Os Cuidadores Informais de Pessoas

com Doenças Crónicas

As consequências para a sua saúde

Módulo Antropologia e
Sociologia
Ivânia Furtado - a32789
Mauro Ribeiro - a33045
Miguel Monteiro a32808
Rui Robalo - a32751
Sofia Tavares - a32786
Willy Fonseca - a32953

informais de doentes crónicos. dos cuidadores .Objetivos  Analisar as consequências para a saúde. tanto a nível físico como mental.

de grau variável.Quem são os cuidadores?  Assumem como função a assistência a uma outra pessoa que. . todos os atos necessários à sua existência enquanto ser humano independente e funcional. por diversas razões. que não lhe permite cumprir. foi atingida por uma incapacidade. sem ajuda de um agente exterior.

acarretam mesmo com elevadas despesas financeiras. sendo que. . na grande maioria dos casos.Cuidadores Informais  Estes cuidadores incluem todo o indivíduo que não recebeu formação profissional especializada para a função que está a desempenhar e não recebe qualquer recompensa monetária pelo seu trabalho.

eliminação. gestão financeira. mobilização). da medicação e do lar). .Cuidar implica cuidados de ordens instrumentais e expressivos  Os instrumentais podem ser de natureza:  Física (higiene. alimentação.  E outros mais práticos (vigilância.  Técnica (terapêuticos. vestuário. curativos. preventivos). acompanhamento a consultas.

 Relacionais (convívio e estimulação social. carinho. comunicação e personalização dos cuidados). são sobretudo:  Cuidados afetivos (companheirismo. entre outros). satisfação da vontade e das necessidades. distração.Cuidar implica cuidados de ordens instrumentais e expressivos  Os expressivos. . conforto.

ter qualidade de vida enquanto cuidador. . criatividade para com a pessoa cuidada. simultaneamente. os valores e a dignidade da pessoa cuidada e proporcionar-lhe melhor qualidade de vida e. dedicação. os princípios. empenho.  Implica entrega.Enquanto cuidador:  Deve-se respeitar o sofrimento.

com evolução gradual dos sintomas e potencialmente incapacitante. . que implica gravidade pelas limitações nas possibilidades de tratamento médico e aceitação pelo doente.Doença crónica  Doença de longa duração. com aspetos multidimensionais.

. em vários casos. o encargo financeiro torna-se bastante avultado tanto a curto como a longo prazo.  O cuidador sofre também consequências na sua saúde. tanto a nível mental como físico.Consequências para o cuidador  Encargo financeiro: Como não são remunerados e. veem-se obrigados a deixar os seus empregos.

social e espiritual. . alterações no bem-estar psicológico. fisiológico. • Refere-se às consequências negativas concretas e observáveis resultantes da presença da pessoa cuidada para o cuidador. como o maior esforço físico.Consequências para a saúde do cuidador informal  Sobrecarga: Subjetiva e Objetiva  Objetiva: • Resultante da prática dos cuidados e definida como toda a alteração observável e verificável.

. • As consequências físicas (e também psicológicas) do stress crónico notam-se sobretudo depois do estímulo (pessoa doente) desaparecer.Consequências para a saúde do cuidador informal  Subjetiva: • Relacionada com a perceção e avaliação da sobrecarga objetiva e manifesta-se através de stress ou sofrimento.

.Consequências para a saúde da pessoa cuidada  Oportunidade de se manter num ambiente familiar e de grande afetividade. o que desempenha um papel significativo na sua forma de perceber e lidar com a doença.  Proporciona um aumento do bem-estar e da qualidade de vida.

 Em situações que necessitam de intervenção especializada. . visto que o cuidador informal não possui o conhecimento necessário para tal.  Dificuldade em dar respostas e solucionar todos os problemas da pessoa cuidada.Limitações do cuidado informal  Pode haver necessidade urgente de cuidados profissionais. deve-se garantir prestação de cuidados adequados por parte de cuidadores profissionais.

 O cuidador informal deve ser conduzido e orientado pelas equipas de saúde.Conclusões  O cuidador informal deve ser capaz de identificar situações onde os seus cuidados não são suficientes e em que é necessária a intervenção especializada por parte da equipa de saúde. havendo desta forma a necessidade de medidas e apoio.  A função de cuidador informal implica muitas vezes sobrecargas significativas a nível físico. social e financeiro. psíquico. .

Obrigado pela atenção! .