You are on page 1of 35

NEOPLASIA

Aluna: Fernanda M. Kokol
R.A: 9000498

Conceito de NEOPLASIA
(TUMOR)

Crescimento excessivo, ilimitado e
autônomo, formado pela proliferação
de células atípicas.

Definição de NEOPLASIA
Neoplasia é uma massa anormal de tecido
cujo crescimento excede e não está
coordenado ao crescimento dos tecidos
normais, persistindo (em seu crescimento)
mesmo cessada o estímulo que a provocou.
Rupert Willis (Médico Britânico)

NEOPLASIAS Irreversíveis  Perda do controle da diferenciação celular  Perda do controle da multiplicação celular  Sem utilidade – prejudicial ao organismo  Ilimitadas .

2000 .“Todo e qualquer tumor surge de uma única célula que adquire características que a tornam uma célula neoplásica” Weinberg.

“A célula neoplásica é resultado da soma de sucessivas mutações nãoletais. em trechos específicos do DNA. ao longo de muitas gerações de células” Weinberg. 2000 .

..sucessivas mutações não-letais em genes específicos ao longo de várias gerações.” ...“.

TUMORES Benignos X Malignos .

CRITÉRIOS DIFERENCIAÇÃO CELULAR RITMO DE CRESCIMENTO INVASIVIDADE METÁSTASE .

DIFERENCIAÇÃO CELULAR Diferenciação = forma + função Benigno Maligno Mais diferenciado Desdiferenciado .

DIFERENCIAÇÃO CELULAR Normal Tumor .

DIFERENCIAÇÃO CELULAR NECROSE .

RITMO DE CRESCIMENTO Benigno Maligno Lento Rápido .

INVASIVIDADE Benigno Maligno Expansão lenta Infiltrativo Compressão de tecidos Destruição de tecidos Invasivo Cápsula fibrosa .

METÁSTASE Benigno Ausência de metástase Maligno Pode haver metástase .

.

Neoplasia benigna  Sufixo “oma”. 2.Nomenclatura das NEOPLASIAS 1. Neoplasia maligna  Origem epitelial: sufixo “carcinoma”  Origem mesenquimal: sufixo “sarcoma” 3. Composição do nome  .

. OSTEOSSARCOMA NATUREZA EPITELIAL CARCINOMA .....BENIGNA Ex.SARCOMA . OMA ..MALIGNA Ex.. LIPOMA .Regras gerais para nomenclatura de tumores NATUREZA CONJUNTIVA ...benigna Ex.. CARCINOMA BASOCELULAR .NEOPLASIA MALIGNA PAPILOMA ..

Neoplasia de origem epitelial 2. Neoplasia de origem mesenquimal • Órgão glandular Benigno: “adenoma” Maligno: “adenocarcinoma” • Tecido muscular Benigno: “rhabdomioma” Maligno: “rhabdomiosarcoma” • Órgão não-glandular Benigno: “papiloma” Maligno: “carcinoma” • Tecido adiposo Benigno: “Lipoma” Maligno: “Liposarcoma” • Tecido vascular Benigno: “hemangioma” Maligno: “hemangiossarcoma” .Nomenclatura das NEOPLASIAS 1.

. ..Neoplasias com nomenclatura especial Tumor de Wilms (Rim) Linfoma de Hodgkin (Linfonodo) Sarcoma de Kaposi (Pele) Tumor das células da granulosa (Ovário) etc.

não circunscrito Encapsulamento Presente Ausente Velocidade de crescimento Lento Rápido Índice de mitoses Baixo Alto Término de crescimento Pode cessar Ininterrupto Metástases Ausentes Presentes Significado Clinico Perigoso devido a: • Posição • Complicações acidentais Produção hormônios • Perigoso devido a: • Posição • Complicações acidentais • Produção hormônios • Crescimento infiltrativo • Metástases .Características de neoplasias benignas e malignas Benigno Maligno Estrutura Geralmente bem diferenciado e típico do tecido de origem Imperfeitamente diferenciado e atípico Modo de crescimento Geralmente só expansivo e circunscrito Infiltrativo e expansivo.

Conceito de METÁSTASE Formação de um tumor secundário a partir de um tumor primário e sem conexão direta entre ambos Exclusivo de neoplasia maligna .

Metástase ANGIOGÊNESE Tumor primário no intestino Desprendimento e locomoção de células neoplásicas Vaso sangüíneo .

Metástase Tumor primário no intestino Células neoplásicas atingem vasos sangüíneos próximos e entram na circulação sangüínea Vaso sangüíneo .

Metástase Células neoplásicas deixam a circulação sangüínea e se implantam em tecido distante Tumor secundário fígado .

Teoria de Paget Solo e semente + Células neoplásicas = Tecido/órgão Tumor secundário .

Regras Gerais para Nomenclatura de Tumores Baseada no parênquima do tumor adenoma .

TUMORES RESULTAM DE LESÃO GENÉTICA NÃO.+++ MUTAÇÕES .crescimento Alterações de genes que regulam apoptose Inativação de genes supressores de tumores Expressão de produtos gênicos alterados Perda de produtos gênicos reguladores (EXPANSÃO CLONAL .LETAL CÉLULA NORMAL agressão Agentes químicos radiação vírus Erros em genes de reparo Lesão de DNA MUTAÇÕES Erros em genes de crescimento e/ou apoptose Ativação de oncogenes .HETEROGENEIDADE ) NEOPLASIA .

Etiologia do cancêr • Hereditário • Adquirido -> Substâncias químicas -> Radiação -> Agentes biológicos • Fatores predisponentes intercorrentes .

.

.

.

Modelos de cancêr de pele .

.

Trabalho de patologia .