AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SERRA DA GARDUNHA

ESCOLA BÁSICA SERRA DA GARDUNHA - FUNDÃO

Departamento de Ciências Sociais e Humanas Área Curricular Disciplinar: Geografia

9º Ano

Ano Lectivo 2009/2010

Actividade que se destaca dentro do sector secundário Conjunto de processos técnicos que permitem a transformação de uma matéria – prima num produto acabado ou semi - acabado

Cujo destino é o mercado

Cujo destino são outras indústrias

Fases do Processo de Produção

ARTESANAL  quando o artesão tinha o domínio de toda a produção (matéria-prima até o produto final).

MANUFATUREIRA  os artesãos se reunião em oficinas, havia uma divisão de trabalho, porém os instrumentos de trabalho eram manuais e o ritmo de trabalho era imposta pela força humana.

Mecanizada  uso de máquinas a vapor, impondo o ritmo de trabalho ao operário, especialização da produção.

MANUFACTURA (Produção Artesanal)
Unid. de produção: oficina Produção em pequena escala Predominância do trabalho manual

MAQUINOFACTURA (Produção Capitalista)
Unid. de produção: fábrica Produção em grande escala Diversificação e especialização dos instrumentos de trabalho; introdução da máquina A máquina substitui a qualificação técnica do operário Divisão do trabalho; o patrão controla os meios de produção

Especialização e qualificação do trabalho O trabalhador detém controlo sobre os meios de produção

Revolução industrial (meados do séc. XVIII)

O que é uma revolução ? - É uma mudança rápida e profunda que afecta as estruturas de uma sociedade

- Implica uma aceleração no ritmo das transformações

1ª Revolução Industrial

- o vapor foi a principal fonte de energia usada durante a 1ª Revolução Industrial;

Impactos do Avanço Industrial Trabalho infantil

Trabalho Feminino Elevado nº de horas de trabalho

Luta de classe

2ª Revolução Industrial
Utilização de novas fontes de energia
- durante a 2ª R. I. desenvolveram-se novas fontes de energia:  Petróleo e seus derivados
permitiram o aparecimento do motor de explosão (combustão interna) – grande utilidade nos transportes

 Electricidade
muito vantajosa no campo da iluminação, das comunicações e menos poluente que o vapor e o petróleo.

3ª Revolução Industrial
automatização e robotização da produção = redução da procura de trabalho humano = desemprego estrutural

Etapas da Evolução Industrial
Características Designação
Período

1ª Fase Revolução Mecânica
Meados XVIII séc. XIX do finais

2ª Fase Revolução Energética

3ª Fase Revolução Electrónica

séc.Final do séc. XIX –Após a II Guerra Mundial doII Guerra Mundial (meados XX) Petróleo/ Electricidade do séc. Petróleo/ Electricidade + Energia nuclear/ Energias alternativas

Fonte de energia

Carvão

Factores de localização mais importantes Principal potência industrial

Fontes de energia eMercado (cidades) Mão matérias - primas

de

obra

e

centros de investigação

Reino Unido

EUA

Japão

Inovação introduzidaMaquinofactura na produção

Produção em sérieAutomatização, e trabalho eminformatização robótica e cadeia

Especialização – aperfeiçoamento dos operários em determinado tipo de trabalho industrial, o que lhes permite executar, com precisão, as suas tarefas.

Produção em série
Fabrico de grandes quantidades do mesmo produto. Leva à redução do número de operários e aumenta o rendimento das máquinas o que se reflecte no menor custo dos produtos.

Trabalho em cadeia

Caso particular da produção em série, em que os operários permanecem nos seus lugares de trabalho, sem necessidade de qualquer deslocamento. Os materiais ou objectos em fase de produção deslocam-se perante cada um dos operários, passando de mão em mão até estarem concluídos.

Divisão do trabalho – atribuição, aos operários, de tarefas específicas simples, de modo a poderem ser executadas rapidamente e com menor fadiga. Cada operário tem a seu cargo apenas uma das várias tarefas, pelo que só tem de repetir indefinidamente os mesmos gestos.

Automatização – funcionamento das máquinas por meios mecânicos automáticos em que não é necessária a intervenção do Homem.

Classificação Tipo Indústria Segundo o nível de utilização dos produtos ou destino da produção Indústria bens consumo Indústria bens equipamento

deExemplos de- as que produzem bens destinados a deoutras indústrias (matérias – primas, energia, máquinas, ferramentas, …) - as que fabricam materiais para outras actividades …) deIndústrias decalçado, medicamentos, alimentares, vestuário, perfumaria, electrodomésticos, económicas (material ferroviário, máquinas agrícolas, navios,

detergentes, automóveis, mobiliário, …

Indústrias de Bens de Consumo Destinadas a satisfazer as necessidades dos consumidores fornecendo produtos para consumo directo e final (sem finalidade produtiva) São extremamente diversificadas e lançam no mercado uma infinidade de produtos. Geograficamente encontram-se muito dispersas.

Indústrias de Bens de Equipamento São indústrias que fornecem materiais destinados a fins produtivos, ou seja, o que se produz destina-se a outras indústrias ou outras actividades económicas. Geograficamente concentradas (principalmente nos PD’s e principalmente junto a grandes cidades)

Segundo a natureza dos produtos utilizados

Indústria pesada Indústria ligeira

Metalurgia, química de base Electrónica, vestuário

Segundo o domínio da actividade ou natureza das matérias - primas

Indústria de base Indústria transformadora

Siderurgia, Metalurgia Indústria Refinaria têxtil,

Segundo

o

nívelIndústria tradicional Indústria de ponta

Têxtil, naval

construção

tecnológico

Aeroespacial, informática

Segundo o tamanho dos estabelecimentos

Pequena indústria Grande indústria

Calçado, vestuário Refinaria, Siderurgia

Todas as circunstâncias que influenciam a localização das indústrias. Podem ao longo do tempo sofrer alterações.
Preço do terreno Tecnologia Maquinaria Universidades Parques tecnológicos
Incentivos fiscais

Condições Físico - naturais

Proximidade de outras indústrias *

Quantidade/ Qualificação Capital

(cidades)

Parques industriais – Vantagens: - Facilita trocas entre indústrias - Beneficiam das infraestruturas (rede viária, rede de electricidade, …) e equipamentos (bancos,seguradoras, correios, …)

Principalmente na periferia das grandes cidades que conjugam factores importantes como: - Parques industriais - Parques tecnológicos/Centros de investigação - Mão – de – obra qualificada - Vias de comunicação

NPI´s
Novos Países Industrializados 1ª Geração 1 Coreia do Sul 2 Hong Kong 3 Taiwan 4 Singapura 3ª Geração 8 Brasil 9 México 10 Argentina 5ª Geração 15 China 16 Índia 4ª Geração 11 Chile 12 Colômbia 13 Uruguai 14 Venezuela 2ª Geração 5 Tailândia 6 Malásia 7 Filipinas

Factores que contribuiram para o desenvolvimento industrial dos NPI´s - desenvolvimento no sector dos transportes - importância do Japão e EUA na economia mundial - mão-de-obra baixo custo disponível, a

- potencial do mercado destas regiões que apresentam crescimento demográfico elevado

Deslocalização – mudança de localização Ocorre a partir dos países ricos, sobretudo através das multinacionais. Objectivos: • Procura de melhores condições de produção (mão – de – obra abundante e barata
e matérias – primas igualmente abundantes e a baixo custo)

• Conquista de novos mercados

Poluição (ar, água,solos)

Sobreprodução

Consumismo