You are on page 1of 9

Transformações sociais do século

XVIII: Revolução Francesa

COSTA, Cristina. Sociologia: introdução
à Ciência da Sociedade. São Paulo: 3ª.
Ed. São Paulo: Moderna, 2009 cap.3 e 4

REVOLUÇÕES BURGUESAS
• Nesta unidade nosso objetivo é compreender a
maneira como o capitalismo se afirmou como
modo de organização social a partir do século
XVIII. Para isso recorreremos a análise das
revoluções burguesas.
• A importância dessas revoluções é que
estimularam o desenvolvimento do capitalismo,
pondo fim às monarquias absolutistas e
contribuíram para a eliminação de barreiras que
impediam o livre desenvolvimento econômico.

A REVOLUÇÃO FRANCESA(1789-99)
• No final do século XVIII a monarquia
francesa procurava garantir os privilégios da
nobreza, que não pagava impostos e possuía o
direito de receber tributos, em um contexto no
qual crescia a miserabilidade do povo.
• A burguesia também se opunha ao regime
monárquico, pois este, não permitia a livre
constituição de empresas, impedindo a burguesia
de realizar seus interesses econômicos.

A REVOLUÇÃO FRANCESA(1789-99)
• Em 1789, com a mobilização das massas em
torno da defesa da igualdade e da liberdade, a
burguesia tomou o poder .
• . Dentre as mudanças significativas impostas pela
Revolução Francesa, vale destacar a promulgação
de uma legislação que limitava o poder da
família, proibindo os abusos da autoridade
paterna. Os bens da Igreja foram confiscados e a
educação deixa de ser controlada pela Igreja e se
torna obrigação do Estado.

Podemos dizer que a Revolução Francesa (1789) foi um
fato histórico crucial para o desenvolvimento e
consolidação do mundo moderno, tendo em vista que:

• a) Teve como principal conseqüência a centralização do poder da igreja católica, que
terminou firmando-se como a principal instituição responsável pelo controle do poder
político, antes muito diluído entre as famílias nobres que governavam a Europa.
• b) Criou condições para a separação definitiva, no mundo ocidental, entre Estado
(política) e Igreja (religião), de modo que os fatos políticos passaram a ser entendidos
como fenômenos sociais definidos pelo jogo de forças entre indivíduos e grupos que
formam uma dada sociedade. Em outras palavras, consolidou a política como ação livre
de qualquer tipo de influência mágica ou mística, seja na condução e sentido dos
acontecimentos, seja na legitimação do poder.
• c) Criou as condições de florescimento da moderna indústria, tendo em vista que,
pela primeira vez na história, combinou-se, no ambiente de trabalho, emprego de
tecnologia (máquinas) e organização racional dos trabalhadores no processo fabril.
• d) Abriu espaço para uma série de movimentos de caráter conservador, que buscavam
a restauração dos princípios da sociedade feudal
• e) Foi responsável pela consolidação de uma nova forma de governo, conhecido como
monarquia constitucional, em que a figura do rei perdeu poder de decisão política e, em
seu lugar, entrou a figura do primeiro-ministro.



• Alternativa correta: B

Revolução Industrial
• A revolução industrial eclodiu na Inglaterra na
segunda metade do século XVIII. Ela significou
algo mais do que a introdução da máquina a
vapor, e aperfeiçoamento dos métodos
produtivos. A revolução nasceu sob a égide da
liberdade: permitir aos empresários
industriais que desenvolvessem e criassem
novas formas de produzir e enriquecer.
(MARTINS: 1992)

Revolução Industrial
• A revolução industrial constitui uma autêntica
revolução social que se manifestou por
transformações profundas na estrutura
institucional, cultural, política e social.
• A relação de classes que passa a existir entre a
burguesia e os trabalhadores é orientada pelo
contrato
Aspectos importantes da Revolução
Industrial

• 1. A produção passa a ser organizada em grandes
unidades fabris, onde predomina uma intensa
divisão do trabalho.
• 2. Aumento sem precedentes na produção de
mercadorias.
• 3. Concentração da produção industrial em
centros urbanos.
• 4.Revolução nos meios de comunicação e
transporte
• 5. Surgimento de um novo tipo de trabalhador: o
operário

Podemos apontar como consequência
da Revolução Industrial:

• a-) O decréscimo da população urbana, que era explorada no penoso
trabalho da indústria.

• b-) A humanização imediata das relações de trabalho, principalmente
no que se refere a salários, condições de higiene e jornada de trabalho.

• c-) O crescente controle por parte do operário do conjunto do processo
produtivo, impedindo a fragmentação do saber e a alienação.

• d-) O desenvolvimento da urbanização, dos transportes, das
comunicações e da produção em série.

• e-) Fim da exploração dos operários urbanos e o nascimento das ideias
socialistas.

• Alternativa correta: D