrigação. ◊ A nota de empenho. ◊ Os comprovantes da entrega de material ou da prestação efetiva do serviço. O § 2º do art. ajuste ou acordo respectivo.872/86 estabelece que a liquidação da despesa por fornecimentos feitos ou serviços prestados terá por base: ◊ O contrato.

SIAFI NOTA DE EMPENHO (NE) .

.

NOTA DE EMPENHO .

NOTA DE EMPENHO .

NOTA DE EMPENHO .

NOTA DE EMPENHO
Empenho da despesa: É o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição. É apenas a aposição da assinatura do ordenador de despesa em documento específico preparado pelo setor de contabilidade. O empenho é uma garantia ao fornecedor e ao mesmo tempo um controle dos gastos. Este ato resulta na nota de empenho. Nota de empenho - NE: É a materialização do empenho da despesa através da NE. Atenção! Em casos especiais previstos na legislação específica será dispensada a emissão da nota de empenho (art. 60, § 1º, da Lei nº 4.320/64).

NOTA DE EMPENHO
Atenção! Em casos especiais previstos na legislação específica será dispensada a emissão da nota de empenho (art. 60, § 1º, da Lei nº 4.320/64). ◊ Despesas relativas a pessoal e encargos; ◊ Contribuição para o PASEP; ◊ Amortização, juros e serviços de empréstimos e financiamentos obtidos; ◊ Despesas relativas a consumo de água e energia elétrica, utilização de serviços de telefone, postais e telégrafos e outros que vierem a ser definidos por atos normativos próprios; ◊ Despesas provenientes de transferência por força de mandamento das Constituições Federal, Estaduais e de Leis Orgânicas de Municípios, e da execução de convênios, acordos e ajustes, entre entidades de direito privado das quais façam parte como acionistas.

ROTINA PARA EMISSÃO DA NOTA DE EMPENHO

Visando um melhor acompanhamento e demonstrar um nível mais detalhado na execução orçamentária, foram promovidas alterações na emissão da Nota de Empenho.

QUESTÃO DE CONCURSO
O Empenho é o ato emanado da autoridade competente que cria para o Estado uma obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição. Nesse contexto, o ato emanado da autoridade competente para atender às despesas contratuais de aluguéis é enquadrado na modalidade de empenho:

a) fixo d) ordinário

b) estimativo c) integral e) global

aquisição do material ou bem.COMENTÁRIO .QUESTÃO DE CONCURSO O empenho representa o primeiro estágio da despesa orçamentária. Consiste na reserva de dotação orçamentária para um fim específico. . É registrado no momento da contratação do serviço.320/1964. empenho é o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição. Segundo o art. 58 da Lei nº 4. obra e amortização da dívida.

QUESTÃO DE CONCURSO Os empenhos podem ser classificados em: . sujeitas a parcelamento. como.Estimativo: empenho utilizado para as despesas cujo montante não se pode determinar previamente.Ordinário: tipo de empenho utilizado para as despesas de valor fixo e previamente determinado. aquisição de combustíveis e lubrificantes e outros. por exemplo. e . os compromissos decorrentes de aluguéis.Global: empenho utilizado para despesas contratuais ou outras de valor determinado.COMENTÁRIO . . cujo pagamento deva ocorrer de uma só vez. . tais como serviços de fornecimento de água e energia elétrica.

IV. A execução de despesas decorrentes de estado de calamidade pública e não fixadas no orçamento devem ser precedidas da abertura de créditos extraordinários.QUESTÃO DE CONCURSO Em relação ao processo de execução orçamentária. considere: I. III e IV. d) II. O Ministério Público promoverá a limitação de pagamento de despesas liquidadas quando a realização da receita não comportar o cumprimento das metas de resultado primário. A entrega de numerário a servidor. III e IV. b) II e III. no regime de adiantamento. A emissão da nota de empenho é dispensada no caso das despesas cujo montante exato não possa ser determinado. III. e) I. Está correto o que se afirma APENAS em a) I e II. c) III e IV. . sempre deve ser precedida de empenho na dotação própria com o fim de realizar despesas. II.

COMENTÁRIO . O Ministério Público promoverá a limitação de pagamento de despesas liquidadas quando a realização da receita não comportar o cumprimento das metas de resultado primário. A emissão da nota de empenho é dispensada no caso das despesas cujo montante exato não possa ser determinado. II. ERRADA.QUESTÃO DE CONCURSO I. A limitação será com relação ao empenho. somente restando o pagamento. ERRADA. que é imposta aos Poderes e ao MP. É dispensada em casos especiais previstos na legislação específica. Se a despesa já foi empenhada e liquidada. . não há que se falar nessa limitação.

Lei 4. que não possam subordinar-se ao processo normal de aplicação. Os créditos adicionais classificam-se em: III . CORRETA. sempre precedida de empenho na dotação própria para o fim de realizar despesas. comoção intestina ou calamidade pública. sempre deve ser precedida de empenho na dotação própria com o fim de realizar despesas. IV.extraordinários.320. 41.320 Art. os destinados a despesas urgentes e imprevistas. A execução de despesas decorrentes de estado de calamidade pública e não fixadas no orçamento devem ser precedidas da abertura de créditos extraordinários. CORRETA. em caso de guerra.QUESTÃO DE CONCURSO III. Lei 4. 68. no regime de adiantamento. A entrega de numerário a servidor.COMENTÁRIO . Art. O regime de adiantamento é aplicável aos casos de despesas expressamente definidos em lei e consiste na entrega de numerário a servidor. .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful