You are on page 1of 19

JOSÉ PAULO NETTO

MARCELO BRAZ
ECONOMIA POLÍTICA
UMA INTRODUÇÃO CRÍTICA
Equipe:
 Noélia Félix
 Magno
Autores
José Paulo Netto
Marcelo Braz
Principais trechos...
 A Economia Política (EP) estuda as relações
sociais que os homens estabelecem na
produção de bens que asseguram a
manutenção e a reprodução da vida social,
seu objeto é histórico. (p. 54).
Trabalho ,sociedade e valor
 Relações Sociais/Economia política

 Atividade econômica
 Produção e distribuição de bens
 Trabalho / Fenômeno humano- social


Trabalho natureza e ser social
 De acordo com Marx: O trabalho é um
processo entre o homem e a natureza[...]
Pressupomos o trabalho numa forma em que
pertence exclusivamente ao homem.

 Especificidade do trabalho humano
 Idealização/Realização de objetivo específico
O TRABALHO COMO FUNDANTE DO SER
SOCIAL

 O trabalho além de transformar a matéria
transforma também o sujeito: foi através dos
primatas, que surgiram os primeiros grupos
humanos, fazendo emergir um novo tipo de
ser: O ser SOCIAL.


O SIGNIFICADO DO TRABALHO
 O conceito de trabalho e o valor que se dá a ele
dependem da época, do local e de quem o
controla.
Categorias da economia Política
 “COMUNIDADES PRIMITIVAS” (5.500 a.C) 
domesticação, agricultura e sedentarismo.
Até este momento considera-se o
comunismo primitivo.

 início da produção de excedentes (E = P-C) 
VOLUME DE EXCEDENTE REDUNDA EM
PRODUTIVIDADE E RIQUEZA
Principais trechos...
 COMÉRCIO  Troca de bens acumulados

 (MERCADORIA) coaduna-se com a
exploração do trabalho, aqui ainda pelo
artesanato especializado, o que já demonstra
um gérmen da divisão social do trabalho.
 (p. 56-57)

Principais trechos...
 COMUNIDADE  composta por
PRODUTORES DIRETOS E APROPRIADORES
DOS FRUTOS DO TRABALHO DOS
PRODUTORES DIRETOS, EM SEGUIDA 
QUEDA DA PROPRIEDADE COLETIVA 
ESCRAVISMO.
FORÇAS PRODUTIVAS, RELAÇÕES DE
PRODUÇÃO E MODOS DE PRODUÇÃO


 Processo de trabalho (p. 58)
 Forças produtivas e meios de produção
 Força de trabalho e produtividade do trabalho

Divisão social do trabalho depende das relações sociais
de produção e do regime de propriedade



 MODO DE PRODUÇÃO
 FORÇAS PRODUTIVAS
 RELAÇÕES DE PRODUÇÃO
 TRANSFORMAÇÃO ESTRUTURAL  RESULTA
DA FALTA DE CORRESPONDÊNCIA ENTRE AS
FORÇAS PRODUTIVAS E AS RELAÇÕES DE
PRODUÇÃO

Principais trechos...
Trabalho humano
 Produtor de valor
• Valor de uso
• Valor de troca
• Mercadoria
PRODUÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E CONSUMO
“As relações de distribuição são
determinadas pelas relações de produção”

 CONSUMO
 PRODUTIVO E IMPRODUTIVO
 INDIVIDUAL E COLETIVO

 “É a produção de novos valores de uso
que cria novas necessidades de
consumo.” (p. 64)

Mercadoria
 Nem tudo que é produzido é mercadoria:
 EX: Somente para autoconsumo do produtor;

Mercadoria
• Valor de uso
• Valor de troca
Produto que não foi criado com um fim de ser consumido
diretamente, mas para ser trocado no mercado
• Produção não destinada ao mercado.
Somente valor de uso.
Produção simples e capitalista
 Modo de Produção Simples: M– D – M
 ( mercadoria- dinheiro – outra mercadoria)

 Modo de Produção Capitalista: D – M – D+
 ( dinheiro- mercadoria- dinheiro acrescido)
 O dinheiro em si não é capital, ele se converte
em capital quando ele compra força de
trabalho e outras mercadorias”. (p. 98).