FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO

Curso de Complementação
Disciplina: Fundamentos
Filosóficos da Educação

Os novos Pensadores
Elaborado por

Patrícia Cássia Duarte
Eco - Pedagoga /Ano 2007

ATUALIDADE

Morin
"É preciso substituir um
pensamento que isola e
separa por um
pensamento que
distingue e une."

Edgar Morin
Nascido em 8 de julho de 1921, graduou-se em Economia Política, História,
Geografia e Direito. Publicou, em 1977, o primeiro livro da série O Método,
no qual inicia sua explanação sobre a Teoria da Complexidade. Em 1999,
lançou A Cabeça Bem-Feita e Os Sete Saberes Necessários à Educação do
Futuro, além de outros três títulos sobre educação

O que ele diz
Defende a incorporação dos problemas cotidianos ao
currículo e a interligação dos saberes. Critica o ensino
fragmentado

Um alerta
Sem uma reforma do pensamento, é impossível aplicar
suas idéias. O ser humano é reducionista por natureza e,
por isso, é preciso esforçar-se para compreender a
complexidade e combater a simplificação

QUER SABER MAIS:

A Cabeça Bem-Feita, Edgar Morin, 128 págs., Ed. Bertrand
Brasil

Edgar Morin, Izabel Cristina Petraglia, 120 págs., Ed. Vozes

Edgar Morin: Ética, Cultura e Educação, Alfredo PenaVeja, Cleide Rita S. de Almeida e Izabel Cristina Petraglia
(orgs.), 175 págs., Ed. Cortez

Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro,
Edgar Morin, 118 págs., Ed. Cortez

Perrenoud
"Competência em
educação é mobilizar
um conjunto de
saberes para
solucionar com
eficácia uma série de
situações.”

Philippe Perrenoud
Doutor em sociologia e antropologia, tem 58 anos e dá aulas nas
Faculdades de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de
Genebra, nas áreas de currículo, práticas pedagógicas e instituições de
formação

O que ele diz
Relaciona num de seus livros as dez novas
competências para ensinar. Também fala sobre
avaliação, pedagogia diferenciada e formação

Um alerta
As dez competências não contemplam todas as relações
que se estabelecem em sala de aula. Por isso, nunca
deixe de lado sua sensibilidade e afetividade

QUER SABER MAIS

10 Novas Competências para Ensinar , Philippe Perrenoud, 192
págs. Ed. Artmed, tel. 0800 703-3444

A Prática Reflexiva no Ofício de Professor:
Profissionalização e Razão Pedagógica, Philippe Perrenoud,
232 págs., Ed. Artmed

As Competências para Ensinar no Século XXI, Philippe
Perrenoud e Monica Gather Thurler, 176 págs., Ed. Artmed

Ensinar: Agir na Urgência, Decidir na Incerteza, Philippe
Perrenoud, 208 págs., Ed. Artmed

Nóvoa
"Só o profissional
pode ser
responsável por sua
formação"

António Nóvoa
Doutor em Educação e catedrático da Faculdade de Psicologia e Ciências
da Educação da Universidade de Lisboa

O que ele diz
O desafio dos profissionais da área escolar é manter-se
atualizado sobre as novas metodologias de ensino e
desenvolver práticas pedagógicas eficientes

Um alerta
A busca isolada pela atualização é difícil e, por isso, é
aconselhável um vínculo com uma instituição. Mas o
mais importante é entender que o local de trabalho é o
espaço ideal para a formação continuada

Quer saber mais:

Profissão Professor, António Nóvoa (org.), 192 págs., Ed.
Porto

Vidas de Professores, António Nóvoa (org.), 216 págs., Ed.
Porto

Coll
"Um plano
curricular precisa
satisfazer, de
forma articulada,
todos os níveis
de
funcionamento
de uma escola"

César Coll
Professor de Psicologia Evolutiva e da Educação na Faculdade de
Psicologia da Universidade de Barcelona. Foi um dos principais
coordenadores da reforma educacional espanhola e consultor do MEC
na elaboração dos Parâmetros Curriculares Nacionais, aqui no Brasil

O que ele diz
A preparação de um currículo precisa satisfazer todos
os níveis da escola. O que importa é o que o aluno
efetivamente aprende, não o conteúdo transmitido pelo
professor

Um alerta
O bom funcionamento de um currículo depende não só
do professor, mas também dos alunos, pais,
funcionários, coordenadores e diretores

QUER SABER MAIS

 Ensino, Aprendizagem e Discurso em Sala de
Aula, César Coll, 222 págs. Ed. Artmed
 Psicologia e Currículo, César Coll, 200 págs., Ed.
Ática
 Filmografia
Nenhum a Menos (Not One Less), China, 1999, 100
min., direção de Zhang Yimou, Columbia Tristar Home
Entertainment,

Hernández
"O melhor
jeito de
organizar o
currículo
escolar é por
projetos
didáticos“

Fernando Hernández
Doutor em Psicologia e professor de História da Educação Artística e
Psicologia da Arte na Universidade de Barcelona.
Tem 50 anos e há 20 se dedica a lutar pela inserção dos projetos de
trabalho na escola

O que ele diz
- A organização do currículo deve ser feita por projetos de
trabalho, com atuação conjunta de alunos e professores.
- As diferentes fases e atividades que compõem um
projeto ajudam os estudantes a desenvolver a
consciência sobre o próprio processo de aprendizagem

Um alerta
Todo projeto precisa estar relacionado com os conteúdos,
para não perder o foco. Além disso, é fundamental
estabelecer limites e metas para a conclusão do trabalho

QUER SABER MAIS

Transgressão e Mudança na Educação, Fernando
Hernández, 152 págs., Ed. Artmed

Toro
"A educação tem de
servir a um projeto da
sociedade como um
todo”

Bernardo Toro
Vice-presidente de relações públicas da Fundação Social, entidade civil cuja
missão é combater a pobreza na Colômbia. Dirige há oito anos um programa
de educação social e preside a Confederação Colombiana de ONGs

O que ele diz
Criou os Códigos da Modernidade, que são sete
competências mínimas para a participação
produtiva e a inserção social do ser humano no
século 21. Para desenvolvê-los, o ensino deve ser
contextualizado

Um alerta
Contextualizar não significa utilizar qualquer tema
da atualidade. Canalize suas energias para
assuntos que fazem sentido na vida dos alunos

QUER SABER MAIS:

Veja os “Códigos da
Modernidade” de
Bernardo Toro no site do
Professor

Muito Agradecida!
Patrícia Cássia Duarte

Contatos:

: padu@hotmail.com
Celular: 8449-7671