Estrutura do Banco de Dados Prontuários

Lógica do Cadastro Prontuários
Prodesp
No sistema de cadastro antigo o usuário era identificado pelo número de prontuário. A princípio, esse número indicava o perfil do paciente, mas isso não era regra, os dados estavam desorganizados.

00001-José da Silva usuário Iamspe

900.002 – Maria Benedita - usuária SUS

Na maioria dos prontuários a partir do 900.000, o paciente pertencia ao SUS.

A maioria dos prontuários acima de 5.000.000 indicavam um doador do banco de sangue.

5.000.010 -Joaquim Santos doador Banco de Sangue

As informações não eram integradas
Prodesp
O número do prontuário identificava o usuário Cada procedimento recebia novo número
00001 – José da Silva 0000120 – Consulta Médica 00000053 - Raio X 00000123 - Hemograma

As FAA, fichas específicas para atendimento de emergência, não eram utilizadas. Em vez disso, a cada atendimento no PS o usuário ganhava novos números de prontuário

10/02/99 – FAA 00000053 00002 – José da Silva 00003 – José da Silva

...novos números também para as fichas de internações hospitalares.

20/01/99 – AIH 00000021

Duplicação de prontuários
Prodesp
Esses procedimentos levaram à geração de prontuários duplicados e desnecessários: A cada visita ao pronto socorro o usuário recebia um novo prontuário.
Ao longo dos anos quando o usuário mudava o perfil de atendimento: de SUS passava a contribuinte; de sem direito passava a usuário regular, etc...ganhava novo número de prontuário. Os dados estavam em sistemas diferentes que não interagiam. A única forma de ter acesso à informação médica completa era a pasta de documentos do paciente: o prontuário físico

Quando um paciente possui dois ou mais números de prontuários,um deles corresponde a uma pasta no arquivo com as informações médicas. Os outros não, são apenas novos números para identificar um mesmo paciente.

O novo Sistema
Todos os dados do paciente reunidos num só sistema de informação
CÓDIGO DO CONTRIBUINTE IAMSPE Número que identifica o contribuinte MATRÍCULA NO HSPE Número que o usuário recebe ao passar pelo hospital FAA Número do atendimento do usuário quando passa pelo PS do HSPE
05001 – Maria das Dores 00001 – Maria das Dores 11/01/1999 – FAA 00000053 10/02/2002 – FAA 00000123 00001 – Maria das Dores

{

PRONTUÁRIO Número da pasta aberta quando houver internação ou tratamento no ambulatório no HSPE

20/01/1999 – RI 00000021

AIH Número que identifica cada uma das internações do usuário no HSPE

22/11/2001 – Ri 0000123 07/10/2004 – Ri 00012345 02/01/2007 – Ri 00001897

Se o usuário mudar de classificação - de SUS, para sem direito, por exemplo não é aberto novo prontuário. O número de matrícula HSPE é sempre a referência fixa do usuário. É a partir dele que são abertas as FAAs e o prontuário.

Informações Preservadas
Um mesmo paciente com diversos prontuários abertos ao longo do tempo terá todos os seus documentos reunidos e arquivados.

Todos as informações registradas em prontuários e fichas de internação/atendimento foram preservadas

As pastas dos pacientes – prontuários físicos – continuam à disposição dos profissionais no arquivo médico

Boa parte dos prontuários antigos recebeu números até 1.000.000.Para resguardar as informações,o novo sistema de cadastramento manteve os números de prontuários antigos e começou a numerar os novos a partir de 1.000.000

Prontuário eletrônico
Todos os atendimentos (histórico médico)do HSPE disponibilizados eletronicamente para os médicos autorizados. Qualquer informação poderá ser resgatada imediatamente.

Identificação eletrônica
CÓDIGO DO CONTRIBUINTE IAMSPE MATRÍCULA NO HSPE 05001 – Maria das Dores 00001 – Maria das Dores

Quando o usuário for atendido em um Ceama receberá novo número de matrícula. Em cada unidade no interior ele terá novos códigos para seus atendimentos e novo número de prontuário.
MATRÍCULA no CEAMA Campinas MATRÍCULA no CEAMA Santos
92831 – Maria das Dores 00300 – Maria das Dores

Os números de matrícula são acompanhados por códigos de barras que permitem leitura eletrônica Santa Casa evitando erros de digitação e possibilitando o armazenamento de informações sobre o usuário. Mesmo com os códigos mudando de uma unidade hospitalar para outra, o número do contribuinte Iamspe permanece o mesmo.

Informatização do cadastro- Prontuários
MATRÍCULA 00001 – José da Silva 00002 – Maria Benedita 00010 – Joaquim Santos
O Código da matricula identificará o paciente dentro do Hospital (unidade de atendimento)

O Código do prontuário identificará a pasta que ficará armazenada no setor de Arquivo, com todo o histórico de atendimentos

PRONTUÁRIO 00001 – José da Silva 00002 – Maria Benedita 00012 – Joaquim Santos

Os números entre eles podem ou não ser iguais

Fluxo do Paciente no Hospital
MATRÍCULA 0000511 – Gilson Mello FAA PS
10/02/99 – FAA 00000053

Pelo número de matrícula é possível acompanhar o histórico dos procedimentos do usuário no hospital mesmo antes da necessidade de abertura de um prontuário.
PRONTUÁRIO

FAA Ambulatório
25/03/99 – FAA 00000053 15/08/00 – FAA 00000888 15/10/00 – FAA 00001567 18/02/01 – FAA 00010589

FAA Reabilitação
20/02/01 – FAA 00000053 30/03/01 – FAA 00000053 30/04/01 – FAA 00000053 30/05/01 – FAA 00000053

00862 – Gilson Mello

AIH ou RI

20/02/99 – AIH 00000021

Fluxo básico do faturamento
Cada atendimento terá atrelado a ele os seus respectivos custos de procedimentos e de insumos médicos aplicados

MATRÍCULA
00001 – José da Silva

PRONTUÁRIO
00001 – José da Silva

FAA
10/02/99 – FAA 00000053

AIH
20/01/99 – AIH 00000021

Procedimentos 00000001 – Cirurgia Cardíaca 00000021- Medicação 00000053- Exames Raio X

Consumo 00000159 – Dipirona 00000357- Fralda descartável 00002583 - Aspirina