You are on page 1of 24

1.

CALÚNIA
2. DIFAMAÇÃO
3. INJÚRIA
4. DISPOSIÇÕES GERAIS

01

Honra é um conjunto de atributos que tornam a pessoa
merecedora de um apreço no convício social e que
promovem a auto-estima
• Honra Objetiva – sentimento do grupo social – é o
que os outros pensam a respeito do sujeito;
• Honra Subjetiva – sentimento próprio – juízo de si
mesmo – amor-próprio – auto-estima

02

138 – Caluniar alguém.punido com detenção ou reclusão . doloso ou culposo.Fato concreto 03 . imputando-lhe falsamente fato definido como crime: • Se o agente acha que a imputação é verdadeira. há erro de tipo.Art. que exclui o dolo .Crime de ação pública ou privada.

CONSUMAÇÃO A calúnia se consuma no momento em que a imputação chega ao conhecimento de terceira pessoa. já que se trata de crime que atinge a honra objetiva TENTATIVA Possível na forma escrita 04 .

imputando-lhe crime de que o sabe inocente: 05 . imputando-lhe falsamente fato definido como crime: Art. inquérito civil ou ação de improbidade administrativa contra alguém. Dar causa à instauração de investigação policial. 138 .Caluniar alguém. 339. instauração de investigação administrativa.CALÚNIA x DENUNCIAÇÃO CALUNIOSA Art. de processo judicial.

06 .Art. 138 § 1º .É punível a calúnia contra os mortos. a propala ou divulga. sabendo falsa a imputação. • • • • Propalar – verbalmente Divulgar – por qualquer outro meio Apenas uma pessoa – ocorre o crime Somente dolo direto – “sabendo falsa” § 2º .Na mesma pena incorre quem.

• A regra é que cabe na calúnia. no mesmo processo. • Não será admitida em 03 hipóteses 07 .EXCEÇÃO DA VERDADE • A lei permite que o ofensor se proponha a provar. que a imputação era verdadeira.

Admite-se a prova da verdade.se do crime imputado.se. III .se o fato é imputado a qualquer das pessoas indicadas no nº I do art. II . o ofendido não foi condenado por sentença irrecorrível. salvo: I . embora de ação pública. 141. constituindo o fato imputado crime de ação privada.Exceção da verdade § 3º . o ofendido foi absolvido por sentença irrecorrível 08 .

imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação: • • • • • • Também atenta contra a Honra Objetiva Fato que ofenda a reputação da vítima Uma contravenção Mesmo que verdadeira porém desabonadora Quem propala o fato comete nova difamação Consuma-se quando um terceiro fica sabendo 09 . 139 .Difamar alguém.Difamação Art.

Excludente de ilicitude visto que a falsidade não integra o tipo 10 .A exceção da verdade somente se admite se o ofendido é funcionário público e a ofensa é relativa ao exercício de suas funções.EXCEÇÃO DA VERDADE DIFAMAÇÃO Em regra não cabe Exceção : Parágrafo único .

INJÚRIA Art. ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro: • Xingamento ou qualidade negativa • A exceção da verdade é incabível • Crime contra a honra subjetiva – apenas se consuma quando o fato chega ao conhecimento da vítima • Injúria contra funcionário público – só na ausência.Injuriar alguém. 140 . 11 .

II .INJÚRIA Perdão Judicial § 1º . provocou diretamente a injúria.quando o ofendido. 12 . que consista em outra injúria.O juiz pode deixar de aplicar a pena: I .no caso de retorsão imediata. de forma reprovável.

se considerem aviltantes: Pena .Se a injúria consiste em violência ou vias de fato.detenção. • Uma agressão que tenha o potencial de causar vergonha. por sua natureza ou pelo meio empregado. de três meses a um ano. desonra • Lesão corporal – soma as penas / Vias de fato – absorvida 13 . além da pena correspondente à violência.INJÚRIA REAL § 2º . que. e multa.

LCP 14 .INJÚRIA REAL • Pela natureza do ato – rasgar a roupa. esbofetear. sujar de fezes. baixar a roupa alheia (mostrando o cofrinho) – art 61 LCP • Pelo meio empregado – cuspir no rosto. atirar um bolo ou jogar mouse de abacate no rosto (é que eu odeio abacate !!!!!) – art 65 .

etnia.INJÚRIA RACIAL § 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça.716/89 generalizado – preconceito – segregação racial 15 . origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência: • Endereçado a pessoa ou pessoas determinadas • Racismo – Lei 7. cor. religião.

CALÚNIA DIFAMAÇÃO INJÚRIA Imputa-se fato criminoso Imputa-se fato que não é criminoso Atribui-se qualidade negativa e não um fato Crime Ofensa a reputação Ofensa a dignidade Honra Objetiva Honra Objetiva Honra Subjetiva Terceira pessoa toma conhecimento Terceira pessoa toma conhecimento A própria pessoa toma conhecimento Formal Formal Formal 16 .

• Os vereadores também são invioláveis. quando no exercício regular de suas atividades – art.• Imunidade parlamentar – art. 53 da Constituição Federal – os deputados e senadores são invioláveis por suas palavras. 7º. quando no exercício do mandato. não praticando injúria e difamação. votos e opiniões. da Lei nº 8906/94 • Pessoa jurídica – calúnia – crimes ambientais 9605/98 17 . mas apenas nos limites do município onde exercem suas funções • Os advogados possuem imunidade.

• Exige-se seriedade na conduta • Se a ofensa é feita por brincadeira – jocandi animu – não há crime • repreender ou aconselhar a vítima – não há crime 18 .

da difamação ou da injúria. ***** pelo menos 03 **** IV – contra pessoa maior de 60 (sessenta) anos ou portadora de deficiência.na presença de várias pessoas.Art. II . ou por meio que facilite a divulgação da calúnia. exceto no caso de injúria. 19 . 141 . em razão de suas funções. se qualquer dos crimes é cometido: I .contra o Presidente da República. *** desacato / injúria *** III .As penas cominadas neste Capítulo aumentam-se de um terço.contra funcionário público. *** injúria racista *** Parágrafo único .Se o crime é cometido mediante paga ou promessa de recompensa. aplica-se a pena em dobro. ou contra chefe de governo estrangeiro.

na discussão da causa.o conceito desfavorável emitido por funcionário público. em apreciação ou informação que preste no cumprimento de dever do ofício.a opinião desfavorável da crítica literária.Nos casos dos ns. III .Exclusão do crime Art. *** oral ou escrita *** II . responde pela injúria ou pela difamação quem lhe dá publicidade. 142 .Não constituem injúria ou difamação punível: I . salvo quando inequívoca a intenção de injuriar ou difamar. Parágrafo único .a ofensa irrogada em juízo. 20 . artística ou científica. I e III. pela parte ou por seu procurador.

O querelado que.Retratação Art. antes da sentença. fica isento de pena. • Retirar o que disse – assumir que errou • Total e incondicional • Causa extintiva da punibilidade – art. 143 . VI do CP • • • • • Subjetiva – não se estende aos outros querelados Independe de aceitação Somente em ação privada Apenas até a sentença de 1º grau não se aplica a injúria 21 . se retrata cabalmente da calúnia ou da difamação. 107.

145 . Parágrafo único . no caso do art. 144 . no caso do n. § 2º. alusões ou frases.º I do art.Se.Nos crimes previstos neste Capítulo somente se procede mediante queixa. e mediante representação do ofendido. quem se julga ofendido pode pedir explicações em juízo. no caso do n. a critério do juiz. 140. se infere calúnia. responde pela ofensa. de referências.Art. 22 .Procede-se mediante requisição do Ministro da Justiça. difamação ou injúria. da violência resulta lesão corporal.º II do mesmo artigo. Art. salvo quando. Aquele que se recusa a dá-las ou. não as dá satisfatórias. 141.

E DO MINISTÉRIO PÚBLICO. 23 .Funcionário público – súmula 714 – STF • É CONCORRENTE A LEGITIMIDADE DO OFENDIDO. PARA A AÇÃO PENAL POR CRIME CONTRA A HONRA DE SERVIDOR PÚBLICO EM RAZÃO DO EXERCÍCIO DE SUAS FUNÇÕES. MEDIANTE QUEIXA. CONDICIONADA À REPRESENTAÇÃO DO OFENDIDO.

porém.. não se configuram os delitos previstos nos atrs.. de injúria ou calúnia.Crimes contra a Honra e PJ STF: “A pessoa jurídica pode ser sujeito passivo de crime de difamação.” (RT 596/421) *** lei de imprensa **** TACRSP: “Sendo a ofensa à honra fruto de incontinência verbal. provocada por explosão emocional ocorrida em acirrada discussão. Não.)” (RT 516/346) 24 . 138. 139 e 140 do CP” (RT 544/381) TACRSP: “Constitui injúria o ato de quem despeja saco de lixo à porta de apartamento vizinho(.