DETECÇÃO PRECOCE DA DPOC

Dr. Paulo Gurgel pgcs@ig.com.br

Diagnóstico da DPOC

O diagnóstico da DPOC é baseado na história de exposição a fatores de risco e na presença de limitação ao fluxo aéreo que não é totalmente reversível, com ou sem a presença de sintomas.

www.goldcopd.com

Fatores de risco
 TABAGISMO

ATIVO

 Genéticos  Desenvolvimento

do

pulmão  Tabagismo passivo  Infecções respiratórias  Ocupacionais  Status socioeconômico

Tabagismo  DPOC
15%

S/ DPOC C/ DPOC

85%

DPOC  Tabagismo
15%

OUTRAS CAUSAS TABAGISMO

85%

Avaliação clínica

Avaliação clínica

A DPOC mesmo moderada não pode ser detectada de maneira confiável por sintomas apresentados e/ou exame físico.

Avaliação clínica

Habitualmente o paciente procura o médico quando se torna dispnéico. Nesta ocasião, mais da metade da sua reserva respiratória já foi irremediavelmente perdida.

Avaliação radiológica

Avaliação radiológica

 Exclusão

de outras enfermidades  Complicações da DPOC  Papel na cirurgia pulmonar  Papel na espirometria

Avaliação por outros exames (ECG)

Mapel. Chest 2000; 117:346-353

Diagnosis of COPD
SYMPTOMS cough sputum dyspnea EXPOSURE TO RISK FACTORS tobacco occupation indoor/outdoor pollution

SPIROMETRY

²

Prevalência de espirometria anormal em fumantes

 Assintomáticos

(>5 milhões de indivíduos):

12%  Sintomáticos (>14 milhões de indivíduos): 21%

NHANES III

C P van Schayck, J M C Loozen, E Wagena, R P Akkermans, and G J Wesseling Detecting patients at a high risk of developing chronic obstructive pulmonary disease in general practice: cross sectional case finding study BMJ, Jun 2002; 324: 1370. Participants: 651 smokers aged 35 to 70 years.

C P van Schayck, J M C Loozen, E Wagena, R P Akkermans, and G J Wesseling Detecting patients at a high risk of developing chronic obstructive pulmonary disease in general practice: cross sectional case finding study BMJ, Jun 2002; 324: 1370. Participants: 651 smokers aged 35 to 70 years.

Update on the ATS Guidelines for COPD (2005)

A espirometria como um preditor da progressão da DPOC
O declínio anual do VEF1, em adultos não fumantes com idades entre 35 e 60 anos, foi determinada por vários estudos longitudinais e é, em média, de 30mL/ano, com um limite superior de 50mL/ano.

Declínio anual do VEF1 em adultos

Evolução funcional no Lung Health Study

Avaliação espirométrica
O

grau de obstrução ao fluxo aéreo não pode ser previsto com confiança a partir de sintomas e sinais e somente pode ser quantificado pela avaliação espirométrica.  A espirometria com obtenção de curvas volumetempo é obrigatória na suspeita clínica de DPOC, devendo ser realizada antes e após administração de broncodilatador, de preferência com o paciente em fase estável.
I CONSENSO BRASILEIRO DE DPOC SBPT, 2000

Recomendações
 Testes

espirométricos para indivíduos aparentemente saudáveis em grupos de alto risco devem ser considerados parte de um exame regular.  Indivíduos de alto risco incluem fumantes ou ex-fumantes recentes com mais de 45 anos (evidência D) e aqueles sujeitos a riscos inalatórios no trabalho.

PROJETO DIRETRIZES AMB - CFM

Justificativa
A

doença, se detectada tardiamente, resulta em morbidade e mortalidade substanciais.  Tratamento atualmente é disponível para cessação do tabagismo.  A espirometria é simples e confiável, desde que as normas técnicas sejam seguidas.

Saúde ocupacional
PCMSO / NR7 / QUADRO II
RISCO EXAME COMPLEMENTAR Telerradiografia do Tórax Espirometria Telerradiografia do Tórax PERIODICIDADE MÉTODO DE EXECUÇÃO Técnica OIT 1980 Técnica ATS, 1987 Técnica OIT, 1980

Aerodispersóides FIBROGÊNICOS

Admissional e anual Admissional e bienal Admissional e trienal, se exposição < 15 anos Bienal, se exposição > 15 anos Admissional e bienal

Aerodispersóides NÂO FIBROGÊNICOS

Espirometria

Técnica ATS,1987

Recomendações

A

espirometria deve ser realizada em pacientes fumantes de 45 anos ou >.  Fumantes com espirometria normal devem repetir o exame a cada 3 – 5 anos.

DIRETRIZES 2002 SBPT

Recomendações

 Para

o diagnóstico e o estadiamento da DPOC a espirometria é o padrão-ouro.  Profissionais de saúde envolvidos no diagnóstico e manuseio de pacientes com DPOC devem ter acesso à espirometria.