XXV SIMPÓSIO DA AGROINDÚSTRIA DA CANA-DE-AÇÚCAR

5ª FERSUCRO
STAB-REGIONAL LESTE

DANO MORAL: SUA EMPRESA ESTÁ
PREPARADA?
André Cordeiro
Maceió
Julho-2008

O que é Dano ?



1. Mal ou ofensa pessoal; prejuízo moral:
2. Prejuízo material causado a alguém pela
deterioração ou inutilização de bens seus.
3. Estrago, deterioração, danificação:
(Dicionário Aurélio).

marcas e outros defeitos físicos) e à Saúde à Imagem Ao Consumidor Ao Meio Ambiente Erro Profissional Moral Dano Moral Coletivo . lucros cessantes) Estético (aleijão.Espécies de Danos         Patrimonial (materiais.

etc).  Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas . sentimentos. gostos.Dano Moral  É o dano que atinge os direitos da personalidade (reputação. intimidade. convicções. relações afetivas.

por ato ilícito (arts. comete ato ilícito. causar dano a outrem. fica obrigado a repará-lo”. PROPORCIONAL AO AGRAVO. 927 do Código Civil: “Aquele que. violar direito e causar dano a outrem. 186 e 187).FUNDAMENTAÇÃO LEGAL  Art. . negligência ou imprudência.  Artigo 186 do Código Civil: “Aquele que. inciso X da Constituição Federal garante que: “É ASSEGURADO O DIREITO DE RESPOSTA. ALÉM DA INDENIZAÇÃO POR DANO MATERIAL. por ação ou omissão voluntária. 5º. ainda que exclusivamente moral.  Art. MORAL OU À IMAGEM”.

DEMANDA DE AÇÕES  Desempenho das Organizações  Maior Divulgação dos Direitos  Enxugamento do Passivo Trabalhista com a Organização das Empresas .

.TEORIA DO DESESTÍMULO As Indenizações são deferidas para :  Compensar a Vítima  Punir o ofensor  Exemplo para sociedade e função didática (pedagógica) para desestimular a prática de atos danosos.

EXEMPLOS COSTUMEIROS           Justa Causa Não Comprovada. Revista Íntima Assédio Moral Assédio Sexual Publicação de Edital – Abandono de emprego Função Inexistente – Fantasma Tempo de WC Informações Negativas e Desabonadoras (CTPS) Etc . Acidente de Trabalho e Doença Ocupacional.

mantidos afastados dos demais. sem qualquer atividade. III.º caput e inciso X da CF. 6ª TURMA. Rotulação depreciativa dos trabalhadores acidentados. com recomendação médica de readaptação. 5. configura tratamento desumano. julgado em 12 de setembro de 2006) .DO QUE O SER HUMANO É CAPAZ Dano Moral — confinamento de trabalhador acidentado e seqüelado em sala de vidro apelidada de ‘gaiola das loucas’ e ‘cemitério’. etc. Juíza Relatora Ivani Contini Bramante.02. e portanto. ofensiva à dignidade humana. insultuoso. A conduta patronal de manter todos os trabalhadores acidentados. ‘zero à esquerda’. por prazo indefinido. humilhante. ‘gardenal’. com proibição de saída e aplicação de punição de suspensão. ‘vagabundos’. isolados em sala especial.º. Inteligência dos artigos 1. ‘rivotril’. (TRT/SP – Recurso Ordinário nº 02098. Aguardo.00-9. de recolocação em posto de trabalho compatível.465.2004. Situação vexatória que desencadeou chacotas e zombarias. de ‘seqüelados’. Inconteste o dano moral e a responsabilidade do empregador.

da Carta Magna.2007.00. 15 de abril de 2008. Apelo provido. dar provimento ao recurso ordinário obreiro para arbitrar a indenização por danos morais no importe de R$ 20.. página 05. Além disso.000. Não há como deixar de reconhecer a ocorrência do dano moral com a prática de revista íntima pelo reclamado.19.00-7. Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho no dia 12 de maio de 2008. Novas custas fixadas no importe de R$ 400. Desembargadores Nova Moreira e José Abílio. O ato atenta contra o pudor natural do obreiro. também.RECURSO ORDINÁRIO  EMENTA: RECURSO ORDINÁRIO AO RECLAMANTE. calculadas sobre R$ 20. inciso LVII. a serem pagas pela reclamada.      . DECISÃO: ACORDAM os Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nona Região. 301). Nº 00973. sendo atentatório à intimidade do mesmo. por maioria. REVISTA ÍNTIMA.00. DANOS MORAIS.000. por unanimidade.DECISÕES TRT . negar provimento ao recurso patronal. previsto no artigo 5º.009. CONFIGURAÇÃO. contra os votos dos Exmºs Srs.00. sendo autorizada a dedução do valor já recolhido (fl. que fixavam a indenização em R$10. fere o princípio da presunção de inocência.00. Maceió. valor arbitrado à condenação.000.ALAGOAS  PROC.

NEXO CAUSAL COM A ATIVIDADE DESENVOLVIDA.00. 03 de abril de 2008. OCORRÊNCIA DE DANO MORAL. por maioria.000. por unanimidade. dar provimento ao recurso obreiro para ampliar o valor da indenização por dano moral para R$ 40.005.2006. Verificada a ocorrência de doença ocupacional. de conseqüência. é devida a indenização postulada. . Desembargadores José Abílio e Severino Rodrigues. DECISÃO: ACORDAM os Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nona Região. Maceió. negar provimento ao recurso da empresa.ALAGOAS   PROC. prova inconteste de que o problema de saúde apresentado pelo obreiro decorreu de suas atividades na empresas.00-5 RECURSO ORDINÁRIO        EMENTA: DOENÇA OCUPACIONAL. que não observou normas de segurança e saúde no trabalho. Nº 00183.19. que lhe negavam provimento.DECISÕES TRT . tem-se por caracterizado o dano moral e. contra os votos dos Exm° Srs.

Maceió. aos autos. página 02. . o pagamento da indenização se justifica quando o empregado é privado do trabalho por uma doença. o que. Nº 00974. no caso sob exame não se efetivou. Prova disso é que continuou laborando para a reclamada.19. DANO MATERIAL NÃO PROVADO. qualquer prova suficientemente convincente. 1. capaz de ensejar uma condenação da reclamada à indenização por danos morais. A tese defendida pelo obreiro carece de maior solidez. Dado e passado nesta cidade de Maceió aos 06/05/2008. Apelo desprovido. DECISÃO: ACORDAM os Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nona Região.   Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho no dia 07 de maio de 2008. sofre um dano material consistente na incapacitação para o trabalho e conseqüente ganho pecuniário que a sua falta lhe proporciona. pois.2007. 1216 do CPC.00-1 . uma vez que não trouxe.DECISÕES TRT .010. NOTA: A presente publicação está de acordo com o art.RECURSO ORDINÁRIO EMENTA: RECURSO ORDINÁRIO OBREIRO. por unanimidade. No âmbito trabalhista. 22 de abril de 2008. negar provimento ao recurso.ALAGOAS          PROC. inconteste que a lesão decorrente do acidente não tornou o obreiro incapacitado para o trabalho. DANO MORAL NÃO CONFIGURADO. 2. diante das provas colhidas nos autos. desempenhando normalmente as funções dantes realizadas.

contra os votos dos Exmºs Srs.00. 198/230. configura injustificada violação ao direito à imagem do trabalhador.000. TRATAMENTO OFENSIVO À DIGNIDADE DO TRABALHADOR. Dado e passado nesta cidade de Maceió aos 20/05/2008   Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho no dia 21 de maio de 2008. mediante fixação de indenização cujo valor também cumpre função pedagógica e inibidora de futuras transgressões. não conhecer dos documentos de f.. Nº 00037. sem que haja medida repressiva ou impeditiva por parte da empresa.000.19.00. A submissão de empregado a tratamento constrangedor e depreciativo. página 07.RECURSO ORDINÁRIO EMENTA: DANO MORAL. Desembargadores João Batista e Antonio Catão. DECISÃO: ACORDAM os Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nona Região. preliminarmente.00 (vinte mil reais). NOTA: A presente publicação está de acordo com o art. Mérito: por maioria. por parte de superior hierárquico e outros funcionários. no sentido de que se houvesse redução da indenização. A ilustre representante do MPT manifestou-se em mesa.    Maceió.006. por unanimidade. dar provimento parcial ao recurso patronal para reduzir a condenação em indenização por danos morais para R$ 20. fosse ao valor de R$100.000.2007. e gera prejuízos de ordem moral que merece reparação.00-7.ALAGOAS      PROC. 1216 do CPC. 08 de maio de 2008.DECISÕES TRT . malferindo sua dignidade. INDENIZAÇÃO DEVIDA. que reduziam a indenização para R$ 50. .

ACIDENTE SOFRIDO NO TRAJETO DE VOLTA DO TRABALHO. não restou comprovada a existência de nexo de causalidade entre o acidente sofrido e o trabalho realizado na empresa. que lhe dava provimento para deferir a indenização por danos morais. DEFEITO NA BICICLETA. todavia.RECURSO ORDINÁRIO Procedência: 1ª Vara Do Trabalho De Maceió .. Nº 00181.19.ALAGOAS        PROC. Voto do Exmº Sr. página 11. negar provimento ao recurso. DECISÃO: ACORDAM os Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho da Décima Nona Região.Al EMENTA: ACIDENTE DE TRABALHO. Desembargador Revisor de acordo por fundamento diverso. o autor sofreu um acidente.001.00-1. Dado e passado nesta cidade de Maceió aos 17/06/2008. NOTA: A presente publicação está de acordo com o art. 29 de maio de 2008. de fato. AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃO. Desembargador Antonio Catão.2007. Compulsando-se os autos.DECISÕES TRT . verifica-se que. 1216 do CPC. por maioria. DANO MORAL.   Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho no dia 18 de junho de 2008.    Maceió. . contra o voto do Exmº Sr. Recurso ordinário obreiro improvido.

VÍDEO Seguro .

Teses Aprovadas – Dr.NOVIDADES XIV CONAMAT – Manaus – 2008 Indenização por dano moral individual e coletivo decorrente de estresse auditivo (desconforto auditivo) – acima de 65 dB  Indenização por dano moral individual e coletivo decorrente de submissão de empregados a fumo passivo. Henrique Costa Cavalcante – Juiz do Trabalho – Alagoas.  .

Novidades II Congresso de Direito e Processo do Trabalho em Arapiraca .  .2008 Práticas Abusivas ensejadoras de pedidos de Danos Morais Não concessão de Férias Não concessão de domingos e feriados Privação do Direito de Convívio Social e Familiar Advogado João Alves Neto – Bahia.

ESTATÍSTICA  Números estão crescendo  Aproximadamente 10% das ações envolvem danos morais. .

SOLUÇÕES  PREVENÇÃO  Programa de Demissão Assistida Recolocação Profissional (outplacement) Treinamento SORTE    .

TÊM MEL E FERRÃO”.Mensagem “AS PALAVRAS. Provérbio Suíço. . COMO AS ABELHAS.

adv@uol.  SITE www.adv.andrecordeiro.FACILITADOR André Cordeiro Advogado Bacharel em Administração de Empresas Consultor Jurídico.br .com.br E-mail: andrecordeiro.