You are on page 1of 62

NITROGENIO

Formas de N no solo

N inorgânico (2 a 5% do total do N no solo)
NH4+; NO2-; NO3-; N2O; NO; N2
N orgânico (95 % do total do N no solo)

Formas de N absorvido pelas plantas.

As plantas absorvem o N na forma de NH4- e NO3-.

Ciclo do Nitrogênio .

BALANÇO DO N NO SISTEMA SOLO-PLANTA Fertilizante FB N + Matéria orgânica N atmosférico + N mineral NH4+ + NO3- - - Lixiviação Erosão Extração pelas culturas Imobilização Perdas gasosas .

Entradas de N no sistema solo-planta Fixação biológica do N2 Fixação atmosférica do N2 Fixação industrial (Fertilizantes) Matéria orgânica (Mineralização) .

em simbiose com leguminosas. convertem o N2 atmosférico em NH3 (forma assimilável pelas planta). .Fixação biológica do N2 (FBN) Processo pelo qual as bactérias fixadoras de nitrogênio.

297 Leucena Guandu 400 .900 7 .240 Amendoim 33 .165 Feijão-caupi 70 .235 .ESTIMATIVA DA CONTRIBUIÇÃO DA FBN Kg N ha-1 Soja Feijão comum 20 – 450 4 .

FBN x Fertilizantes Vantagens Disponibilidade imediata às plantas Fertilizantes Menor custo energético da planta Menor custo para o agricultor FBN Tecnologia limpa Manutenção da fertilidade do solo .

FBN x Fertilizantes Desvantagens Gasto elevado para síntese Gasto com tecnologia e mão-de-obra Fertilizantes Gasto com transporte ao campo Menor eficiência do uso do N Poluição hídrica Planta com crescimento lento FBN Eficiência de fixação variável Resposta das plantas variável .

.Etapas do processo de nodulação 1) Quimiotaxia da bactéria em direção às raízes 2) Multiplicação da bactéria na rizosfera 3) Troca de sinais moleculares 4) Aderência do rizóbio às raízes 5) Encurvamento do pêlo radicular 6) Penetração da bactéria e formação do cordão infeccioso 7) Formação do nódulo.

.

Nodulinas Nitrogenase Glutamina sintetase Glutamato sintase Leg-hemoglobina Quebra da tripla ligação do N2 Conversão do NH3 em glutamina Conversão da glutamina em glutamato Transporte de O2 no interior dos nódulos .

Avaliação da nodulação no campo Plantas não noduladas ● Rizóbios nativos ● Rizóbio não compatível ● Inoculante de má qualidade .

Avaliação da nodulação no campo Plantas noduladas Nódulos inefetivos ● Nódulos pequenos e coloração branca ● Plantas pouco desenvolvidas Nódulos efetivos ● Nódulos grandes e coloração interna vermelha ● Plantas bem desenvolvidas e folhas verdes .

.

.

.

Fatores que afetam a FBN Temperatura e umidade Acidez do solo Nutrientes Pesticidas Micorrizas .

Temperatura e umidade Temperaturas ótimas na faixa de 25o a 32o C Altas temperaturas Nódulos ineficientes Baixas temperaturas Atraso na nodulação Deficiência hídrica Diminuição da infecção .

Acidez do solo Sobrevivencia do rizóbio Nutrição das plantas Nodulação Solos ácidos Toxidez por Al3+ e Mn2+ .

Disponibilidade de nutrientes

Nitrogênio
Fósforo
Molibdênio

Ferro
Cobalto

ATP
Nitrogenase

Leg-hemoglobina

Pesticidas
Inseticidas, Fungicidas e Herbicidas

● morte das células bacterianas
● diminui a nodulação

Fungicidas X Sobrevivência do inóculo

0 hora

24 horas

Inoc.

105

104

Inoc + Benlate

0

0

Inoc + Captan

103

0

Inoc + Vitavax

0

0

Inoc + Rhodiauran

102

103

Inoc + Terraclor

103

102

Inoc + Vit + Thiran

102

104
(Araújo & Araujo, 2005)

Micorrizas Potencial de exploração agrícola Absorção de P e outros nutrientes Maximização da eficiência de fertilizante fosfatados .

.(Araújo et al. 2001) .

Inoculação de leguminosas Técnica de colocar em contato com a semente uma população de bactérias fixadoras .

Inoculante Produto que contém rizóbios Na semente A inoculação pode ser feita No solo .

.

Técnica de inoculação ● Não abrir a embalagem antes do uso ● Inocular a sombra ● Não inocular a seco ● Não utilizar equipamento sujos ● Fazer a correção do solo ● Utilizar solução açucarada (1%) .

.

Fixação atmosférica do N2 As descargas elétricas que ocorrem na atmosférica quebram o N2 e disponibilizam NH3. .

Fixação industrial do N2 Utilização de energia industrial para converter o N2 em NH3. .

e NO3-). mediada por microrganismos do solo.Transformações de N no solo Mineralização do N Conversão do N orgânico em N inorgânico (NH4-. NO2. .

Conversão do N inorgânico (NH4+ e NO3-) para formas orgânicas.Imobilização do N. .

Relação C/N e a mineralização e/ou imobilização Relação C/N < 20 – Mineralização liquida Relação C/N > 30 – Imobilização liquida .

a) O que ocorreu para que a cultura apresentasse deficiência de N? b) Qual(is) a(s) recomendação(ões) correta(s)? .O agricultor incorporou ao solo um resíduo com relação C/N – 60. Durante 2 meses houve sintomas de deficiência de N para a cultura implantada na área.

1976) .(Stenvenson.

. 1995) .Estratégia de manejo (Tisdale et al.

sem que haja imobilização líquida do N do solo” .Fator N Demanda de N para decomposição de resíduos orgânico “Número de umidades de N inorgânico necessárias para mineralização de 100 unidades de material orgânico.

5 kg de N C/N 80:1 Considere que: 35 % do C do resíduos é assimilado pela biomassa microbiana Relação C/N 10:1 ● 40 x 0.9 Fator N (resíduo) Aproximadamente 0.9 .: Calcular o fator N de uma resíduo orgânico 100 kg do resíduo 40 kg de Carbono 0.4 kg de N requerido pela biomassa 1.4 kg de N requerido – 0.Ex.35 = 14 kg de C assimilado pela biomassa ● 14/10 = 1.5 kg N presente = 0.

Para cada 100 kg de resíduo adicionado ao solo 0.9 kg de N deve ser adicionado para evitar imobilização do N do solo .

1999) ..(Sá et al.

.(Araújo et al. 2005) .

pode ser: ● Convertido em NO2. o NH4.Amonificação Conversão do N orgânico em NH4+ No solo.e NO3● Absorvido pelas plantas ● Imobilizado ● Fixado nas argilas ● Volatilizado na forma de NH3 .

em NO2Nitratação – NO2. o NO3.pode ser: ● Absorvido pelas plantas ● Imobilizado ● lixiviado ● Desnitrificado . No solo.Nitrificação Conversão do NH4+ em NO3-.em NO3-. Nitritação – NH4.

Suprimento de NH4- ● População de nitrificadores ● pH do solo ● Aeração ● Umidade ● Temperatura .Fatores que afetam a nitrificação .

Desnitrificação Processo de redução do NO3 a N2 em condições de anaerobiose. .

Estimativa da contribuição da matéria orgânica no suprimento de N. Qtde N (kg ha-1) = %MO x 2. ● A estimativa de mineralização do N orgânico está em torno de 1 a 5%. ● A matéria orgânica do solo contém aproximadamente 5% de N.106 x %Norg x %Nmineralizado .

Extração pelas culturas .Perdas gasosas 1.Desnitrificação .Perdas de N do sistema solo-planta .Lixiviação de nitrato .Volatilização de NH3 2.

9 .Extração pelas culturas Conteúdo de N Planta Colheita Arroz 22 12 Milho 28 17 Feijão 86 35 Soja 90 60 Cana 1.4 0.

. padrão e tempo de chuva e/ou iirigação. Fatores que afetam a lixiviação: ● Dose.é solúvel em água e apresenta baixa retenção pelos colóides do solo. fonte e método de aplicação do fertilizante ● Uso de inibidores de nitrificação. tempo.Lixiviação de nitrato O NO3. podendo ser perdido por lixiviação. ● Intensidade de cultivo e absorção de N pela cultura ● Tipo de solo ● quantidade.

Volatilização de NH3 Mecanismo de perda gasosa de N que ocorre naturalmente no solo e está relacionada diretamente ao pH do solo. .

pH do solo e as formas de N (NH3 e NH4-) NH3 NH4+ .

CO(NH2)2 + H+ + H2O = 2NH4+ + HCO3 NH4+ + HCO3 = NH3 + CO2 + H2O Volatilização (NH4)2SO4 + H2O = 2NH4+ + HCO3 + 2OHNH4+ + HCO3 = NH3 + CO2 + H2O Volatilização .

Fatores que afetam a volatilização de NH3 ● pH do solo ● Quantidade. . fonte e método de aplicação do fertilizante ● Capacidade tampão do solo.

pH e capacidade tampão sobre a volatilização de NH3 .

Adubação com Nitrogênio Necessidade de N pelas culturas Nr = (Np – Ns)/Ef Nr = Qtde de N requerida Np = Qtde de N acumulada pela planta Ns = Qtde de N fornecida pelo solo Ef = Eficiência de utilização do fertilizante .

Recomendação de adubação Dose de N (kg ha-1) = (RNC – SNS)/f RNC – Requerimento de N da cultura SNS – Suprimento de N do solo f – Eficiência de utilização do N .

.Aplicação do fertilizante nitrogenado O modo de aplicação do N depende: ● Quantidade e fonte de N utilizada ● Tipo de solo ● Condições edafoclimáticas.

Nitrato de amônio (33% de N) – fonte nítrica e amoniacal. Sulfato de amônio (21% de N) – fonte amoniacal.Fontes de N Uréia (46 % de N) – fonte amidica. . apresenta baixa higroscopicidade Cloreto de amônio (25% de N) – fonte de N e Cl. rapidamente hidrolizada no solo. Fertilizantes de liberação lenta Fertilizantes inibidores de nitrificação.

Fonte N (%) Sulfato de amônio 21 Nitrato de amônio 33-34 Uréia 45-46 Nitrato de potássio 13 MAP 11 DAP 18-21 .