You are on page 1of 54

Carolina Nogueira

Daniela Lima
Karine Martins
Rita Maia
Vanessa Carvalho

5º período- Biomedicina

Alucinógenos
São substâncias químicas que, em dose não
tóxicas, produzem mudanças na percepção,
no pensamento e no estado de ânimo.
Também conhecidas como:
• Psicodélicas
• Psicomiméticos
• Psicodislépticos
• Ilusiogênicos

Alucinações
• Conjunto de percepções elaboradas pela
mente e projetadas sobre os sentidos.

• As sensações são reais, mesmo na
ausência de um agente desencadeante.

Embora as alucinações se manifestem
geralmente por alterações visuais, elas
também podem ser:



auditivas
olfativas
gustativas
táteis

Comercializado pelo laboratório Parke-Davis com o nome de Sernyl. • Usado como anestésico veterinário com o nome de Sernylan. . como anestésico cirúrgico.FENCICLIDINA • Provada inicialmente depois da Primeira Guerra Mundial. • 1952.

• Pode ser injetável. Pó de Anjo. cápsulas ou líquidos amarelados. • Classificada anestésica. • Apresenta-se sob a forma de pó branco cristalino de sabor amargo. como droga ingerido ou psicodélica . fumado.• Também conhecida como PCP.inalado.

Mecanismo de Ação • PCP.Antagonista dos receptores NMDA .

.NMDA • Receptor encontrado nos dendritos de neurônios. • Função: permite o fluxo de íons positivos através do canal. • Um dos principais receptores excitatórios no cérebro.

.

. • Retido no tecido adiposo. • Ação indireta nos receptores pré-sinápticos da Dopamina levando aos sinais psicóticos.PCP • Inibe a despolarização dos neurônios e interfere nas funções cognitivas e do sistema nervoso.

• Fumado . • Meia-vida: 18 horas. • Ingerido .2 horas após a ingestão. • Metabolizado no fígado e excretado na urina.Farmacocinética • Apresenta boa absorção quando fumado ou ingerido oralmente.Pico de efeito 15 minutos. .

PA. euforia. Efeitos Psíquicos . perda da coordenação. . suor excessivo. ↓ sensibilidade das extremidades.Desinibição. alucinação.↑ FC.Efeitos • Agudos: Doses Baixas ( 5 a 10 mg) Efeitos Físicos . FR.

↓ FC. taquicardia. Efeitos Psíquicos – Sentimentos de força e poder.• Agudos: Doses elevadas Efeitos Físicos – Ativação do SNS. PA. . FR. efeito de entorpecimento.

• Crônicos: Efeitos Físicos – Lapsos de memória. Efeitos Psíquicos – Depressão. transtornos emocionais . dificuldade com a fala e pensamento. desordens psicomotoras.

e de oxigênio . • Sintomas mais intensos Benzoadizepínicos ou neurolépticos. – • Convulsões – Aporte diazepam endovenoso.Carvão ativado.Tratamento • Overdose .

.

.Cetamina como anestésico sistêmico • Derivado do cloridrato de fenciclidina • Principal uso: anestésico animal • Comercializada como Ketalar® e Ketavet® (uso veterinário).

depressão respiratória e até a morte. bem como amnésia sem perda real da consciência (Rang et al. passando pela sedação.• Conhecido como “Anestésico dissociativo” devido a perda se sensorial marcante e analgesia. paralisia do movimento. • Causa série de efeitos sistêmicos desde uma simples anestesia. 2004. 2004). ... Morgan et al.

A principal desvantagem da droga como anestésico humano Ocorrência de delírios e comportamentos irracionais durante a recuperação. 1991). por isso seu uso é indicado em conjunção com um benzodiazepínico (Barash et al.. .

“Special K”. sendo injetada. • Vias de administração: inalatória. deglutida ou fumada juntamente com maconha ou misturada com bebidas alcoólicas.Cetamina como droga de abuso • Conhecida como “k”. • Uma das principais drogas consumidas em megafestas. . forma líquida ou em comprimido.

. perda da realidade.Efeitos Doses baixas: • • • • • melhora do humor. sonhos prazerosos ou não. aprendizado e de memória. alucinações visuais. perda de atenção. habilidade.

Efeitos Doses elevadas • redução da função motora • amnésia • delírios • experiências como saída do próprio corpo ou proximidade à morte • flashbacks .

negativos e disfunção cognitiva • Estudos demonstraram que a administração de cetamina em indivíduos saudáveis produziu comportamento semelhante aos sintomas da esquizofrenia • O bloqueio dos receptores glutamatérgicos promoverá um quadro sintomático semelhante ao de um paciente esquizofrênico .Cetamina e esquizofrenia • A esquizofrenia: uma doença complexa caracterizada por sintomas positivos.

• Além disso. talâmicos e estriatais. . a administração da cetamina durante a sinaptogênese pode lesar neurônios corticais. promovendo uma disfunção na neurotransmissão glutamatérgica e propiciando a manifestação de sintomas psicóticos na vida adulta. límbicos.

.Mecanismo de ação Bloqueio os receptores glutamatérgicos(NMDA) e antagoniza os receptores de acetilcolina nicotínicos e muscarínicos. bem como os receptores monoaminérgicos e opióides.

1995). a hipofunção do receptor NMDA por si só pode ser um possível mecanismo para explicar a esquizofrenia (Olney.. Olney et al.O bloqueio dos receptores glutamatérgicos (NMDA) promoverá um quadro sintomático semelhante ao de um paciente esquizofrênico Assim. . 1988.

.

O fungo Claviceps purpurea se desenvolve sobre o centeio Albert Hofmann. arroz). trigo.LSD-25 Dietilamida do ácido lisérgico • Sintetizada na Suíça em 1938 por Albert Hofmann. o "pai" do LSD .alcalóide encontrado no fungo Claviceps purpurea que parasita e se desenvolve sobre as espigas de cereais (centeio. • Liderou pesquisas com ergotamina .

etc.LSD é tornou-se conhecido como alucinógeno. hippies.1960 . grupos de música pop. 1967 – o LSD é proibido nos EUA Comparação do tamanho de um papel de LSD ao de um fósforo Incentivo ao uso LSD em raves do . o consumo difundiu-se nos meios universitários norte-americanos.

comércio e uso.Nomes populares • • • • Ácido Vidro Papel ácido Cubos de açúcar Papéis de LSD • Uso esporádico no Brasil por pessoas das classes mais favorecidas (R$ 50. .00 a unidade). • Brasil: proibida a produção.

. • Comumente é dissolvido.Tipos de preparação e modo de uso • • • • • Comprimido Tablete de açúcar Cápsula Liquido Produzido na forma cristalina. podendo ser moído e transformado em pó. diluído em água e aplicado sobre papel absorvente.

• Metabolismo: hepático.Farmacocinética • 25µg de LSD causa efeitos em humanos (um micrograma é igual a um milésimo de miligrama). • Início: 30 .90min após ingestão. metabólitos são eliminados no sistema digestivo e bile. Excreção: fezes. . • Tempo de meia-vida: 2h • Duração do efeito: 6 a 12hras.

como o núcleo indol).Mecanismo de ação • Atua no cérebro (córtex). • Com a presença de LSD passagem do impulso neurotransmissor para receptor é mais rápida intensa. a do o e . • Interfere na ação da serotonina (estruturas semelhantes.

intensificação dos sentidos. hipertensão. hipertermia ↓ apetite.Efeitos Agudos: • • • • • Taquicardia. boca seca. sudorese Sentimento de euforia e bem-estar. vertigem. tremor Náusea. midríase Tontura. • As alucinações distorcem/transformam contornos e movimentos .

distúrbios visuais. halos ou marcas de objeto em movimento). flashes coloridos/brilhantes. • Depressão profunda Alucinações descritas por usuários de LSD . sem que tenha usado a droga.Efeitos Crônicos • Psicoses – prolongadas reações psicóticas. semelhantes à esquizofrenia • Flashbacks – semanas após o indivíduo volta a experimentar os efeitos psicóticos da experiência anterior (alucinação.

Overdose • Sinais físicos: rigidez muscular. midríase. . • A tolerância dura um curto período de tempo – é perdida se o usuário parar de usar a droga. amnésia. exacerbação da ansiedade. dificuldade para se locomover. hipertensão e taquicardia. o usuário necessita dose ↑. febre. • Sinais psicológicos: ataques de pânico. paranóia. fala incontrolável. Tolerância • Rápida – após uso repetitivo.

• Psicoses. Tratamento • Falar baixo. flashbacks e depressão: antidepressivos. • ´´Má viagem´´: medicação. • Agitação severa: diazepam . com iluminação fraca. sem contato com estranhos. não produz comportamento compulsivo de procura. manter o usuário em local calmo.Dependência • Não causa dependência física. • Há dependência psíquica.

Esquizofrenia. .Considerações • Tem sido investigado no tratamento de uma grande variedade de doenças mentais. • Uso promissor: indivíduos com câncer em estado terminal. Ex.

.

.4.ÊXTASE • Êxtase ou 3.metilenodioximetanfetamina (MDMA). também conhecida como droga do amor. • 1914 – Foi desenvolvida como supressor de apetite e patenteada pela Merck. • 1983 – Passou a ser usada como droga recreacional.

Alucinógeno .CLASSIFICAÇÃO • American Psychiatric Association (1995) .

Formas de uso • Consumido por via oral .

• Possui maior atuação sobre a serotonina.Mecanismo de Ação • Atua no cérebro. . • Maior [ ] de serotonina presente na fenda determina + receptores ativados.

Farmacocinética • Metabolismo: Hepático • Efeito: 20min após ingestão • Meia-vida: cerca de 6 -10 horas em doses de 50 .150mg • Excreção: 65% da dose é excretada na urina em 72h. .

Efeitos • Em doses baixas: produz sentimentos de prazer. hipertensão. taquicardia. náuseas. tremores. visão nebulosa. • Os efeitos aparecem de 20 a 60 min após a ingestão de doses moderadas da droga (75100mg)e durando 2 a 4 horas . • Em doses altas: dor no maxilar. aumento dos batimentos cardíacos e PA. bem estar.vômito e convulsões. náusea. ansiedade. ataque de pânico.

.

• GHB: Ácido Gama Hidroxibutirato • Conhecido como:Boa noite êxtase líquido. • O GHB é capaz de atravessar a barreira hemato-encefálica. Sua primeira utilização médica foi indicada para anestesia intravenosa. cinderela. • Sintetizado pela primeira vez na década de 60. Henri Laborit. . para o estudo do neurotransmissor GABA (Ácido gamaaminobutírico). líquido X. pelo Dr.

• O GHB é capaz de atravessar a barreira hemato-encefálica. Sua primeira utilização médica foi indicada para anestesia intravenosa. . • Em 1997 o GHB começou a ser conhecido como droga de violação sexual pois causa depressão do SNC.

• Quando em concentrações maiores que as de ocorrência natural. O GHB liga-se de forma não-competitiva a receptores GABA.Mecanismo de Ação • ↑ a liberação de acetilcolina no cérebro. provocando um estado de alerta e felicidade. causa efeito de depressão do SNC ou seja efeitos sedativos semelhantes aos ansiolíticos. . ↑ o nível de dopamina central. • Em pequenas doses.

sua ação é potencializada. num estado líquido incolor. . cápsulas.Formas de Uso • Consumida na forma de comprimidos. • Se a droga for consumida com bebidas alcoólicas. ou já diluída em água. inodora e de sabor levemente salgado. • Comercializada em pó. diluída em água ou misturada com outras drogas.

Efeitos • • • • • • • Euforia Sedação Diminuição da inibição Vertigens Perda da visão periférica Agitação Inconsciência .

Em doses elevadas caracterizados por: • • • • • • Náusea Vômito Distúrbios visuais Hipotensão Hipotermia Depressão respiratória os sintomas são .

php? script=sci_arttext&pid=S010160832005000100002&lang=pt • http://www.br/ecstazy • Livro Fundamentos de Toxicologia .br/scielo.com.portalsaofrancisco.slideshare.net/Iuri/drogas-sintticas • Revista de Saúde Pública • http://www.scielo.scielo.php • http://www.Bibliografia • http://www.br/alfa/alucino genos/alucinogenos.