ESTRUTURAS

METALICAS E DE
MADEIRA I
HISTÓRICO

ESTRUTURA METALICAS I
HISTÓRICO
 Precursores da Construção em Aço:
 - Primeira utilização de seu aproveitamento
em 6 mil anos a.C.(Egito, Babilônia- fins
militares e elementos de adorno).
 - Utilização em escala Industrial – sec. XIX
 - 1830- utilização em trilhos para ferrovias
 - 1854- França cria perfis de seção I (peça
fundamental para estrutura de aço), de
ferro forjado.

ESTRURAS METALICAS I

- Primeira obra importante, em ferro, concluída no
mundo- ano de 1779 “Ponte sobre a Severn”
Coalbrokedale Inglaterra.
- 1851 inicio da era de grandes edifícios
metálicos- Palácio Cristal (Londres), Fábrica de
Chocolates Noisiel-Sur-Name (perto de Paris)
- (1880-1910) A ESCOLA DE CHICAGO
Foram elaborados muitos projetos cuja
características típicas eram: ligações rebitadas,
contraventamentos verticais e janelas salientes

ESTRUTURAS METÁLICAS I
- França, Bélgica e Suíça (1890-1930).
 - Alemanha (1910- 1930)
 - Estados Unidos (1890-1940)
 NO BRASIL
 -1920-1930- Companhia Siderúrgica Belgo
Mineira produção de aço de 35 mil
toneladas para 96 mil toneladas.
 -1940- Companhia Siderúrgica Nacional
entrou em operação 12-10-1945.
 -1960- Usiminas, Cosipa e Açominas

ESTRUTURAS METALICAS I

Edifícios no Brasil

ESTRUTURAS METALICAS I

ESTRUTURAS METALICAS I
VANTAGENS DAS ESTRUTURAS METALICAS
 - A ALTA RESISTÊNCIA DO AÇO COMPARAÇÃO COM OUTROS MATERIAIS.


- O AÇO E UM MATERIAL HOMOGÊNEO DE PRODUÇÃO CONTROLADA.
- AS ESTRUTURAS SÃO PRODUZIDAS EM FÁBRICAS POR PROCESSOS
INDUSTRIALIZADOS EM SÉRIE, CUJO EFEITO FAVORECE MENORES PRAZOS
E CUSTOS.
- OS ELEMENTOS DAS ESTRUTURAS METALICAS PODEM SER
DESMONTADOS E SUBSTITUÍDOS COM FACILIDADE E PERMITEM REFORÇAR
QUANDO NECESSÁRIO.
- A POSSIBILIDADE DE REAPROVEITAMENTO DO MATERIAL QUE NÃO SEJA
MAIS NECESSARIO A CONSTRUÇÃO.
- MENOR PRAZO DE CONSTRUÇÃO DE COMPARADO COM OUTROS
MATERIAIS.
- POR TER ALTA RESISTÊNCIA ESTRUTURAL, POSSIBILITA A EXECUÇÃO DE
ESTRUTURAS LEVES PARA VENCER GRANDES VÃOS.

ESTRUTURAS METÁLICAS I

DESVANTAGENS :

-Limitação da Produção na fábrica em função do
transporte ate o local de sua montagem final
 -Necessidade de tratamento superficial das peças
contra oxidação devido ao contato com ar
atmosférico
 -Necessidade de mão de obra e equipamentos
especializados para sua fabricação

ESTRUTURAS METALICAS I
PRINCIPAIS FASES NA CONSTRUÇÃO DE
UMA OBRA EM ESTRUTURAS DE AÇO:
-ARQUITETURA
-PROJETO ESTRUTURAL
-DETALHAMENTO
-FORNECIMENTO E FABRICAÇÃO LIMPEZA E PROTEÇÃO
-TRANSPORTE
-MONTAGEM
-PROTEÇÃO CONTRA FOGO

ESTRUTURAS METALICAS I

FATORES QUE INFLUENCIAM OS CUSTOS DE
UMA ESTRUTURA

INICIALMENTE O AÇO VENDIDO POR TONELADA, IMPÕE-SE A FORMULAÇÃO DE
SEUS CUSTOS POR TONELADA DE UMA ESTRUTURA ACABADA.
Fatores que podem variar custos na composição final da obra:
a) Seleção do sistema estrutural( estrutura totalmente aporticada
contraventada ou colunas engastada ou rotulada)
c) Projetos dos Elementos Estruturais individuais(vigas de perfil de alma cheia,
viga mista, treliça, etc.)
C) Projeto e detalhes das ligações(ligações a momento, com chapa de
extremidade, com cantoneiras parafusadas, etc.)
D) Processo a ser usado na fabricação e montagem( se dentro dos padrões
usuais ou não)
E) Sistema de proteção a corrosão(dependendo do tipo e qualidade da tinta)
F) Sistema a ser usado na montagem( Se é com guindaste ou outro tipo)
G) Sistema e proteção passiva contra o fogo (se argamassa, tinta
intumescente- tempo de 30/60/90/120 minutos de resistência ao fogo).




ESTRUTURAS METÁLICAS I

Resumo do custo geral de uma estrutura
metálica

ESTRUTURAS METÁLICAS I

O PROJETO ESTRUTURAL E SEUS
PRINCÍPIOS:

A) Menor custos das estruturas
 B) Menor peso das estruturas
 C) Menor Tempo de Construção
 D) Mínimo Trabalho

ESTRUTRAS METÁLICAS I

Procedimentos para Projeto

A) Projeto para o Uso
 B) Projeto das Estruturas
 -Planejamento; Configuração estrutural
preliminar; Determinação das cargas;
Seleção Preliminar dos Elementos; Analise
Estrutural; Avaliação; Novo Projeto; Decisão
final

ESTRUTURAS METÁLICAS I

-Segurança e Filosofia de Projeto

ESTRUTURAS METALICAS I

NORMAS