You are on page 1of 25

Maus Tratos na Infância

e na Adolescência
Docente: Aglaé da S. A. Andrade
Discentes:Alane Aragão
Sandra de Jesus
Thaisa Raquel
Thamiris Pereira

Introdução
O que são maus tratos (violência ou abuso infantil)?
 Toda ação ou omissão por parte do adulto cuidador ou
adolescente de mais idade, que resulta em dano ao
desenvolvimento físico, emocional, intelectual ou social
da criança ou adolescente.
 Tipos de maus tratos:
Físico
Psicológico
Sexual

Negligência

Lembre-se:
Consiste de notificação obrigatória pelo Estatudo da

Criança e do adolescente, desde 1990, bem como pelo
Código Penal Brasileiro, desde de 1940.

Em 2001, MS determinou

através de um decreto
como obrigatória a notificação
de qualquer forma de violência
contra crianças e adolescentes,
para todos os profissionais da área
da saúde.

Epidemiologia
Acredita-se que os maus tratos

maiores causas de
distúrbios de comportamento desde a infância até a
idade adulta.

Faixa etária de maior incidência: 5 a 9anos, segundo lugar

0-4anos.

Quanto ao agressor: 70% pais (44,6% mães e 37,2 pai

(padrastro ou companheiro da mãe) e terceiro lugar
aqueles que convivem com a criança( tios, primos, avós,
irmãos e outros. 3,3% dos casos o agressor era
desconhecido.

Características de risco
Observar o conteúdo das mensagens inseridas nas
brincadeiras , pode tornar visível o padrão de convivência
e vínculos que a criança tem com seus pais, irmãos e
cuidadores.
 Crianças não desejadas, não planejadas e que não foram
aceitas, muitas vezes desde a gravidez;
Crianças de sexo diferentes da expectativas, ou de aspecto
físico contrastante com o dos pais
Filhos de outros relacionamentos;
Portador de doença crônica ou deficiência;
Hiperativo.

Conceitos
 Os maus-tratos podem ser divididos em 4

categorias:

Abuso Físico
Abuso Psicológico
Abuso Sexual

* Código Penal Brasileiro, art. 224
Negligência
* Negligência Intencional

Violência Física
• Relação de poder do mais forte sobre o mais fraco
• A agressão que mais leva às notificações
• Lesões intencionais apresentam características

próprias que as diferenciam das não intencionais

• Antecedentes da criança

Violência Física
 Sinais

gerais de maus-tratos:
• Lesões não compatíveis com a idade ou o
desenvolvimento psicomotor
• Não se justificam pelo acidente relatado
• Em várias partes do corpo ou bilaterais
• Envolvem partes usualmente cobertas

Violência Física
 Sinais

gerais de maus-tratos:

• Lesões em estágios diferentes de cicatrização
• História ou Exame físico demonstrando sinais de

lesões frequentes

• Atraso entre o “acidente” e a procura de tratamento

médico

Violência Física
 Aspectos Específicos
 Pele
A área mais atingida pelos maus-tratos
Apresentam característica próprias

Violência Física
Lacerações, equimoses, hematomas, cortes,

perfurações ou queimaduras

Lesões com marcas da arcada dentária
Hematomas ou equimoses em várias partes do corpo,

com diferentes colorações

Violência Física
Lesões circulares em pescoço, punhos ou tornozelos
Hematomas ou equimoses em áreas cobertas pela

roupa

Violência Física
 Queimaduras (por imersão ou escaldadura)
Áreas de flexão, região genital e nádegas
Líquidos quentes jogados
De contato

Intencionais X Não Intencionais
Manchas mongólicas
Doença hemorrágica do recém-nascido e deficiência

de vitamina k

Leucemia aguda
Tumores periorbitais

Intencionais X Não Intencionais
Lesões purpúricas associadas a coagulopatias e

distúrbios vasculares

Púrpura trombocitopênica idiopática
Hemofilia de Von Willembrand
Fitofotodermatose

Violência Psicológica
Forma mais difícil de ser conceituada e

diagnosticada;
Quanto mais precoce na vida da criança,
maiores são seus efeitos negativos;
Apresentam dificuldades de
relacionamento, de insegurança,
incapacidades ou mesmo a procura de
prazeres solitários (ex.:drogas)

Violência Psicológica
Resultado:





Distúrbios de comportamento;
Agressividade, apatia;
Baixa auto-estima
Dificuldade de fala;
Tiques, manias, depressão;
Aumento injustificado de doenças;

Violência Sexual
Carícias;

Exploração sexual;
Pornografia, exibicionismo;

Ato sexual, com ou sem penetração;
Manipulação da genitália, mamas e

ânus.

Violência Sexual
Sinais

de alerta para o abuso sexual:
 Lesões em região genital;
 Hematomas ou lacerações em regiões
próximas ou na genital;
 Dilatação uretral ou anal ou rompimento de
hímen;
 Equimoses, hematomas, lacerações, mordidas
em mamas, pescoço, coxas, abdome e ou
região do períneo;
 Lesões por DSTs, aborto e gravidez.

Violência Sexual
Diagnóstico

diferencial:

Distúrbios hormonais
Puberdade precoce

Acidentes (bicicletas, cavalo, ginásticas,

etc)
Distúrbios emocionais e comportamentais
Vulvovaginites inespecíficas
Fissuras anais por obstipação

Negligência
Atos

ou atitudes de omissão:

Higiene.

Nutrição.
Saúde.

Educação.
Proteção.

Abandono.

Negligência
É praticada em todos os níveis
socio-culturais,
sendo
mais
visíveis em famílias com situação
sócio econômica mais baixa.

Negligência
Em

casos suspeitos:

Internação;

Documentação (relatar todo o caso

e em presença de hematomas é
indispensável a fotografia);
Notificação ;