You are on page 1of 24

Teorias da Comunicação...

Conceitos
Antes de se falar de Teorias da Comunicação é necessário que
se elucide alguns conceitos.
Obs: Distinguir conceito, palavra e objeto:

1. C. pode ser o conteúdo significativo das palavras;
2. Palavras não são os conceitos, mas os signos/símbolos das
significações
3. Pode haver conceitos sem palavras
4. C. refere-se a um objeto mas não o é;



...T E O R I A...
 Uma definição de Dicionário:

 1. Conjunto de regras ou leis, mais ou menos
sistematizadas, aplicada a uma área
específica;
 6. Infrm. Construção imaginária; utopia,
sonho, fantasia (Houaiss, A., 2004:2697)
Einstein:
Teoria da
Relatividade
Especial em
1905, baseada
em Lorentz:
astro.if.ufrgs.
br/univ/mat
/node9.htm
...T E O R I A...
 Leonidas Hegenberg, no âmbito da filosofia da
ciência,

 Atualiza: parece haver uma mútua dependência entre fato e
teoria

 Diz: “Que sentido pode ter uma linguagem observacional sem
uma teoria a sustentá-la?” (1976:33)

 O que se observa geralmente é exposto por meio de
predicativos e isso às vezes são generalizações (ex: as folhas
ficam verdes na primavera)

 Expressos em linguagem e são tidas como legalóides
 Precisam experimentos até comprovação.
 ...O que era observação, sistematiza-se e pode virar norma ou lei.




......da Informação e da Comunicação
 Âmbito da comunicação, Pignatari acentua...

 Teoria da Comunicação também é conhecida
como Teoria da Informação e da Comunicação

 Teóricos insistem em separar tais termos:
 Analogia, ou seja: seria o mesmo que diferenciar forma
e fundo ou entre forma e conteúdo (Pignatari, 1984:11)
Infravermelho do universo
Primeira foto: www.pedroguimaraes.net/.../cheiodenada.htm
Teoria da Informação
 Epstein (2002:259)

 Teoria da Informação, strictu senso é uma teoria
atomística:
 “expõe seus conceitos básicos, demonstra seus teoremas
fundamentais sempre decompondo a realidade ... ou parte
dela em elementos simples.

 Sua formulação, feita por Claude Shannon, caracteriza-se
como uma teoria matemática destinada a auxiliar a solução
de certos problemas de otimização do custo de transmissão
de sinais.[1]

 [1] Estes trabalhos foram desenvolvidos para aBell Thelephone
Company ( Ver Pignatari., ob. cit. p. 16-17)
Processo de
comunicação
entre duas
máquinas.
Figura
adaptada de
Shannon
:http://www.a
bed.org.br/pu
blique/cgi/cgil
ua.exe/sys/sta
rt.htm?UserAc
tiveTemplate=
4abed&infoid
=168&sid=10
6
Modelo de Shannon y Weaver para la comunicación de
información: http://www.hipertext.net/web/pag224.htm
INFORMAÇÃO...
 Medida do conteúdo dos sinais

 Epstein: vista sob o ângulo da informação máxima em um
sistema. É o Caos da Bíblia, onde não existia NADA.

 Tudo era igual, não havia diferenciação. Isso ocorre
quando os sinais ou os eventos são independentes, ou
seja, não estabelecem nenhuma articulação.

 Max Bense--, este estado “...equivale ao estado ... da qual
não emerge nenhuma forma ou Gestalt”
 ... “as fomas emergem...quando há coerções entre os sinais
elementares”.


 [1] PSIC. Teoria que considera os fenômenos psicológicos como
totalidade organizadas, indivisíveis (Houaiss, 2004: 1449)
Static: http://static.flickr.com/51/109440676_fd7f9e9fb8_m.jpg
Contradictions And Motion http://homepage.ntlworld.com/rosa.l/page%2005.htm
vectorganic by ~gestalt-assault :http://www.deviantart.com/deviation/13560574/
: www.clho.net/anime/anime.php?anime=66
http://www.c3.hu/scca/butterfly/Revesz/gestalt.html
Musicotherapie et Gestalt: http://www.musicotherapie-gestalt.ch/images/logo.gif
Comunicação...
 Marques de Melo, vem do latim “communis”, comum. Isso introduz a
idéia de comunhão, comunidade.

 Baragli, diz ser “ a faculdade de tornar comum aos outros não somete as
coisas externas a ele, mas também ele próprio e suas ações mais íntimas
da consciência –idéias, volições (vontades) , estados d’alma”

 Conceito biológico, que identifica comunicação como atividade sensorial
e nervosa (ob.cit. p.15)

 Conceito pedagógico, tal como diz Dewey (citado por Marques de Melo),
“a sociedade não só continua a existir pela transmissão., pela
comunicação, como também se pode ... dizer que ela é transmissão e é
comunicação”

 Conceito histórico baseia-se na cooperação, mas isso também evoca a
luta. Portanto a “cooperação advém do equilíbrio entre forças divergentes,
no seio dos indivíduos ou dos grupos sociais que buscam formas de
coexistência.” Marques de Melo, ob. cit. p. 18)
....Comunicação
 E o que se comunica? pergunta Pignatari

 Comunica-se “...Informação, simples ou complexa ao nível das relações
humanas ou sociais, ou inclusive, ao nível biológico”[1]

 Conceito sociológico estabelece-se dentro do fluxo interativo

 Dumazadier:“ a da transmissão de significados entre as pessoas no processo de
inserção e integração do indivíduo na organização social.”
 Conceito antropológico (Jarbas Maciel): “ o homem é um ser de relações
... posto diante de outros homesn com os quais está em relação, o
hom,em comunica a transformação que operou sobre a natureza, fazendo
só então e apartir daí cultura”

 Conceito psicológico, tal como estabelece Aristóteles “nos comunicamos
para influenciar –para afetar com intenção” Portanto visando produzir uma
certa reação



 [1] Ver Norbert Wiener, Cibernética e Sociedade: o uso humano de seres humanos
http://www.madrimasd.org/cienciaysociedad/ateneo/temascandentes/caos/default.asp
http://www.madrimasd.org/cienciaysociedad/ateneo/temascandentes/caos/default.asp
http://www.madrimasd.org/cienciaysociedad/ateneo/temascandentes/caos/default.asp
El hombre de Madelbrot