You are on page 1of 20

Psicologia e grupos

Referência: MAILHIOT, Gérald B. Dinâmica e gênese
dos grupos. Cap. IV: Da pesquisa-ação à dinâmica
de grupos. p. 45-62

Kurt Lewin:

Kurt Lewin, psicólogo alemão-americano, nasceu em 9 de
setembro de 1892 em Mogilno (Alemanha, na época); morreu em
Newtonville, Massachusetts, Estados Unidos, em 12 de fevereiro
de 1947.

Na Alemanha, estudou em Freiburg, Munique e Berlim, onde se
doutorou em 1914, quando foi para a Primeira Guerra
Mundial como oficial do Exército alemão trabalhando no Instituto
Psicanalítico de Berlim. Foi para os Estados Unidos em 1933,
onde se refugiou antes da Segunda Guerra Mundial (1939-1945),
pois era judeu. Não voltou mais para a Alemanha.

Fonte: Wikipédia


Kurt Lewin:


Dedicou-se às áreas de processos sociais, motivação e
personalidade, aplicou os princípios da psicologia da Gestalt.
Lewin desenvolveu a pesquisa-ação (Action-Research), tentando
com ela dar conta de dois problemas levantados pela sociedade
em sua época: os problemas sociais e a necessidade de
pesquisa. Fez isso, pois nem sempre a pesquisa social pode ser
levada para os laboratórios. Infelizmente, na época de hoje
também, existem muitas fontes de pesquisa que não são
confiáveis. Não podemos deixar de falar da teoria de três etapas
(descongelamento, movimento e recongelamento) de Lewin que
revolucionou a ideia de mudança em organizações.


Fonte: Wikipédia

Kurt Lewin:

Pesquisa-ação


Trabalho com minorias


Dinâmica de grupos


Trabalho com pequenos grupos

Kurt Lewin – conclusões metodológicas decorrentes
dos estudos com as minorias (p. 45):

Toda exploração científica de problemas relativos à
psicologia de grupos só se torna inteligível quando
se tem em referência o contexto sociocultural no
qual se inscrevem os fenômenos em questão

Kurt Lewin – conclusões metodológicas decorrentes
dos estudos com as minorias (p. 45):

Para abordar e interpretar cientificamente fenômeno
dessa magnitude e desta complexidade, somente
uma aproximação entre as ciências do social
ofereceria alguma possibilidade de identificar
corretamente as constantes e variáveis em causa.

Kurt Lewin – conclusões metodológicas decorrentes
dos estudos com as minorias (p. 45):


Nesta perspectiva de psicologia social a pesquisa em
laboratório se mostra artificial e inadequada, em
oposição ao trabalho de campo.

A validade de uma hipótese, a verdade sobre uma
teoria são proporcionais à exatidão das previsões
que elas permitem.

Em psicologia social, as hipóteses que a ciência
formula são aplicáveis na medida em que permitem
efetuar – sobre a luz de um método eficaz e
durável – modificações dos fenômenos sociais que
elas pretendem explicar.

PRAGMATISMO

 Fornecer um diagnóstico sobre dada situação
social

 Descobrir ou formular a dinâmica própria de cada
grupo

Se confundem e se completam; Podem ser visados de
modo simultâneo ou sucessivo; São
complementares e indissociáveis no plano
metodológico.


 “Não há diagnóstico de uma situação social
concreta que possa ser formulado sem a
exploração da dinâmica própria do grupo
implicado por esta situação. Do mesmo modo, a
dinâmica própria de um grupo não se revelará
realmente, senão ao pesquisador que tenha
conseguido assimilar todos os dados concretos da
vida deste grupo. A pesquisa em psicologia social,
deve originar-se a partir de uma situação social
concreta a modificar” (p.46).

 Fenômenos sociais não podem ser observados do
exterior, do mesmo modo que não podem ser
observados em laboratório, de modo estático e
artificial. Os fenômenos de grupos não revelam as
leis internas de sua dinâmica senão aos
pesquisadores dispostos a se engajar
pessoalmente nos processos de evolução.

Objetos: Lewin opta pelo aporte aos pequenos
grupos, tomando-os como as únicas totalidades
dinâmicas acessíveis à observação e
experimentação científicas

 Métodos: aproximações atomísticas são consideradas
inválidas e estéreis. Para conhecer a dinâmica essencial do
fenômeno o pesquisador deve tentar atingi-lo em sua
realidade concreta, existencial e não de fora, mas do interior.




 A filosofia da Gestalt impregna todo percurso de Lewin
servido como postulado para seus desenvolvimentos.

Jacob Levy Moreno (18 de maio de 1889 - 14 de maio de 1974),
foi um médico, psicólogo, filósofo, dramaturgo turco-judeu
nascido na Romênia, crescido na Áustria (Viena) e
naturalizado americano criador do psicodrama e pioneiro no
estudo da terapia em grupo. Tem grandes contribuições no
estudo dos grupos, em psicologia social e é o criador
da sociometria.




Fonte: Wikipédia

Moreno Lewin

 Até Lewin, o principal objeto de pesquisa da
psicologia social americana é a SOCIALIZAÇÃO do
ser humano.

 Entende-se por socialização o aprendizado de
atitudes sociais.

 Para MORENO a SOCIALIZAÇÃO é o grande
problema a que deve se reportar a psicologia.

◦ Psicodrama, sociodrama, jogo do papel,
constituem recursos tanto pedagógicos quanto
terapêuticos na tentativa de socializar ou re-
socializar o ser humano

◦ Aprendizado ou reaprendizado de atitudes
sociais

 Radicalização  Pedagogia do cidadão
americano perfeito

 LEWIN destaca a noção de atitudes coletivas


 Comportamentos em grupo e as atitudes
sociais também constituem objeto de
estudo da psicologia social

 LEWIN destaca a noção de atitudes coletivas


 Comportamentos em grupo e as atitudes
sociais também constituem objeto de
estudo da psicologia social