You are on page 1of 15

GOVERNO COLLOR E ITAMAR

CONJUNTURA INTERNACIONAL
 Fim da Guerra Fria: diminuição da ênfase na
segurança – prioridade à economia de mercado e
democracia representativa
 Derrota da URSS
 Consolidação da hegemonia dos EUA e da
globalização neoliberal (superávit primário, hegemonia
do capital financeiro, fim do Estado bem-estar social
 Democratização na América Latina
 Formação dos blocos econômicos financeiros (NAFTA,
APEC, Mercosul

POLÍTICA BRASILEIRA
 Crise da dívida – inflação galopante e
elevação da dívida externa
 Constituinte 1988
 Diplomacia presidencial –
hiperpresidencialismo
 Eleições disputadas de 1989 – Collor, Brizola
e Lula

MUDANÇAS
 “Esgotamento” do modelo de industrialização
por substituição de importação
 Abandono do paradigma desenvolvimentista na
política externa brasileira
 Idéia de inserção na globalização e
modernização competitiva
 Afastamento do Itamaraty na formulação da
PEB (eliminação do cargo secretário geral;
criação três secretarias: Política exterior,
executiva e de controle)

NEOLIBERALISMO
 Privatização

 Reforma do Estado

 Flexibilização das leis trabalhistas

 Abertura comercial
COLLOR
 Político novo

 Discurso de combate à corrupção

 Implementação do neoliberalismo

 Projeto político “modernização” definiu como a
principal tarefa da PE a inserção competitiva do
Brasil no núcleo dinâmico da economia
internacional

ATUAÇÃO INTERNACIONAL
 Convicção de que a retomada do
crescimento econômico passava pelo
abandono da noção de auto-suficiência
pautada pelo desenvolvimentismo
 Atualização das posições brasileiras em face
dos novos temas globais
 Prioridade foi a abertura comercial e a
Rodada Uruguai (GATT)
POLÍTICA EXTERNA
 Adesão aos tratados de não-proliferação de armas,
direitos humanos e meio ambiente
 Adesão dos receituários do FMI e BM
 Apoio à Guerra do Golfo – Bush pai
 Busca de credibilidade internacional –
investimentos externos no Brasil
 Busca CS- ONU
 Acordo Quadripartite
 Aproximação EUA e Ásia
SEDIAÇÃO DA ECO-92

 Entrada Ministro Celso Lafer
 Desenvolvimento Sustentável
 Marca da PEB – Collor
 Cooperação para desenvolvimento
 Superação da dicotomia entre desenvolvimento e
preservação do meio ambiente
 Volta do cargo Secretário Geral e da participação do
Itamaraty na PEB
 Criação da Comissão Interministerial (CIMA) ─ Meio
Ambiente, Ciência e Tecnologia, Assuntos
Estratégicos + Ibama, Embrapa e INPA
REGIONALISMO
 Proximidade com Argentina

 Ménen – realismo periférico – Carlos Escudé

 Formação Mercosul – 1991

 ALCSA
IMPEACHMANT
 Escândalos de corrupção
 Confiscos das poupanças –
descontentamento da classe média
 Descontentamento da burguesia industrial
em relação ao ritmo de implementação do
neoliberalismo no Brasil
 Aumento do desemprego
 Movimento dos caras pintadas
ITAMAR FRANCO
 Contenção da abertura comercial

 Assinatura do Tlatelolco (América Latina e
Caribe) e recusa TNP

 Avanços Mercosul

 Rodada Uruguai – renegociação da dívida
externa e diminuição do hiato norte-sul X
serviços, propriedade intelectual e abertura
comercial (EUA)



POLÍTICA EXTERNA
 Ministro Celso Amorim – volto de um
diplomata de carreira ao cargo
 Secretario Geral – Roberto Abdenur
 Volta ao universalismo / questões norte-sul
 Proposta de uma conferência mundial
“Agenda do desenvolvimento”
 Atualização da política dos 3Ds (não
intervenção, desenvolvimento e reforma do
CS- ONU)
PLANO REAL
 Contenção da inflação

 FHC – Ministro da Fazenda; Ministro das
Relações Exteriores

 Crescimento do papel do PSDB

 Eleições de 1994
PERGUNTA
 Na sua opinião quais foram as causas do
impeachment do presidente Collor?

 Você concorda com a análise de
esgotamento do modelo de industrialização
por substituição de importação? Porque?