Aula 06 – Ciências dos

Materiais
Estrutura Cristalinas dos Metais e
Defeitos – Parte I*

Figuras e estruturas dos defeitos baseadas na aula Profa Eleani Maria da Costa- DEM/PUCRS disponibilizada em rede
virtual pública.

Fator de Empacotamento para um
metal de raio r
N de átomos
o

por célula

• Cúbico simples:
FEA = 4/3πr3

como a=2r

FEA=0,52

1

FEA=0,68

2

FEA=0,74

4

a3
• Cúbico de Corpo Centrado:
FEA = 4/3πr3

como a=4r/√3

a3
• Cúbico de Face Centrada:
FEA = 4/3πr3
a3

como a=2r/√2

Cálculo da densidade teórica de um sólido metálico ρ = nPA VCNA Onde: n= número de átomos por célula unitária PA= peso atômico VC= volume da célula unitária NA = número de Avogrado (6.02x1023) .

6g/cm3 e um peso atômico de 180.Exercícios • Calcule o raio de um átomo de tântalo sabendo que o Ta possui uma estrutura cristalina CCC.9 g/mol. . uma massa específica (densidade) de 16.

Determine se ele possui uma estrutura cristalina CFC ou CCC.143 nm e uma massa específica de 8.9g/mol. ρ = nPA VCNA .57g/cm 3. Peso atômico =92.Exercícios • O Nióbio possui um raio atômico de 0.

.175nm.Exercícios • O raio atômico do Pb vale 0. calcule o volume de sua célula unitária em m3 sabendo que o Pb apresenta estrutura cristalina CFC.

Defeitos volumétricos (inclusões.Defeitos de linha (discordâncias) • . precipitados) .Defeitos Cristalinos – o que é um defeito? Devem ser evitados? • .Defeitos pontuais • .Defeitos de interface (grão e maclas) • .

.das circunstâncias sob as quais o material é processado.• É uma imperfeição no arranjo periódico regular dos átomos em um cristal.da constituição química do material . • Podem envolver uma irregularidade na posição dos átomos e no tipo de átomos • O tipo e o número de defeitos dependem: .

Tipos de Defeitos: classificados de acordo com sua geometria ou dimensões • Defeitos Pontuais associados c/ 1 ou 2 posições atômicas • • Defeitos lineares uma dimensão • Defeitos planos ou interfaciais (fronteiras) duas dimensões • Defeitos volumétricos três dimensões .

Nem sempre é Maléfico DEFEITOS INTRODUÇÃO SELETIVA CONTROLE DO NÚMERO ARRANJO Permite desenhar e criar novos materiais com a combinação desejada de propriedades .

Casos Positivos • O processo de dopagem em semicondutores: mudança no tipo de condutividade • A deformação mecânica dos materiais promove a formação de imperfeições: geram um aumento na resistência mecânica (processo encruamento): • Wiskers de ferro (sem imperfeições do tipo discordâncias): resistência maior que 70GPa ferro comum r 270MPa. .

Defeitos Pontuais • Vacâncias ou vazios • Átomos Intersticiais Schottky Frenkel Ocorrem em sólidos iônicos .

Defeitos Pontuais: visão geral .

• São formados durante a solidificação do cristal ou como resultado das vibrações atômicas (os átomos deslocam-se de suas posições normais).Defeitos Pontuais: vacâncias ou lacunas • Envolve a falta de um átomo. .

8.K ρ = densidade e PA= peso atômico .K ou Onde: NA=no avogrado.62x10-5 eV/ at.Defeito Pontual: vacâncias ou vazios • O número de vacâncias aumenta exponencialmente com a temperatura Nv= N exp (-Qv/KT) lacunas/m3 Nv= número de vacâncias N= número total de sítios por unidade de volume N= NAρ Qv= energia requerida para formação de vacâncias PA K= constante de Boltzman = 1.38x1023J/at.

02x1023 atomos/mol . PA: 63.Cálculo de lacunas a uma dada T • Calcule o no de lacunas em equilíbrio por m3 de Cu.4 g/cm3 (T=1000oC) NAVOG= 6. A energia para formação de uma lacuna é de 0.9 eV/atomo.5 g/mol ρ= 8. a 1000oC.

Defeito Intersticial Átomo intersticial grande Gera maior distorção na rede Átomo intersticial pequeno .

já que o átomo geralmente é maior que o espaço do interstício • A formação de um defeito intersticial implica na criação de uma vacância.Defeito Intersticial • Envolve um átomo extra no interstício (do próprio cristal) • Produz uma distorção no reticulado. por isso este defeito é menos provável que uma vacância .

Defeitos Pontuais .

Defeitos Pontuais .

FRENKEL • Ocorre em sólidos iônicos • Ocorre quando um íon sai de sua posição normal e vai para um interstício .

SCHOTTKY • Presentes em compostos que tem que manter o balanço de cargas • Envolve a falta de um ânion e/ou um cátion .

Superfície (111) do ouro (estrutura CFC) adição uma monocamada de cobre .Superfície metálica: microscópia eletrônica de tunelamento ou microscopia de força atômica Em níveis de monocamadas nem sempre o elemento de liga provoca Aparecimento de de defeitos.

A ADIÇÃO DE IMPUREZAS PODE FORMAR • Soluções sólidas [átomos] < limite de • Segunda fase [átomos] > limite de solubilidade solubilidade A solubilidade depende : • Temperatura • Tipo de impureza • Concentração da impureza .

IMPUREZAS NOS SÓLIDOS • As impurezas (chamadas elementos de liga) são adicionadas intencionalmente com a finalidade: • aumentar a resistência mecânica • aumentar a resistência à corrosão • aumentar a condutividade elétrica • etc. .

IMPUREZAS NOS SÓLIDOS • Um metal considerado puro sempre tem impurezas (átomos estranhos) presentes 99.9999% = 1022-1023 impurezas por cm3 • A presença de impurezas promove a formação de defeitos pontuais .

Terminologia • Elemento de liga soluto (< quantidade) (ou impureza) • Matriz (ou hospedeiro) solvente(>quantidade) .

Especificação da Composição • Composição de uma liga em termos de seus elementos constituintes: porcentagem em peso (ou massa)(%p) porcentagem atômica (no átomos) (%a) .

Cu.02x1023 atomos/mol .98 g/mol.3 g/mol.54g/mol Nv= 6.26. Al. Qual a porcentagem atômica de cada um na liga? • Suponha que 20% dos átomos de Cu são substituídos por Al em um bronze de alumínio.63. Quais porcentagens de peso que estão presentes? PA: Mg.Exercícios • Uma liga contém 80% em peso de Al e 20% em peso de Mg.24.