You are on page 1of 20

Bloqueio de Energias

Cezarina
Bloqueio de Energias
INTRODUÇÃO

• O objetivo de um bloqueio é garantir que toda e qualquer atividade de
manutenção, reparos, testes, modificações, ajustes etc., em máquina e ou
equipamento seja feito com o máximo de segurança com relação às fontes
de energia, tanto de natureza elétrica, hidráulica, pneumática, térmica ou
radioativa. Para que seja eliminado todo e qualquer tipo de risco de
acidente, evitando que haja um religamento indevido das chaves elétricas
ou aberturas de válvulas.
Bloqueio de Energias
TIPOS DE FONTES DE ENERGIA

1) Elétrica–energia presente em transformadores, interruptores, motores,
painéis etc.;

2) Hidráulica/Pneumática –energia sob pressão de um gás ou líquido;

3) Mecânica (cinética) –equipamentos rotativos, agitadores, moinhos, etc.



Porque eu devo bloquear?

• O bloqueio de fontes de energia é uma garantia de que tais fontes não
serão ligadas nem acidentalmente nem intencionalmente, de modo a
garantir a segurança de quem está executando o serviço, seja ele de qualquer
natureza. Para isso se utiliza dispositivos e cadeados para trava-las.
Bloqueio de Energias
CARTÃO DE BLOQUEIO ELÉTRICO

• Para realizar o bloqueio elétrico são usados
dispositivos de sinalização conhecidos como “CARTÃO
DE BLOQUEIO ELÉTRICO”. Estes estão disponíveis no
comando central , onde o bloqueio de equipamento
deve ser solicitado, o preenchimento do cartão deve
ser realizado de acordo com a instrução operacional
IO-CEZ-068.
Obs. em paradas de fabrica, o solicitante devera ser
somente Cimpor e terceiros fixos.
Bloqueio Elétrico
INSTRUÇÃO OPERACIONAL IO-CEZ-068
O solicitante, líder da equipe de execução, deve
preencher os campos 1,2 e 3 do cartão de bloqueio de
equipamentos que são:
1. Nome;
2. D.R.T;
3. Assinatura;
Em seguida ele entrega o cartão preenchido ao
operador de comando central.
O operador deve preencher os campos 4, 5, 6, 7, 8
e nove que são:
4. Equipamento;
5. C.Central;
6. D.R.T;
7. Assinatura;
8. Data;
9. Hora;
Após o operador destaca a 1° via do cartão e
manter a mesma guardada no comando central.
Bloqueio Elétrico
PO-CEZ-068
• O solicitante deve localizar o
eletricista e solicitar a
desenergização / bloqueio do
equipamento, entregando o
formulário, 2° e 3° via, ao
eletricista.
O eletricista vai até o CCM, com o
formulário preenchido, e deve
preencher, nos cartões amarelo e
azul, os campos:
10. Eletricista;
11. D.R.T;
12. Assinatura;
13. Data;
14. Hora;
Bloqueio Elétrico
• O eletricista deve instalar o
impedimento de reenergização
(cadeado disponível no CCM) e fixar na
gaveta / cubículo o cartão azul
preenchido, em seguida ele retorna
com a via amarela e a chave do
cadeado utilizado para impedir a
reenergização da gaveta / cubículo
confirmando ao solicitante a
desenergização do equipamento
solicitado (após ter verificado a
ausência de tensão).
Bloqueio Elétrico
Demonstração bloqueio elétrico no CCM
Em seguida o eletricista deve solicitar o
teste do equipamento para garantir o
bloqueio do mesmo. Havendo a
confirmação do operador do comando
central de que o equipamento está
bloqueado o mesmo deve assinar via
branca de confirmação, preenchendo os
campos:
15. Rubrica Func;
16. Obs;
17. Assinatura.
Bloqueio Elétrico
• O eletricista deverá travar a botoeira /
caixa de força do equipamento com o
cadeado com cartão de identificação
do solicitante, deixando trancada com
garra de bloqueio de segurança, a
chave do cadeado que foi utilizado no
bloqueio do equipamento, assim o
equipamento fica liberado para
intervenção.
GARRA DE BLOQUEIO DE SEGURANÇA
Bloqueio Elétrico
Bloqueio Elétrico
Demonstração de bloqueio em caixa de
bloqueio de campo.
Demonstração de bloqueio em
botoeira de campo.
CARTÃO DE IDENTIFICAÇÃO
• Cartão de identificação do
colaborador, contendo dados pessoais
e foto, deverá ser fixado juntamente
com o cadeado, na botoeira ou caixa
de campo.
Bloqueio Elétrico
TRANSFERÊNCIA

Em caso de transferência de solicitante do serviço, o 1° solicitante deve
anotar o nome do 2º solicitante, data e hora da transferência e assinar em
campo específico na 3ª via amarela do formulário. O 2º solicitante deve
assinar em campo específico e DRT e realizar a substituição de cadeados,
formalizando, assim, a transferência do bloqueio.

Obs. Nos bloqueios que usam o recurso de transferência de solicitante não
poderá usar o recurso de bloqueio intermitente, caso seja necessário, dar
baixa na ficha e abrir outra.
Nota: só é permitida 01 (uma) transferência de bloqueio, ainda havendo
necessidade de continuidade do serviço, deve-se proceder com o encerramento
da 1ª solicitação de bloqueio e abrir uma nova solicitação.
Bloqueio Elétrico
REENERGIZAÇÃO
O solicitante deve comparecer ao Comando Central informar
ao operador o término do serviço e solicitar o desbloqueio do
equipamento, preenchendo os campos:
18. Nome;
19. D.R.T;
20. Assinatura;
21. Data;
22. Hora;
Na 3ª via amarela e os campos:
23. Nome;
24. D.R.T;
25. Assinatura;
Na 1º via branca.



Bloqueio Elétrico
REENERGIZAÇÃO
Campos 24, 25 e 26, liberação do executante.

Em seguida o operador central deve preencher os
campos:
27. C. Central;
28. D.R.T;
29. Assinatura;
30. Data;
31. Hora;
Bloqueio Elétrico
REENERGIZAÇÃO
O solicitante retira o seu cadeado da
garra de bloqueio de segurança, caso seja o
único cadeado, ele retira a chave dos
equipamentos e bloqueios de campo, em
seguida deve localizar o eletricista e
solicitar a energização /desbloqueio do
equipamento, entregando a chave do
equipamento, o formulário, 1ª e 3ª vias,
devidamente preenchidas ao eletricista.
Bloqueio Elétrico
REENERGIZAÇÃO
O eletricista, de posse das 02 vias branca e amarela e a chave,
deve se deslocará até o CCM e conferir se o número de controle e
dados da 2º via do formulário cor azul batem com as 2 vias branca
e amarela, em caso afirmativo, proceder com
a energização/desbloqueio. Feito o desbloqueio o eletricista deve
preencher os campos liberação do
equipamento:
31. Eletricista (nome);
32. D.R.T;
33. Assinatura;
34. Data;
35. Hora;
Da via branca e informar, pessoalmente ou via
rádio, ao Comando Central que o equipamento está liberado para
operação.
Bloqueio Elétrico
BLOQUEIO ELÉTRICO
OBSERVAÇÕES
• Cada equipamento deverá ter seu Cartão de Solicitação de Bloqueio, ou seja, não
podendo ser descrito no campo 4, um número maior que 01 TAG de equipamento.
• Equipamentos que sofrerão a intervenção de vários serviços simultâneos deverão ter o
número de formulários igual ao número de serviços a serem executados (para cada
serviço ou tarefa deverá existir uma solicitação de bloqueio). Deverá ser solicitado o
bloqueio ou a liberação pelo responsável de cada trabalho – líder da equipe.
• É dever do eletricista atender, somente, às solicitações de bloqueio/desbloqueio com
as duas vias da Solicitação de Bloqueio devidamente preenchidas e em mãos. O
descumprimento deste item é considerado falta grave.
• Em caso de não conclusão do serviço, o equipamento ficará bloqueado com cadeado e
´cartão de bloqueio do supervisor responsável pelo serviço.
Bloqueio Elétrico
BLOQUEIO ELÉTRICO
Bloqueio Intermitente

Em manutenções em que não é possível o desligamento permanente do acionamento, sendo
necessário ligar e desligar o equipamento várias vezes, será utilizada a Ficha Complementar de
bloqueio elétrico intermitente obedecendo aos passos:
1. O emitente da ficha de bloqueio deve preencher o cabeçalho da Ficha Complementar com os
dados necessários - nº da OM, nº da PPT, nº da Ficha de bloqueio, TAG do equipamento -
assiná-la e grampeá-la junto com a ficha azul.
2. O solicitante deve assinar a opção de início de bloqueio juntamente com o eletricista no
painel.
3. Na necessidade de rodar o equipamento o solicitante deve comparecer ao painel elétrico,
marcar na ficha complementar a opção liberação e assinar, o eletricista retira o bloqueio e
libera para rodar.
4. Após o posicionamento do equipamento, o solicitante vai novamente ao painel e marca na
ficha complementar a opção de bloqueio e assina, o eletricista bloqueia o equipamento e
libera para continuação da manutenção.

Obs: Os itens 3 e 4 podem se repetir quantas vezes forem necessários até terminar a
manutenção.
Bloqueio Elétrico
OBRIGADO!



Hugo Cezar
Técnico de manutenção