You are on page 1of 40

Promoção da inclusão social e comunitária

da pessoa com deficiência

Teresa Medeiros

Objetivos Da sessão
• Desmistificar Mitos e Preconceitos em relação à

pessoa portadora de deficiência;
• Definição do Conceito de Deficiência;
• Definição do Conceito de Inclusão;
• Identificação da Carta de direitos das pessoas com

deficiência;
• Definição de exclusão social

Preconceitos e Mitos
• Quais conhece?

• Pessoas que andam em cadeiras de roda não têm sensibilidade:

O que muda é a forma como as sensações se manifestam;
• São pessoas mais revoltadas

A revolta é uma característica de personalidade que não tem
relação direta com a deficiência;
• São pessoas mais lentas:

a velocidade está mais ligada à falta de adaptação do trabalhador
com deficiência à função que está desempenhando do que,
necessariamente, com a deficiência;

Tomam suas próprias decisões. Quando for . devemos tratá-la como criança. devemos tratá-la como tal.• São pessoas agressivas e nervosas: As pessoas com deficiência levam a vida como qualquer outra. A pessoa com deficiência mental “amadurece” dependendo de como é tratada. adolescente ou adulto. Enquanto for criança. • São como crianças: A deficiência mental não ocasiona atraso no desenvolvimento emocional e global. lidam com seus problemas e assumem a responsabilidade por suas escolhas.

• A pessoa com deficiência mental gosta de trabalhos repetitivos: Algumas pessoas com deficiência mental gostam de ambientes e atividades mais estruturadas. outras gostam das expressivas e artísticas. . sexo é muito mais que genitalidade. ou seja. como qualquer outra pessoa elas têm gostos e preferências.• Pessoas com deficiência física não têm vida sexual: Sexualidade é algo muito mais amplo que sexo e. consequentemente.

.C: crianças recém nascidas frágeis ou com alguma deficiência eram atiradas ao alto do Monte Taígeto a mais de 2400 m de altitude. incompleto.Curiosidades • Esparta 480 A. Deus Hefesto (Deus do Metal e do fogo). • Gregos: fraco. • Romanos: a deficiência era tida como monstruosidade facto que legitimava atos seletivos (afogar a criança). imperfeito. Manco e foi expulso do Olimpo pela Deusa Hera (mãe).

Preocupação sem intenção de integração. XVII Alemanha: surgem as primeiras instituições para deficientes. Séc. Miranda. Final Séc.Um pouco de História… Era Pré Cristã e Cristã Marginalizados. Instituições depósito. 2003 . XIX 1ºs indícios de preocupação com a inclusão: apesar das diferenças e incapacidade tinham mesmos direitos ao ensino e inclusão social. As pessoas tinham dificuldade em lidar com corpos diferentes. sem atendimento.

Despiste e Segregação: noção de deficiência como doença e necessidade de separar do resto da sociedade. das pessoas ditas normais. 2000 .Um pouco de História… Até ao Séc. XX Escondidos e esquecidos: mantidos longe do olhar da sociedade. Identificação e ajuda: Integração das crianças com deficiência nas escolas. Todos com os mesmos direito. Veiga.

Em suma: • Foi a partir do século XIX que se começou a preparar para a preocupação em atender o indivíduo com incapacidade. . no sentido de integrar.

Condições de vida dos portadores com deficiência afetadas por? ONU Abandono Ignorância Superstição Medo .

Para vocês o que é… DEFICIÊNCIA? .

Conceito de deficiência • Não existe consenso na definição de deficiência. • É um conceito em evolução. . Indivíduos com capacidade reduzida: eliminar qualquer tipo de capacidade. 3. Inválidos: pessoas socialmente inúteis/Peso para a sociedade. vejamos: 1. 2. Defeituosos e excecionais antecedeu a designação oficial da ONU Pessoas com deficiência.

.Porque é difícil o consenso? Refere-se Características individuais e condições de vida Desenvolvimento de interações e aos vários contextos onde se insere.

Conceito de deficiência • Fenómeno complexo: reflete a interação entre as características do corpo de uma pessoa e as características da sociedade na qual ela vive“ OMS. .. • Reflete as relações entre essa pessoa e o mundo exterior.

temporária ou permanente. inclusive das funções mentais. • Ex: perda de um membro. . órgão. tecido ou qualquer outra estrutura do corpo.Conceito de deficiência • perda ou anormalidade de estrutura ou função psicológica. fisiológica ou anatômica.

tais como um desvio importante ou uma perda. CIF. são problemas que um indivíduo pode enfrentar quando está envolvido em situações de vida real (OMS. Incapacidade e Saúde .Conceito de deficiência • um problema nas funções ou nas estruturas do corpo. 2003) • Organização Mundial de Saúde • Classificação Internacional de Funcionalidade. (…) as limitações de actividade são dificuldades que um indivíduo pode ter na execução de actividades assim como restrições de participação.

Representa a socialização da deficiência e relaciona-se às dificuldades nas habilidades de sobrevivência.Conceitos mais associados à deficiência? Incapacidade: • Consequência perante uma deficiência física. Objetivação da deficiência. Deficiência Incapacidade Desvantagem Linguagem De falar Comunicação Visão Ver Orientação . Desvantagem: Consequência para o portador com deficiência. mental ou sensorial.

de fome. "Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde na máscara da hipocrisia. "Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo. aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive. "Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda. . ou o apelo de um irmão. "Cego" é aquele que não vê o próximo morrer de frio. "Louco" é quem não procura ser feliz. de miséria.Blog Velho Sábio • "Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida. sem ter consciência de que é dono do seu destino.

Socialização? .

Saeta (1999) . • Destacam-se os indivíduos que fogem à normalidade social. • cidadãos portadores de deficiência(s) destacam-se do sistema social maior. é constituído por elementos que se assemelham nas suas características. rotinas e crenças.• Sociedade: sistema maior. por serem diferentes e fugirem ao normal social. que embora seja possuidor de diversidades. existindo nos indivíduos que a constituem um normal social.

Dinâmica de Grupo .

• Regras a obedecer: Participante 1 É cego e só tem o braço direito Participante 2 É cego e só tem o Braço esquerdo.Seguindo o chefe • Desafio: Cada grupo tem de desenhar um barco utilizando uma folha de papel e canetas coloridas. • Cada participante faz uma ação de cada vez. Participante 3 É cego e surdo Participante 4 É cego e mudo Participante 5 Só tem o braço direito . passando de seguida o desenho para outro participante (cada um faz um traço de cada vez e passa ao colega.

Discussão • O que sentiu? • O que foi desagradável? • O que foi agradável? • Maiores dificuldades? .

mp4 .InclusãoInclusão (Inclusion).

. Social: pertencente ou respeitante à sociedade. compreender. integrar. abranger. corpo social.Incluir • Conter em si. compreender ou integrar. Inclusão Ato ou efeito de abranger. Sociedade: conjunto de pessoas que vivem em estado sociável. que vive em sociedade.

Inclusão Social • Forma como a sociedade está estruturada Como os indivíduos se desenvolvem Como os indivíduos se inserem • a inclusão é um processo que respeita e valoriza a diferença e todos têm um papel a desempenhar na sociedade . Candeias (2009) .

recursos básicos. • ter casa: emprego. • e o ser.Inclusão Social • a qualidade de vida que a sociedade pode oferecer aos cidadãos tendo em conta as suas características individuais. gostando de si próprio e do seu corpo e o sentimento de ser insubstituível e único. escola. . sentindo-se como parte de uma cultura e de uma sociedade. • o amar e ser amado .

.Aspetos promoção da qualidade de vida Em suma. para uma plena inclusão social é necessário ter em conta a satisfação de vários aspectos inerentes ao indivíduo. para que estes se sintam incluídos e satisfeitos na sociedade onde vivem.

como o indivíduo sofre alterações do meio. • Cronossistema . • Microssistema. • Macrossistema. • constituído por cinco níveis interarticulados que tanto sofrem alterações decorrentes das ações do indivíduo no meio. • Exossistema.IS: Teoria Ecológica • conceção sistemática do ambiente. • Mesossistema.

• Exemplo: família. . escola.Microssistema • Contextos imediatos e de maior proximidade em que os indivíduos participam diretamente. pares.

ao .Mesossistema • Constituído pelas interações entre os Microssistemas. • As possibilidades de relação entre contextos são inúmeras para cada pessoa e conduzem estabelecimento de relação e comunicações. É um sistema de microssistemas.

serviços jurídicos.Exossistema • Contexto que não implicam a participação ativa do sujeito mas que o afetam. . local de trabalho. autarquia. • Ex: assistência social.

os estilos de vida. . os valores. as crenças. • A cultura é um fator primordial nos afetos humanos porque muitas manifestações humanas tidas por emotivas tem diferentes significados: chora-se de tristeza mas também de alegria.Macrossistema • O sistema mais alargado e dele fazem parte os padrões socioculturais.

Cronossistema • Incorpora uma dimensão temporal no contexto de vida do individuo. as relações e influências podem ser alteradas. • Com o tempo e as mudanças. . • Exemplo: a influência do microssistema família não é a mesma para uma criança ou um adolescente. a interpretação dos diversos sistemas.

Desafios da inclusão social • desenvolver uma intervenção que harmonize a sociedade e os cidadãos que dela fazem parte. . Como? •O sistema educativo tem um papel primordial na educação da sociedade e na promoção da inclusão social.

Esta imagem diz-vos algo? .

Afinal. A campanha #ToyLikeMe ganhou grande repercussão nas redes sociais. que podem ser adquiridos com a boneca ou separadamente.Hypiness • Como ensinar crianças a aceitarem a tentarem entender deficiências físicas e marcas de nascença quando a maioria das bonecas. que vende bonecas feitas em impressora 3D. anunciou uma série de acessórios como bengalas. óculos e marcas. o próximo item a ser lançado. como uma cadeira de rodas. aparelhos auditivos. a diversidade das pessoas vai muito além do corpo branco e perfeito das Barbies. brinquedos e desenhos animados não mostra isso em seus personagens? Instigada por uma campanha na internet. a marca recebeu diversas solicitações de acessórios. com mais e pais pedindo mais diversidade nos brinquedos e bonecas. • Após o anúncio. como a gente bem sabe. a marca britânica Makies. .

paternalismo ou mesmo piedade”.O que nos torna extraordinários? • História de Nick Vujicic (legendado em português). gerando as reacções mais diversas na família como: rejeição. superprotecção.mp4 • Concordam? • “grande parte das famílias não estão preparadas para receber um membro deficiente pois recebem toda a carga ideológica e cultural. segregação. • Ribas .

• Elabore o programa.Trabalho de grupo •A sua equipa foi selecionada para fazer uma sensibilização para a Inclusão social da pessoa portadora com deficiência. . • Idealize os materiais que iria utilizar. • Dispõe de 40 minutos.