Alcoolismo

UFCD: 6580- Cuidados na Saúde a Populações mais Vulneráveis
Alcoolismo...
 O Alcoolismo não é fraqueza de carater, nem
vício, mas sim uma doença crónica, com
aspetos comportamentais e socioeconómicos,
caracterizada pelo consumo compulsivo de
álcool, na qual o individuo se torna
progressivamente tolerante à intoxicação
produzida pela droga e desenvolve sinais e
sintomas de abstinência, quando a mesma é
retirada.

A dependência...
 O indivíduo dependente perdeu a
liberdade de se abster do consumo
de bebidas alcoólicas, não
conseguindo controlar o seu
consumo;
 A necessidade de beber ocupa os
seus pensamentos, modificando o
seu comportamento.

O consumo...
 Falar do álcool e do seu consumo
implica distinguir entre o consumo
moderado e o consumo excessivo.
Ao contrário de outras substâncias,
o álcool é uma substância em que
se aceita um consumo moderado,
em adultos saudáveis.

Outras drogas...

 “O álcool é classificado como um
depressor do sistema nervoso
central, e é a porta de entrada a
outras drogas”

Efeitos imediatos...
 Após a absorção no intestino, ocorre
uma dilatação nos vasos do organismo;

 Essa vasodilatação faz com que mais
sangue chegue à pele;

 A ação no cérebro demora poucos
minutos para ocorrer – os movimentos,
os reflexos, a fala e a visão ficam
comprometidos;

Efeitos imediatos...


 O álcool ingerido passa para o
metabolismo no fígado – o
metabolismo é lento (cerca de 1 dose
de bebida é metabolizada em 90
minutos);

 A ingestão de uma quantidade maior
leva à intoxicação.

Efeitos a longo prazo...
 No cérebro: Leva à morte das
células e à perda de memória;

 Nos pulmões: o alcoolismo agudo
aumenta o risco de pneumonias;

 No fígado: Destrói os tecidos do
fígado e causa a cirrose;
Efeitos a longo prazo...
 No coração e sistema cardiovascular:
destroi o músculo cardíaco, podendo
causar insuficiência cardíaca;

 Favorece a hipertensão arterial, que é
uma das causas de derrames cerebrais;

 Na mulher grávida: retarda o
desenvolvimento do bebé;

Efeitos a longo prazo...


 No estômago: Causa gastrite,
úlceras, perda de apetite,
deficiências de vitamina;

 Outros: Impotência (diminuição das
hormonas masculinas);


Efeitos a longo prazo...

 Doenças da pele;

 Diabetes;

 Desnutrição.
O efeito individual do álcool
nas pessoas depende de ...
 Velocidade com que o álcool é consumido;
 Quantidade;
 Presença de alimento no estômago;
 Peso da pessoa;
 Sexo;
 Tipo de personalidade;
 Consumo de outras drogas;

Os efeitos do álcool
Fase do macaco
Doses até 99mg/dl:
 Sensação de
calor/rubor facial,
 Prejuízo de
julgamento,
 Diminuição da inibição,
 Coordenação reduzida
e euforia;

Fase do Leão
Entre 100 e 199mg/dl:
 Aumento do prejuízo do
julgamento, humor
instável,
 Diminuição da atenção,
 Diminuição dos reflexos,
 Incoordenação motora;

Os efeitos do álcool
Fase do Porco
Doses entre 200 e 299mg/dl:
 Fala arrastada,
 Visão dupla,
 Prejuízo de memória e da capacidade de concentração,
 Diminuição de resposta a estímulos,
 Vómitos;

Os efeitos do álcool
Doses entre 300 e
399mg/dl:
 Anestesia,

 Lapsos de
memória,

 Sonolência;
Doses maiores de
400mg/dl:

 Insuficiência
respiratória

Álcool e Gravidez
 O consumo de álcool durante a gravidez expõe a
criança aos efeitos do álcool. O mais grave desses
efeitos é o Síndrome Fetal pelo Álcool, cujas
características incluem: atraso mental, deficiência de
crescimento, deformidade facial e de cabeça,
anormalidades labiais e defeitos cardíacos.

Abstinência e os problemas
psiquiátricos


 A abstinência total repentina poderá provocar
ainda mais distúrbios, pois o organismo está
habituado à substância e irá pedi-la ao longo do
dia.
Abstinência e os problemas
psiquiátricos
 A abstinência leva a que surjam tremores,
aumento da pulsação, insónias, vómitos,
ansiedade e agitação. Para além disso, ainda há
o confronto com alucinações em forma de
visões.
Abstinência e os problemas
psiquiátricos
 Este quadro clínico, denominado de delírio, é
frequentemente acompanhado de febre e
convulsões. Nos casos mais graves, é necessário
tratamento hospitalar. Em certos casos, após o
delírio, as pessoas podem esquecer factos
ocorridos recentemente. Este quadro clínico é
chamado de amnésia induzida pelo álcool.

Alcoolismo tem cura?

Não!

Mas é uma doença tratável, desde que o
individuo assim o interiorize e reconheça
que precisa de ajuda para se tratar.

O mais importante é terem força de
vontade…

Tratamento: três linhas
fundamentais:

 Disciplina – Vencer as defesas internas da doença não é fácil
para o dependente.

 Trabalho – O dependente perde, com a vida de dependência,
um dos elementos primordiais da vida em sociedade: o trabalho.
Aqui é feita uma integração a nível laboral e até mesmo
profissional.

 Desenvolvimento emocional e espiritual – É normal
que o dependente, ao “endeusar” o álcool ou outras drogas, se
afastaste do seu Deus interno e até mesmo chega a perder todas as
suas referências espirituais e emocionais.

Tratamentos: Rotinas
terapêuticas

 Interações rotineiras da vida diária;

 Terapia psicossocial;

 Encorajamento dos membros para uma melhor
compreensão dos seus comportamentos
anteriores;
Tratamento
 Aconselhamento individual e/ou em grupo. Há
tipos de aconselhamento promissores que ensinam
a recuperar dependentes de álcool e a
identificar situações e sentimentos que levam à
necessidade de beber e de descobrir novas
maneiras de lidar com a ausência do álcool.

 Existem vários tipos de tratamento do
alcoolismo que são adequados ao perfil de cada
paciente.
 Todos eles visam a diminuição do consumo e
libertação da dependência do álcool seguido de
uma fase de adaptação e enquadramento
social.
 Durante estes processos de tratamento do
alcoolismo é essencial haver um trabalho de
libertação emocional e psicoterapia a fim de
trabalhar e resolver as reais causas para a
tendência ao abuso e dependência de álcool.
 É muito frequente haver uma resistência por
parte do paciente relativamente em aceitar a
sua adição como um caso de alcoolismo. Numa
fase inicial o alcoólico, não percebe a dimensão
do problema e tende a fazer a negação do seu
abuso e dependência do álcool. Dai a grande
importância da prevenção do alcoolismo, como
forma de antecipar este flagelo social.
 Nos casos de negação por parte do paciente, o
importante é ajudá-lo a fazer um processo de
reconhecimento do problema e da dimensão
que está a tomar e as suas consequências a
médio-longo prazo.


 O passo seguinte é a sugestão de internamento para se
passar ao processo de desintoxicação, um passo
fundamental no tratamento do alcoolismo.

Desintoxicação no
tratamento do alcoolismo
 A desintoxicação é um processo de limpeza do organismo que visa
essencialmente ajudar o alcoólico a superar a dependência física de uma
forma segura e acompanhada por especialistas.
Reabilitação no tratamento
do alcoolismo
 A reabilitação é o processo que se segue depois
da desintoxicação e de terem sido controlados
os sintomas agudos da crise de abstinência do
consumo de álcool. Normalmente a reabilitação
é feita em centros de ajuda, onde ensinam o
paciente a saber viver sem o consumo de álcool
e a conseguir eliminar da sua vida os focos
destabilizadores.
Tratamento do alcoolismo, alcoólicos
anónimos (AA)
 Talvez o método de reabilitação mais conhecido
é o programa dos “Doze Passos”, criado pelos
fundadores dos Alcoólicos Anónimos (AA). Os
alcoólicos anónimos (AA) são conhecidos como
um eficiente programa de ajuda em grupo em
que os seus membros se ajudam mutuamente a
permanecer “limpos” do álcool.
 Para a recuperação e tratamento do alcoolismo é
essencial uma cooperação e apoio muito grandes por
parte dos familiares e amigos do paciente para que seja
possível a cura do alcoolismo na sua totalidade.
Tratamentos: Rotinas terapêuticas
 Incentivo e reforço da tomada de consciência e da noção de
responsabilidade pessoal e de partilha;

 Entre outras atividades de desenvolvimento pessoal, terapêutico, e
emocional.

Medicamento para o alcoolismo
Existem no mercado alguns tipos de
medicamentos para o alcoolismo que funcionam
como um complemento à desintoxicação alcoólica,
entre eles destacam-se:
 Dissulfiram
 Naltrexona
 Acomprosato
 Oxibato
 Baclofeno







Conclusão
Este trabalho foi
elaborado com o intuito
de mostrar e
sensibilizar sobre o que
é o alcoolismo, que
existem vários tipos de
tratamentos disponíveis
e como é
extremamente
complexa a reabilitação
de um alcoólatra.