You are on page 1of 14

SOLDABILIDADE DOS AÇOS

INOXIDÁVEIS MARTENSÍTICOS
THIAGO FERNANDO DOS SANTOS, 14210690, TLNF, PROF
SARAIVA.

. em velocidades de resfriamento baixas forma-se ferrita e carbonetos já em velocidades altas forma-se martensita. No resfriamento. .SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS MARTENSÍTICOS Os Aços Inoxidáveis martensíticos possuem características metalúrgicas similares aos aços carbono temperáveis. Estes podem ser austenitizados a uma temperatura suficientemente alta.

. podendo ser endurecidos com um resfriamento ao ar a partir de temperaturas superiores a 820ºc (exceto para peças de grandes espessuras).PROPRIEDADES METALÚRGICAS Devido ao alto teor de cromo elevado. os Aços Inoxidáveis Martensíticos têm grande temperabilidade.

DIAGRAMA FE-CR .

.PROPRIEDADES METALÚRGICAS • Estes aços são utilizados na condição temperada e revenida ou na condição recozida. • Na condição recozida. o aço apresenta uma estrutura com ferrita e carbonetos gerando uma menor resistência a corrosão. obtida no resfriamento por forno. no primeiro caso a têmpera induz uma estrutura dura e frágil que é amaciada pelo revenimento levando a precipitação de carbonetos.

W. estes aços podem conter adições de pequenos quantidades dos seguintes elementos: Mo. Outros elementos estabilizadores de austenita podem ser usados para melhorar a soldabilidade (2 à 4% de Ni na obtenção de uma aço temperável. com 16 à 20% de Cr e apenas 0.PROPRIEDADES METALÚRGICAS • Além DE Fe. Cr e C. V ou Ni.1% de C. Neste caso consegue-se um aço com melhor soldabilidade devido ao baixo teor de C e melhor resistência a corrosão devido ao alto teor de Cr. usados para aumentar a resistência a fluência a altas temperaturas. .

A transformação completa da Ferrita ocorre somente se os teores de Cr. Nb e V formam carbonetos e a presença destes elementos exige uma redução no teor de Cr garantindo uma estrutura totalmente austenítica durante o resfriamento. a poça de fusão se solidifica como ferrita δ que se transforma em austenita no resfriamento. Si. .O CRESCIMENTO DE GRÃO Para uma composição típica de aço inoxidável martensítico. Mo e Al estabilizam a Ferrita. C e outros elementos de liga estiverem ajustados corretamente.

prejudicando a tenacidade da solda). Em geral. A presença de segregações na solidificação fora do equilíbrio pode estabilizar a Ferrita no centro das dendritas (rejeição do C pelo sólido) ou regiões inter-dendríticas (concentração de elementos estabilizadores). .O CRESCIMENTO DE GRÃO A velocidade de resfriamento elevada é fator para que a transformação completa da Ferrita δ em Austenita não aconteça. já que nesta fase o tratamento térmico após a soldagem não é capaz de controlar as propriedades do material (A Ferrita δ pode ser frágil. como acontece na soldagem. a presença de muita Ferrita δ na ZF é indesejável.

Sua dureza depende da composição química (% de C). . apresentam uma microestrutura martensitica após o resfriamento.O CRESCIMENTO DE GRÃO Devido a elevada temperabilidade. tanto na ZF quanto na ZTA.

geralmente após a soldagem é indicado um tratamento térmico. . E309 ou E310) podem ser usados com metal de adição na soldagem dos aços inoxidáveis martensíticos.SOLDABILIDADE Eletrodos de aço inoxidável austenítico (E308. Nestas condições a ZF não é endurecível gerando boa tenacidade e ductilidade.

como instrumentos cirúrgicos. cutelaria. entre outros. palhetas de turbinas à vapor. ferramentas de corte. armamentos.A APLICAÇÃO São utilizados em diversas aplicações. .

no primeiro caso quando a temperabilidade da ZF é semelhante a ZTA e no segundo caso quando a ZF é menos temperável. . pós aquecimento e tratamentos térmicos para evitar a formação de trincas. Geralmente aços inoxidáveis martensíticos com % C superiores a 0. As trincas podem se formar na ZF ou ZTA.30 são difíceis de serem soldados por causa da dureza. que aumenta com % C. usar pré-aquecimento. Caso necessário soldagem deste aço.SOLDABILIDADE A martensita é uma fase dura e frágil. A presença deste constituinte junto a tensões residuais e H em solução pode levar a formação de trincas e as mesmas podem se propagar rapidamente por toda a solda.

1% de C e espessuras de até 10.0mm podem ser soldados sem pré-aquecimento. para se obter propriedades mecânicas semelhantes as do metal de base. Na maioria dos casos. No caso de de uma estrutura basicamente martensítica ou contendo quantidades elevadas de martensita. O pós-aquecimento é feito com temperaturas entre 600 e 850ºC por algumas horas. os resultados do pósaquecimento são diferentes: . o pré-aquecimento é feito entre 100 e 300ºC. Por exemplo.SOLDABILIDADE O controle da temperatura entre os passes de soldagem é muito utilizado para controle da fissuração. em aços com 13% de Cr e 0.

SOLDABILIDADE O carbono pode se precipitar em forma de carboneto. reduzindo a dureza e gerando a fragilidade da estrutura. . No segundo caso. resultando em uma estrutura grosseira de ferrita e carbonetos precipitados preferencialmente nos contornos de grão. a austenita pode se decompor. Estes apresentam resistência a corrosão e dureza inferiores e sua estrutura é relativamente frágil.