You are on page 1of 38

QUÍMICA DO

PETRÓLEO
Conceitos Básicos
Plano de aula
Química Pura e
Aplicada
Introdução ao estudo
da matéria
Propriedades da
matéria
Química
Pura e
Aplicada


Química
Pura e
Aplicada
Pura
Geral
Descritiva
Analítica
Aplicada
Nuclear
Tecnológica
Agrícola
Bromatológica
Toxicológica
Bioquímica
Radioquímica
Físico Química
Química Pura: Estudo científico sem
preocupação de conclusões de ordem
prática
Pesquisas
Universidades
Jornais, revistas, periódicos,
portais de educação etc.
Química Pura- Geral
• Se preocupa em estudar conceitos básicos: Leis, teorias,
princípios.

• Buscando caracterizar fenômenos químicos que ocorrem
com as substâncias.
Química Pura- Descritiva
• Se preocupa em descrever as substâncias: Natureza e
propriedades

Inorgânica Orgânica
Química Pura- Analítica
• Estuda os métodos para determinar e quantificar os
elementos.
Qualitativa Quantitativa
Química Aplicada: é a aplicação dos
conhecimentos científicos nas ciências e
nas artes.
Aplicação direta da química em
benefício do homem
Profissionais trabalhando
para empresas privadas
Química Aplicada - Nuclear
• Estuda as reações entre os núcleos e as propriedades
das espécies nucleares resultantes.
Por exemplo: na fissão nuclear, núcleos pesados e instáveis, como
o do urânio, desintegram-se para formar núcleos, mais leves e
estáveis, libertando grandes quantidades de energia e também
partículas radiativas como as partículas α (alfa), β (beta) e radiação
electromágnetica γ (gama).
Fissão nuclear
Química Aplicada - Agrícola
• Preocupa-se com a fabricação e aplicação de produtos
destinados à agricultura.
Química Aplicada- Toxicológica
• Preocupa-se com a fabricação e aplicação de produtos
tóxicos.
Introdução
ao estudo
da matéria
Matéria
• Tudo que possui massa e ocupa lugar no espaço
Volume
• Não existe definição apropriada de energia
• Percebe-se as alterações causadas pela perda ou pelo
ganho de energia

Energia
Energia térmica
Energia elétrica
Energia química
Matéria está relacionada com
energia e pode-se dizer que
matéria é energia condensada.
Propriedades
da matéria
Propriedades Gerais
• Observa-se em qualquer tipo de matéria
• Massa
• Extensão
• Impenetrabilidade
• Divisibilidade
• Compressibilidade
• Elasticidade
• Inércia
• Descontinuidade
Propriedades funcionais
• Comuns a certo grupo de substâncias, identificadas pela
função que desempenham.

Exemplos: ácidos, bases, sais, óxidos, álcoois, éter.
Propriedades Organolépticas
• Cor: a matéria pode ser colorida ou incolor. Esta propriedade é
percebida pela visão
• Brilho: a capacidade de uma substância de refletir luz é a que
determina o seu brilho. Percebemos o brilho pela visão
• Sabor: uma substância pode ser insípida (sem sabor) ou
sápida (com sabor). Esta propriedade é percebida pelo paladar
• Odor: a matéria pode ser inodora (sem cheiro) ou odorífera
(com cheiro). Esta propriedade é percebida pelo olfato

Propriedades organolépticas
Propriedades específicas
• Caracterizam uma substância pura
Ponto de Fusão (PF)
• Temperatura na qual a substância passa do estado sólido
para o líquido

Ponto de Solidificação (PS)
• Temperatura na qual a substância passa do estado
líquido para o sólido

Ponto de Ebulição (PE)
• Temperatura na qual a substância passa do estado
líquido para o gasoso

Ponto de Condensação (liquefação- PL)
• Temperatura na qual a substância passa do estado vapor
para o líquido

Representação da distância entre as
moléculas em função do estado físico
Calor específico
• O calor específico consiste na quantidade de calor que é
necessário fornecer à unidade de massa de uma
substância para elevar a sua temperatura de um grau e
expressa-se em calorias por grama e por grau.

Densidade
• É o quociente da massa pelo volume
Coeficiente de Solubilidade
• É maior quantidade da substância que pode ser
dissolvida numa dada quantidade de um líquido, a uma
dada temperatura.

• Exemplo: Pode-se dissolver no máximo 365g de sal
comum em 1L de água a 20ºC.
Coeficiente de Solubilidade
Figura 2. O acetato de sódio forma facilmente soluções supersaturadas em água. (a)
Quando um "cristal semente" de NaC
2
H
3
O
2
é adicionado, o excesso de
NaC
2
H
3
O
2
cristaliza-se na solução, como mostrado em (b) e (c).
Exercícios Densidade

1) Sabendo que a densidade absoluta do ferro é de 7,8
g/cm3, determine a massa de uma chapa de ferro de
volume igual a 650 cm
3
.


2) A densidade absoluta da gasolina é de 0,7 g/ cm
3
. Qual
o volume ocupado por 420 g de gasolina?
Exercícios Densidade
3) Três frascos de vidro transparente, fechados, de formas
e dimensões iguais, contêm CADA UM a mesma massa
de líquidos diferentes. Um contém água, o outro
clorofórmio e o terceiro etanol. Os três líquidos são
incolores e não preenchem totalmente os frascos, os
quais não têm nenhuma identificação. Sem abrir os
frascos, como você faria para identificar as substâncias?
A densidade (d) de cada um dos líquidos, à temperatura
ambiente, é: d (água) = 1,0g/cm
3
d (clorofórmio) =
1,4g/cm
3
d (etanol) = 0,8g/cm
3



Exercícios de Solubilidade
1) A solubilidade do K
2
Cr
2
O
7
, a 20ºC, é de 12g/100g de
água. Sabendo que uma solução foi preparada
dissolvendo-se 20g do sal em 100g de água a 60ºC e que
depois, sem manter em repouso, ela foi resfriada a 20ºC,
podemos afirmar que:
a) todo sal continuou na solução.
b) todo sal passou a formar um corpo de chão.
c) 8g de sal foi depositado no fundo do recipiente.
d) 12g do sal foi depositado no fundo do recipiente.
e) 31g do sal passou a formar um corpo de chão.
Exercícios de Solubilidade
Agora analise estas afirmações:
I. No sistema I, a solução está
insaturada.
II. No sistema II, a solução está
saturada.
III. Não existe solução saturada sem
precipitado.
Está(ao) correta(s) somente a(s)
afirmativa(s):
a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) I e III.
2) Observe os sistemas:
Exercícios de Solubilidade
3) Adicionando-se
separadamente, 40g de cada
um dos sais em 100g de água. À
temperatura de 40°C, quais sais
estão totalmente dissolvidos em
água?
a)KNO
3
e NaNO
3
.
b) NaCl e NaNO
3
.
c) KCl e KNO
3
.
d)Ce
2
(SO
4
)
3
e KCl.
e) NaCl e Ce
2
(SO
4
)
3