You are on page 1of 11

Trabalho realizado por

:
• Liandra Gonçalves Nº13
• Pedro Xavier Nº20
• Victor Danu Nº28
Turma : PREC 3
Professora : Cristina Viegas

 Em 1926 foi implantada uma ditadura militar ( O General Gomes da Costa revoltou-se. e daí marchou com o seu exército sobre Lisboa. . nomeou Salazar para Ministro das Finanças (como não lhe deram plenos poderes. o Presidente e o Governo demitiram-se. então eleito Presidente da República.  Após a revolta do General Gomes da Costa. em Braga.  O marechal Carmona.) que pôs fim à 1.ª República. este demitiu-se e voltou a ser nomeado para o cargo em 1928).

 Descontentamento social : Falta de alimentos Menor poder de compra  Menos dinheiro do país : Gasta mais do que tem Dívida externa  Instabilidade política : Conflitos entre partidos Queda de governos constantemente .

 1932 : Nomeação de Salazar para Presidente do Conselho. . 1928 : Nomeação de Salazar para Ministro das Finanças.  1936 : Salazar assumiu as pastas da Defesa e da Guerra e dos Negócios Estrangeiros.  1933 : Aprovação em plebiscito de uma nova Constituição (que legitimaria o Estado Novo) .

Logo no primeiro ano as receitas do Estado foram superiores às despesas. não sendo necessário pedir dinheiro emprestado aos outros países. . Reorganizou as finanças públicas recorrendo ao aumento dos impostos. educação e os salários dos funcionários públicos.  Este êxito financeiro deu prestígio a Salazar.  Reduziu os gastos com a saúde.

.N. chefiado por António Ferro. Criou o Secretariado de Propaganda Nacional (S. Foi em 1933 que o regime desenhou pela primeira vez as linhas e métodos gerais da sua política cultural.P.).

 Eram três as bases deste programa:  A primeira consistia no uso da cultura como meio de propaganda. os movimentos culturais deviam ser orientados no sentido de glorificar o regime e o seu chefe. .

 A segunda foi a tentativa de conciliar as velhas tradições e os antigos valores com a modernidade daquele tempo. santos e cavaleiros com as ideias modernistas e futuristas de António Ferro e seus parceiros . articulando uma ideologia nacionalista de nautas.

. o programa cultural do regime procurava estabelecer uma cultura nacional e popular com base nas suas raízes e nos ideais do regime. Em terceiro e último lugar. e tendo em linha de conta o referido anteriormente.

 O Proteccionismo (visava a protecção dos produtos portugueses evitando importar produtos estrangeiros)  O Corporativismo (Sistema político ou económico no qual o poder legislativo é atribuído a corporações que representam grupos económicos.)  O Colonialismo (defendia que Portugal não tinha colónias mas províncias ultramarinas) . industriais ou profissionais.

segundo os membros do governo do Estado Novo. de forma directa ou indirecta.  Em jeito de conclusão. não era da sua competência. Almada Negreiros ou Carlos Botelho foram convidados a colaborar. de modo a distrair o povo e não o fazer pensar naquilo que. nas iniciativas de propaganda do regime . Pintores como António Pedro. pode dizer-se que a cultura deste tempo pretendia ser simples.