TÉCNICO DE LOGÍSTICA

DOMÍNIO INTRAPESSOAL DA
COGNIÇÃO, EMOÇÃO E
MOTIVAÇÃO
27/11/2014

Daniella Sousa Dias

PERCEPÇÃ
Oneurociência e ciências cognitivas, a
Em psicologia,
perceção é a função cerebral que atribui significado a
estímulos sensoriais, a partir de histórico de vivências
passadas.
Através da perceção um indivíduo organiza e
interpreta as suas impressões sensoriais para atribuir
significado ao seu meio.
Consiste na aquisição, interpretação, seleção e
organização
das informações obtidas pelos sentidos.

A percepção pode ser estudada do ponto de vista estritamente biológico ou fisiológico. envolvendo estímulos elétricos evocados pelos estímulos nos órgãos dos sentidos. .

audição. olfato e tato  .constituem as  funções que propiciam o nosso relacionamento com o ambiente. gustação ou paladar. o nosso corpo pode perceber muita coisa do que nos rodeia. .ÓRGÃOS DOS SENTIDOS Os sentidos fundamentais do corpo humano visão. contribuindo para a nossa sobrevivência e integração com o ambiente em que vivemos. Por meio dos sentidos.

. a memória e outros aspetos que podem influenciar na interpretação dos dados percebidos.Do ponto de vista psicológico ou cognitivo. a perceção envolve também os processos mentais.

valores. crenças. eles são captados pelos órgãos sensoriais e interpretados à partir de nossa subjetividade – experiências. atitudes – resultando isto no processo de percepção. motivações.Quando recebemos um estímulo do meio. .

. Duas pessoas podem perceber os estímulos de forma diferentes.A maneira como percebemos um determinado estímulo. isto porque cada qual vivenciou experiências diferentes e aprendeu valores diversos que possibilitam a cada um perceber o estímulo de acordo com aquilo que experimentou em sua história de vida. seja com a ajuda de nossas experiências ou necessidades. irá desencadear o nosso comportamento.

Temos sensações diferentes. . Para compreendermos isto basta pensarmos no que acontece quando percecionamos os mesmos objetos a distâncias diferentes. mas temos a tendência Para mantermos a mesma perceção dos objetos.Mecanismos percetivos Constância percetiva .temos sensações diferentes dos mesmos objetos. mas percecionamos a realidade de maneira constante quanto ao tamanho. assim como em relação à forma e à cor.

.

A perceção da profundidade As imagens que temos da realidade física são bidimensionais. . como sabemos que a realidade é tridimensional? Dispomos de dois tipos de informações que nos são fornecidas pelos indicadores binoculares e os indicadores monoculares. que nos permitem ter a perceção da profundidade. Se as imagens são bidimensionais. o que parece constituir um problema. mas a realidade em si mesma é tridimensional.

Indicadores binoculares • Dois olhos. duas imagens são recebidas e levadas ao cérebro para processamento • Objetivo de estabelecimento do foco • Conexões nervosas fabricam uma imagem única a partir das duas imagens diferentes fornecidas pelas retinas .

podem ser percebidas como mais distantes do que realmente estão. Se projetada menor – percepção mais distante • Também pode confundir • Ex: crianças.Indicadores monoculares • Tamanho relativo: • Relaciona-se diretamente com a entrada da imagem e sua formação na retina. no trânsito . por serem menores.

Indicadores monoculares • Interposição • Se um objeto bloqueia a visão de um objeto • Claridade relativa • Objetos nebulosos parecem estar mais distantes que objetos bem definidos .

Indicadores monoculares • Gradiente de textura • Percepção de distância maior em objetos com textura mais fina e indistinta • Altura relativa • Percebemos objetos mais altos como mais distantes .

tendem a ser percebidos como movimentando-se mais rapidamente. em paralelo. Quanto mais convergentes. parecem convergir. mais aparentam distantes . quando estamos em movimento.Indicadores monoculares • Movimento relativo • Objetos mais próximos. • Perspectiva linear • Objetos distante. Os mais distantes parecem mover-se na mesma direção nossa.

como mais próximo.Indicadores monoculares • Luz e sombra • A luz do objeto influencia na percepção de dois objetos idênticos. se escuro . se mais claro. e mais distante.

. Daí que um mesmo objeto. acontecimento ou situação seja percecionado de diferentes maneiras por sujeitos que pertencem a diferentes culturas. com o contexto social em que a pessoa está inserida.Perceção Social • Designa o processo como conhecemos os outros e como interpretamos o seu comportamento • A perceção social está muito relacionada com os grupos sociais. Perceção e Cultura • O contexto cultural marca o modo como se perceciona o mundo.

que em alemão se diz gestalt. por isso esta teoria ficou conhecida por gestaltismo. • Parte do principio que na perceção o todo é maior do que as partes. • Escola constituída pelos psicólogos da forma. • Elaborou um conjunto de leis que nos permite compreender melhor a perceção da forma dos objetos. .A teoria de Gestalt e as leis da perceção • Iniciada por Max Wertheimer.

Na figura que se segue.Leis do gestaltismo • Figura – fundo Tendemos a organizar perceções no objeto observado (a figura) e o segundo o plano contra o qual ela se destaca (o fundo). dependendo da nossa perceção. A figura parece ser mais substancial e destacar-se do fundo. . a figura e o fundo são reversíveis e pode ver-se dois rostos ou uma taça.

•  Proximidade: partes que estão próximas no tempo ou no espaço parecem formar uma unidade e tendem a ser percebidas juntas. Na figura de baixo existe uma tendência para se seguir as colunas de pequenos círculos de cima para baixo. . • Continuidade: há uma tendência na nossa perceção de seguir uma direção. de vincular os elementos de uma maneira que os faça parecer contínuos ou fluindo numa direção particular.

• Fechamento Há uma tendência na nossa perceção de completar figuras incompletas. Na figura abaixo. percebemos três quadrados. embora as figuras estejam incompletas. . preenchendo lacunas.

.• Semelhança Partes semelhantes tendem a ser vistas juntas como se formassem um grupo.

Os psicólogos da gestalt denominaram isto de "boa forma" e uma boa forma é simétrica. . não podendo ser tornada mais simples ou ordenada. simples e estável.• Simplicidade Tendemos a ver uma figura tão boa quanto possível sob as condições do estímulo.

Fatores da perceção • Fatores objetivos (contraste. valores ….) .) • Fatores subjetivos (aprendizagem. intensidade …. motivação …) • Culturais (costumes.