You are on page 1of 12

Já estudas-te que, na maioria dos casos, os nutrientes estão misturados , formando os alimentos.

Para que as células do nosso organismo possam utiliza os nutrientes, é necessário que estes sejam
previamente isolados e reduzidos a formas muito simples. Essa é a função do sistema digestivo.
O sistema digestivo humano é formado pelo tubo digestivo - através do qual os alimentos passam – e
pelas glândulas anexas – que produzem sucos digestivos, que ajudam a transformar os alimentos.
Boca - onde o alimento é mastigado pelos dentes e humedecidos pela saliva com a ajuda da língua.

Glândulas salivares - produzem a saliva, que lubrifica a boca e humedece o alimento, iniciando o processo químico da
digestão.

Faringe - tubo de comunicação entre a boca e o esófago.

Esófago - tubo que se contrai ritmicamente, empurrando o alimento até ao estômago.

Estômago - orgão entre o esófago e o intestino delgado que recebe os alimentos já ensalivados e mastigados,
misturando-os com o suco gástrico.

Fígado – produz a bílis, que emulsiona as gorduras.

Vesícula biliar – pequeno orgão situado na zona inferior do fígado que armazena a bílis e lança no intestino delgado.

Pâncreas – produz o suco pancreático que contem enzimas para a digestão das proteínas, açucares e gorduras.

Intestino delgado – parte do sistema digestivo, com 6 a 7 m de comprimento, que recebe os sucos pancreático, intestinal
e a bílis e onde são absorvidos os nutrientes.

Intestino Grosso – com cerca de 1 a 1,5 m de comprimento, formado pelo cego, cólon e recto, que se segue ao intestino
delgado e onde o material que não foi digerido sofre a acção das bactérias, transformando-se em fezes. Á medida que as
fezes caminham pelo intestino, este vai absorvendo a água.

Recto – neste local, as fezes perdem mais água e vão endurecendo. Depois de ficarem armazenadas no recto durante
algum tempo, as fezes são eliminadas.

Ânus – orifício de saída das fezes.
A função do sistema digestivo é transformar os alimentos até se obterem nutrientes simples, que
possam ser utilizados pelas nossas células.
O conjunto das transformações dos alimentos ao longo do sistema digestivo chama-se digestão.

Durante a digestão, os alimentos sofrem dois tipos de acções mecânicas e as acções químicas.
Digestão
Acções químicas Acções mecânicas
Resultam da Resultam da
Actuação das substâncias
produzidas pelas glândulas do
sistema digestivo
Movimentos do tubo digestivo
(mastigação e movimentos
peristálticos)
É na boca que os alimentos sofrem as
primeiras transformações, por acção dos
dentes, da língua e da saliva.

As glândulas salivares lançam saliva para
a actividade bocal. A saliva contém uma
substância que transforma o amido em
produtos simples.

A língua , os dentes e a saliva misturam e
transformam os alimentos, formando o
bolo alimentar, que passa para a faringe.

É na faringe que decorre o fenómeno da
deglutinação, em que o bolo alimentar
desce para o esófago, cujas paredes se
contraem, empurrando-o para o estômago.


O bolo alimentar, a chegar ao estômago, é
digerido pelo suco gástrico.

O estômago movimenta o bolo alimentar de
um lado para o outro.

As glândulas do estômago produzem suco
gástrico que digere as proteínas, sendo o
bolo alimentar transformado em quimo,
que passa para o intestino delgado.

O quimo entra no duodeno – parte do intestino
delgado próxima do estômago.

Aí, chegam sucos produzidos por duas
glândulas exteriores ao tubo digestivo: a bílis e
o suco pancreático.

A parede interna do intestino delgado
apresenta:
• numerosas glândulas, encaixadas nessa
parede, que produzem o suco intestinal;
• numerosas saliências muito pequenas, em
forma de dedo de luva, que são as vilosidades
intestinais.

O quimo transforma-se num liquido leitoso - o
quilo - formado por corpúsculos de
pequeníssimas dimensões.

Estes corpúsculos atravessam a parede do
intestino nas vilosidades intestinais e passam
para o sangue - absorção digestiva.

Ao conjunto de transformações a que os alimentos estão sujeitos ao longo do tubo digestivo, até poderem
ser absorvidos, denomina-se digestão.


Depois da absorção, os nutrientes são levados pela corrente sanguínea todas as células.


A assimilação consiste na utilização dos nutrientes para a construção do organismo e para fornecer
energia.

O intestino grosso recebe as substâncias do
quimo, que não foram digeridas nem
absorvidas.

Prepara e armazena as fezes, antes de serem
expulsas, com a ajuda de micróbios – flora
intestinal.


Os fenómenos realizados ao longo do tubo digestivo estão indicado, resumidamente, no seguinte quadro:

Orgãos Fenómenos
Boca Mastigação; acção da saliva na formação do bolo alimentar;
Faringe Deglutinação;
Esófago Progressão
Estômago Movimentos da parede; acção do suco gástrico na formação do
quimo;
Intestino Delgado Movimentos da parede, acção da bílis sobre as gorduras, acção
dos sucos pancreático, intestinal e da bílis na formação do quilo;
Intestino Grosso Progressão; transformações; evacuação.
Sistema Digestivo