You are on page 1of 24

Mamografia Digital vs

Mamografia Convencional
Tecnólogo em radiologia
Robson P do Prado

1913, Albert Salomon,
Cirurgião da Surgical
Clinic of Berlin
University, utilizou a
radiografia
convencional para o
diagnóstico do câncer
de mama.

foram criados vários métodos.  iniciou-se então. um processo de estudo diferente para mama. . com o intuito de aproximar-se de um diagnóstico mais preciso.

a pesquisa nos achados clínicos da mama. até hoje. associado a um equipamento específico para o exame de mamografia. Com a tecnologia.  O sistema de écran-filme. sofre um avanço considerável com o diagnóstico digital. . vem sendo o método mais utilizado para o exame da mama.

submetendo um total de 49. um para cada exame.528 mulheres assintomáticas a realizar um exame de mamografia em ambos os sistemas . 2003 a 2005. o ACR (American College of Radiology) dirigiu um estudo realizado em 33 locais divididos entre os Estados Unidos e o Canadá. . com a finalidade de comparar a eficácia de ambos os sistemas.Convencional e Digital .com interpretação independente de dois médicos.

. mas potencialmente importantes. na precisão diagnóstica entre mamografia digital e a mamografia convencional.O DMIST (Digital Mammographic Imaging Screening Trial) foi idealizado para medir diferenças relativamente pequenas. do ponto de vista clínico. Analógica Digital Analógica Digital 2001.

como a FujiFilm. As empresas participantes deste estudo. em alguns casos. Fischer Medical. Hologic-Lorad. General Eletric Medical System. os próprios sistemas para realização deste estudo. . cederam.

mulheres com mamas densas e mulheres em período pré-menopausal ou perimenopausal. inerente ao sistema de mamografia digital. Conclusão do DMIST. . foi observada que a precisão diagnóstica global da mamografia convencional foi semelhante a mamografia digital. mas a mamografia digital é mais precisa em mulheres abaixo da idade de 50 anos. sem levar em consideração o pósprocessamento das imagens.

proporcionando rapidez. . representando um avanço em relação à mamografia analógica. catodo Mamografia Analógica .Sistema filme/écran Mamografia Digital – Detector Mantendo o princípio geral da obtenção da imagem por meio do feixe de Raios-X. Que atua diretamente no controle dos parâmetros radiográficos. simplicidade e qualidade absolutamente constantes. A diferença fundamental é na substituição do sistema filme/écran por um detector digital. a mamografia digital altera substancialmente os elementos restantes da mamografia convencional.

.  O anodo de um equipamento de mamografia é constituído de molibdênio (O molibdênio contém uma maior porcentagem de fotônios de baixa energia. O posicionamento da (o) paciente é o mesmo para ambos os sistemas. facilmente absorvidos).

.Características Digitais  Tubo de raio-x (Rh/Mo)  Detector Digital  Estação de aquisição  Estação de revisão  Impressora à laser (Dry view).

Permitindo a verificação imediata da qualidade. o que. tornando desnecessário que a paciente espere pelo processamento e retorne à sala de exame para repetição de alguma incidência com qualidade insatisfatória. de certo modo. do posicionamento. pode gerar ansiedade.    Imagens obtidas no monitor da estação de aquisição em 10 segundos após a exposição. Redução do tempo de realização do exame. Paciente é automaticamente liberada pelo radiologista dentro da própria sala de exame .

para serem interpretadas pelo médico radiologista. inversão negativo/positivo. utilização de lente eletrônica de aumento. uso de algoritmo para compensação da espessura da mama. com teclado específico. permitindo revisão personalizada de cada exame. ajustes de contraste e brilho. anotações. A estação de revisão é constituída por dois monitores de alta resolução. . gráficos e medidas. pareados.  Estação de Aquisição Estação de Revisão As imagens geradas na estação de aquisição são transferidas eletronicamente para a estação de revisão.

 Impressora à laser(Dry view)  Processamento ¨wet¨ Em seguida. reduzindo-se os artefatos da imagem e o custo operacional. as imagens podem ser impressas em processadora específica a laser ou eletronicamente transferidas para um arquivo no computador do próprio serviço. gravadas em cdrom (que tem vida útil superior ao filme). a processadora e os químicos são eliminados. . enviadas via internet ou intranet. Como a imagem não é captada em filme.

que consiste em um sistema de controle automatizado de qualidade. de acordo com a espessura. densidade e composição mamária. permitindo melhor identificação de lesões. 7A-Imagem digital sem Processamento 7b-Imagem Processada .Vantagens da Mamografia digital   Em 2004. O processamento da imagem digital possibilita a exibição detalhada da mama em toda a sua extensão. desde a linha de pele até a parede torácica. Este recurso é denominado equalização dos tecidos. que promove ajuste automático do brilho e contraste da imagem. foi introduzido nos equipamentos digitais um software chamado Premium View. sem haver perda de contraste e definição.

Manipulação da imagem por meio de inversão. conseqüentemente. a uma redução da dose de radiação e do desconforto para a paciente em decorrência de uma nova compressão da mama. zoom e lente eletrônica. Permite ainda o arquivamento eletrônico das imagens. Obtenção da imagem em tempo quase real – 10s após a exposição. . Eliminarão do sistema filme/écran e dos respectivos custos com o processamento. levando. Diminuição da necessidade de repetição de alguma incidência.Vantagens da Mamografia Digital       Quantidade significativamente maior de informação por imagem.

8 a -Imagem ampliada Microcalcificações.Manipulação de Brilho e contraste da Imagem :Incidência OML da mama Direita (única exposição). . 8 b –Imagem ampliada e invertida.

.  Incidência OML direita ampliada e ampliada/invertida com utilização da lente eletrônica. AP:Carcinoma intraductal(carcinoma in-situ). permitindo melhor definição das microcalcificações presentes.

Estudos Recentes    Apesar das aparentes diferenças entre os métodos de diagnóstico. . estudos prévios não encontraram aumento da acurácia da mamografia digital em comparação com a mamografia analógica. Este estudo foi conduzido pelo American College of Radiology Imaging Network (ACRIN). O maior e mais atual estudo multicêntrico já realizado para rastreamento com mamografia digital. A mamografia digital é algo hoje tão importante que o Governo americano investiu mais de 26 milhões de dólares no DMIST. é o Digital Mammographic Imaging Screening Trial (DMIST). no diagnóstico precoce do câncer de mama. numa população assintomática.

em mulheres assintomáticas. Os dois métodos foram interpretados independentemente por dois radiologistas. . Durante um período de dois anos. devido ao grande número de mulheres participantes. para mamografia de rastreamento. Todas as pacientes foram submetidas à mamografia digital e analógica em ordem randômica. fornecendo mais informações do desempenho dos sistemas para lesões especificas (calcificações e nódulos). O propósito primário desse trabalho foi avaliar a acurácia diagnóstica da mamografia digital em comparação com a mamografia convencional. em 33 estados dos Estados Unidos e Canadá. 49.Estudos Recentes   O DMIST teve início em outubro de 2001.528 mulheres foram recrutadas para mamografia de screening. O DMIST permitiu estimar com maior precisão a sensibilidade e especificidade da mamografia digital em campo total em relação à mamografia convencional.

contudo. mulheres com mamas lipossubstituidas ou com densidades fibroglandulares dispersas. com mamas heterogeneamente densas ou extremamente densas. que constituem. a acurácia da mamografia digital foi significativamente maior nas mulheres abaixo da idade de 50 anos. um fator limitante na detecção de lesões mamárias. Pode-se afirmar que a maior contribuição deste estudo foi demonstrar a superioridade da mamografia digital em relação às mamas densas. até hoje. e nas mulheres na pré e perimenopausa.Estudos Recentes   Os resultados iniciais apresentados em setembro de 2005 demonstraram que. Não houve diferença estatisticamente significativa entre a mamografia digital e o filme mamográfico convencional entre mulheres com 50 anos ou mais. . na população inteira estudada. a acurácia diagnóstica da mamografia digital e analógica foi similar. e em pós-menopausadas.

impregna lesões tumorais devido à neoangiogênese. educação continuada. existe a possibilidade de utilização do meio de contraste. experiência.Aplicações Futuras    Além das vantagens imediatas já observadas. Outra aplicação da mamografia digital é o CAD (Detecção Auxiliada por Computador). A tecnologia digital segue avançada e. futuramente. “Câncer perdido” é definido como aquele em que a biópsia provou haver câncer em paciente assintomática. para que o radiologista interprete com mais atenção áreas especificas da imagem. dupla leitura. com rastreamento mamográfico prévio negativo. avaliação retrospectiva de casos perdidos e sistemas de CAD. . que. Os programas de CAD foram elaborados para fornecer rápidos comandos visuais indicativos. Estudos sugerem que o decréscimo do número de cânceres perdidos ocorre com o uso de métodos de treinamento. mas com câncer julgado visível retrospectivamente. a mamografia digital em campo total abre um leque de novas perspectivas para o futuro. à semelhança da Ressonância Magnética.

. que poderiam receber imagens de vários serviços para avaliação. Pode-se então ter uma reconstrução 3D da imagem. A dose total de radiação é comparável à dose de uma única incidência mamográfica.Aplicações Futuras    A eficiência do programa de CAD analisando diretamente as imagens de mamografia digital em campo total mostrou-se superior a obtida na análise pelo CAD de imagens secundariamente digitalizadas. A tomossíntese digital consiste em uma série de imagens reconstruídas eletronicamente permitindo a caracterização de diferentes planos seccionais da mama. possibilitando o tele-diagnóstico. Isso possivelmente deverá melhorar a habilidade de detectar tumores que atualmente não são vistos à superposição do parênquima adjacente. que permite a possibilidade de criação de um centro de especialistas. Outra aplicação avançada da mamografia digital é a tele-mamografia. com cortes de poucos milímetros de espessura. resultando em 81% de detecção dos casos de microcalcificações e 81% dos nódulos.

para um perfeito diagnóstico. O maior obstáculo para difusão desta tecnologia permanece sendo o alto custo para aquisição e manutenção do equipamento. .Conclusão    Houve uma significativa melhora na acurácia da detecção precoce do câncer de mama em determinadas populações (pacientes abaixo de 50 anos e/ ou pacientes portadoras de mamas densas). justificando o uso da mamografia digital. A diversidade de recursos disponibilizados pelo sistema digital tem melhorado a percepção. Independente do método de escolha. é importante oferecer à paciente uma imagem de excelente qualidade. além de facilitar a caracterização das lesões mamárias.