Karl Marx(1818-1883

)
ENGELS(1820-1895)


COSTA, Cristina. Karl Marx e a história
da exploraçãodo homem.in: Sociologia:
I ntrodução às Ciências Sociais. P 83-103
• RETOMANDO:
• Escola Francesa (positivistas): a sociedade é mais
que a soma de indivíduos. Instituições fortes
determinam a ação do indivíduos

• Escola alemã: (weberianos e marxistas):os
agentes(indivíduos) sociais possuem motivações
históricas que mudam a realidade
Marx e a história da exploração do
homem
• MARXISTAS: precursores de Karl Marx
(Lênin, Trotsky, Rosa Luxemburgo, Caio
Prado Junior)

• Idéias MARXIANAS: idéias do próprio
Karl Marx. Obras: O Capital, O 18 do
Brumário, A classe operária inglesa etc


Marx e a história da exploração do
homem
• CONCEITOS MARXIANOS

• Alienação: O TRABALHADOR
DEIXA DE TER CONTROLE
SOBRE A CRIAÇÃO, PRODUÇÃO E
COMÉRCIO DOS BENS
PRODUZIDOS.

CARACTERÍSTICAS DO
TRABALHADOR ALIENADO
• Alienação política:
• o trabalhador tem pouca influência
no comando político da sociedade
que estará sempre sob o controle
do capital.
CARACTERÍSTICAS DO
TRABALHADOR ALIENADO
• Alienação política:
• o trabalhador pensa de acordo
com a ideologia dominante.
(ideologia do trabalho,
individualismo etc)
Conceito de CLASSES SOCIAIS
• Resultam dos antagonismos históricos que
dividem os homens em: proprietários e não
proprietários dos meios de produção: terras,
máquinas, fábricas...

• A LUTA DE CLASSES, para Marx: motor
da história

Conceito de CLASSES SOCIAIS
• As classes populares vendem sua força
de trabalho para os proprietários dos
meios de produção.
• Exército de reserva: desempregados
que contribuem para a concorrência
por postos de trabalho e assim para o
barateamento da mercadoria força de
trabalho

FORÇA DE TRABALHO
• De posse da mercadoria força de
trabalho:
(tempo+energia+conhecimento) os
capitalistas organizam a produção
para extrair o máximo de
compensações deste
“investimento”.
CONCEITO DE MAIS-VALIA

• A DIFERENÇA EXISTENTE
ENTRE A REMUNERAÇÃO DO
TRABALHADOR E A RIQUEZA
QUE RESULTOU DO SEU
TRABALHO.
TEORIA DA MAIS-VALIA
Horas que
pagam o
salário real
do
trabalhador
08h 18h 11h
MAIS – VALIA
(lucros)
PERÍODO REFERENTE AO SALÁRIO NOMINAL
As máquinas, produzem mais valia?
• Não, apenas reproduzem a mais-
valia expropriada do trabalhador
durante a sua produção.
• Trabalho morto: é nome que se dá
ao trabalho “contido” nas
máquinas
• Trabalho vivo trabalho humano
SALÁRIO
• Salário Real:
• valor suficiente para a
compra de uma “cesta de
produtos” indispensáveis à
reprodução da força de
trabalho
SALÁRIO
• Salário Nominal: Valor expresso em
moeda corrente (padrão monetário)
que deverá corresponder ao salário
real.

• A inflação, expropria de parte do
salário real.
GRANDE CONTRADIÇÃO DO
CAPITALISMO
• “A RIQUEZA É SOCIALMENTE
PRODUZIDA PELAS FORÇAS
PRODUTIVAS
(CAPITAL+TRABALHO)
• E PRIVADAMENTE
APROPRIADA PELO CAPITAL”
MARXISMO: leitura complementar
• Marx, Karl. O capital: crítica à economia
política.São Paulo: Difel.1985.
• POCHMAN, Márcio. O emprego na
globalização. São Paulo:Boitempo Editorial,
2001
• O conceito de mais-valia desenvolvido por Karl Marx
significa:
• A) o lucro do empresário advém da venda de mercadorias
• B) a mais valia é obtida pela parte da riqueza produzida pelo
capitalista, que investe seu lucro no sistema produtivo.
• C) a mais valia é obtida pela parte da riqueza produzida pelo
trabalhador que fica com o capitalista
• D) a mais valia é obtida pelo trabalhador como fruto do seu
trabalho, seu empenho e sua dedicação aos interesses da
organização.
• E) a mais valia significa o lucro do empresário no processo de
circulação simples da mercadoria.

• Max Weber elaborou importante teoria sobre os
tipos ou formas de poder e de dominação.
Assinale a alternativa que, de acordo com o
autor, contém os três tipos de poder e de
dominação:
• A) Legislativo, executivo e judiciário
• B) Legal ou racional, tradicional e carismático
• C) Econômico, político e cultural
• D) Democrático, liberal e totalitário
• E) Laico, religioso e militar
• Baseando-se na dinâmica econômica, Karl Marx
(1818-1883) desenvolveu a teoria da alienação do
operário pelo trabalho que é:
• A) A pena ou servidão do homem à natureza
• B) O esforço de sobrevivência do Homem no
mercado de trabalho
• C) A gratificação em termos existenciais das
atividades desenvolvidas pelos trabalhadores
• D) O preparo do trabalhador para o processo
produtivo
• E) A atividade parcelada, rotineira, despersonalizada
que leva o operário a sentir-se distante ou estranho
àquilo que produz.