Inibidores do receptor do fator

de crescimento da epiderme

Inibidores do receptor do fator de
crescimento da epiderme
Gefitinibe;
Erlotinibe;
Cetuximabe;
Panitumubabe;
Inibidores de Her2/neu.

Gefitinibe  Mecanismo de Ação: Inibe a EGFR tirosinocinase em virtude do bloqueio competitivo da ligação do ATP .

Gefitinibe  O Gefitinibe possui atividade antitumoral em tumores de xenoenxerto humanos que exibem altos riscos de expressão de EGFR  Concentrações plasmáticas máximas são alcançadas em 3 a 7horas  Administração de 250mg/dia por via oral  Biodisponibilidade: ≈ 60%  Meia vida média: 41horas  Eliminação: principalmente hepática. .

Gefitinibe  Indicação:  Câncer de pulmão de não pequenas células  Efeitos Adversos:        Diarreia e exantema em 50% dos casos. Ressecamento da pele. Prurido. Anorexia. Fadiga. Náuseas. Vômitos. .

 Mecanismo de ação: semelhante ao gefitinibe. É um potente inibidor da EGFR tirosinocinase.Erlotinibe  É um inibidor quinazolinamina da HERV EGFR tirosinocinase. pois inibe competitivamente a ligação do ATP ao sítio ativo da cinase. .

Erlotinibe  Absorção: 60% após a administração oral  Níveis plasmáticos máximos: 4 horas  Meia vida média: 36 horas  Excreção: metabolitos hepáticos e excreção biliar  Indicações:  câncer de pulmão de células não pequenas  câncer de pâncreas. .

 Insuficiência hepática grave ou fatal.  Fadiga.5 %). .Erlotinibe Efeitos adversos: 150mg/dia – ca de pulmão 100mg/dia – ca de pâncreas >>Associado ao uso  Diarreia. de gemcitabina  Exantema acneiforme  Anorexia.7 a 2.  Doença pulmonar intersticial grave ou fatal (0.

Cetuximabe  È um anticorpo monoclonal  Mecanismo de ação: Liga-se especificamente ao domínio extracelular do EGFR e impede a sinalização e dimerização de receptor dependente de ligante. bloqueando. assim. os sinais de crescimento celular e sobrevida. .

 Meia-vida média: 70 a 100 horas  Dose padrão: 400mg/m² IV.Cetuximabe  Após sua administração intravenosa.  O volume de distribuição aproxima-se do espaço intravascular de 2-3 L/m². seguida de doses semanais de 250mg/m² . os níveis em estado de equilíbrio dinâmico são alcançados na terceira infusão semanal.  A eliminação ocorre através da ligação do EGFR e internalização e por degradação no sistema reticuloendotelial.

Prurido. . Cefaleia. Diarreia.  Efeitos adversos:      Exantema acneiforme.Cetuximabe  Indicações:  Carcinomas de cabeça e pescoço  Câncer de cólon metastático. Alterações ungueais.

5 dias  Dose: 6mg/kg IV.  Administração: intravenosa  Meia-vida média: 7. que se liga especificamente ao domínio extracelular do EGFR.Panitumumabe  Mecanismo de ação: é um anticorpo IgG2K totalmente humanizado recombinante.1 vez a cada 2 semanas .

Panitumumabe  Indicação:  Câncer colorretal metastático  Efeitos adversos:  Exantema.  Fibrose pulmonar.  Anormalidades eletroliticas. .  Toxicidade dermatológica.  Reações graves à infusão.

Inibidores da HER2/neu  Tantos os anticorpos (trastuzumabe) quanto as pequenas moléculas (lapatinibe) exercem efeitos antitumorais em pacientes com câncer de mama HER2-positivos.  São agentes terapêuticos essenciais em associação com a quimioterapia citotóxica para essa neoplasia maligna agressiva. .

Trastuzumabe  É um anticorpo monoclonal humanizado. . devido a amplificação genica do cromossomo17  Estes pacientes apresentam maiores taxas de recidiva após terapia e menor sobrevida global. comparado com câncer HER2/neu não amplificado. que se liga ao domínio externo do HER2/neu(ErbB2)  30% dos casos há hiperexpressão desses receptores.

impedindo a ativação do receptor cinase e a sinalização distal.  Indicação:  Câncer de mama metastático com hiperexpressão de HER2/neu . e bloqueio dos efeitos angiogênicos da sinalização do HER2.  Iniciação da citotoxicidade celular dependente de anticorpos mediada pelo receptor Fcγ.Trastuzumabe  Mecanismos de ação supostos:  Inibição da homo ou heterodimerização do receptor.

Insuficiência cardíaca (nos casos mais graves).Trastuzumabe  Deve ser associado ao paclitaxel como tratamento inicial ou como monoterapia após recidiva da quimioterapia  Meia-vida média: 5. Dispneia.8 dias após a administração de uma dose de manutenção 2mg/kg. . Calafrios. Náuseas.  Efeitos adversos:       Febre. Exantemas.

em comparação com o sitio de ligação externo do trastuzumabe.  Mecanismo de ação: As pequenas moléculas são capazes de inibir a atividade receptora de tirosinocinase tanto a ErbB1 quanto ErbB2 e se ligam a um sitio interno no receptor.Lapatinibe  Utilizado em pacientes resistentes ao trastuzumabe. .

a capecitabina.  Lapatinibe atravessa a barreira hematencefálica mais facilmente do que os anticorpos inibidores e tem produzido respostas em pacientes com metástase cerebrais.  Administração: via oral .Lapatinibe  O lapatinibe foi aprovado para o tratamento de câncer de mama com amplificação do HER2. em associação com o análogo fluoropirimidina .

 Não apresenta sinais de cardiotoxicidade.  Cólicas. .  Exacerbação do refluxo gastroesofágico.  Exantema acneiforme.Lapatinibe  Dose: 1250mg/dia  Meia-vida média: 14 horas  Efeitos adversos:  Diarreia leve.