PROJETO DE

TRANSFERÊNCI
A
CURSO
NACIONAL DE
CAPACITAÇÃO
PARA TÉCNICOS
DE JUDÔ

PERIODIZAÇÃO
E PLANEJAMENTO NO JUDÔ

PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO

 Trata-se de um conjunto de procedimentos

que devemos considerar na prática, tendo
como objetivo o aperfeiçoamento das
capacidades motoras em harmonia com o
estado psicológico e social do atleta, na
busca de excelência no desempenho
esportivo (Gomes, 2001)

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DO PROCESSO DE TREINAMENTO .

ETAPAS E OBJETIVOS DA PREPARAÇÃO ESPORTIVA EM LONGO PRAZO .

PREPARAÇÃO EM LONGO PRAZO (muitos anos) .

RELAÇÃO DE CARGA GERAL X CARGA ESPECIAL .

1956) .(SAG) (Hans Selye.SINDROME DA ADAPTAÇÃO GERAL .

.

TREINAMENTO ESPORTIVO .

Aumento do Potencial do Atleta 2.OBJETIVOS DO TREINAMENTO ESPORTE 1. Habilidade de aproveitamento do potencial de treinamento e competição  Verkhoshansky 2002 .

PERIODIZAÇÃO DO TREINAMENTO NO ESPORTE .

FORMA DESPORTIVA  Estado de adaptação ótima (dimensão biológica) para um determinado período competitivo (dimensão pedagógica) .

FORMA DESPORTIVA .

QUALIDADE DO NÍVEL DE PERFORMANCE .

TIPOS DE PERIODIZAÇÃO .

36 SEMANAS Quantificação e Classificação do Volume de Treinamento 60% 40% 60% 40% 60% 30% 100% 10% .MODELO DE ORGANIZAÇÃO DOS PERÍODOS E ETAPAS DO TREINAMENTO JUDÔ. 9 MESOCICLOS .

MACROCICLO DE TREINAMENTO .

MACROCICLO DE TREINAMENTO .

 PEDAGOGIA DO TREINAMENTO.CLASSIFICAÇÃO DOS EXERCÍCIOS  INTENSIDADE RELATIVA.  SISTEMA ENERGÉTICO PREDOMINANTE. .

INTENSIDADE RELATIVA Leve Até 30%do VO2 Máx Moderada 30%do VO2 Máx até o Limiar Anaeróbio Alta Acima do Limiar Anaeróbio .

PEDAGOGIA DO TREINAMENTO Geral Não tem relação com atividade competitiva Especial Cumpre parte da atividade competitiva Competitivo Cunpre a atividade competitiva em sua plenitude .

SISTEMA ENERGÉTICO PREDOMINANTE Geral Aeróbio Especial Anaeróbio Alático Competitivo Anaeróbio Lático .

CONCEITOS ATUAIS SOBRE MODELOS DE TREINAMENTO NO JUDÔ FILOSOFIA DA ARTE X MODELO COMPETITIVO .

SABEDORIA E SOBRETUDO HUMILDADE” JIGORO KANO .FILOSOFIA DA ARTE “SOMENTE SE APROXIMA DA PERFEIÇÃO QUEM A PROCURA COM CONSTÂNCIA.

1996 .MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ  “A caracterização temporal do modelo competitivo no judô de alto rendimento vem ao encontro a necessidade de conhecimento da função competitiva especifica para planejamento de treino”  GODIK.

2009 ..]. ocorre sob orientação dos princípios conhecidos científicos.. 2004) [. que podem ser divididos em dois grupos fundamentais: gerais e específicos   (SIFF. O segundo grupo está relacionado diretamente com a especificidade do treinamento esportivo que reflete as características essenciais inerente a modalidade esportiva   GOMES.MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ “O treinamento desportivo moderno. como um processo pedagógico. VERKHOSHANSKY.

 Utilizou o sitio eletrônico da Federação Internacional de Judô – FIJ. luta no solo (c). disputas de bronze e finais disponíveis nos arquivos.CARACTERIZAÇÃO TEMPORAL DO MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ DE ALTO RENDIMENTO  Foram analisadas 677 lutas. luta em pé (b). somatório a+b. somatório de a+b+c. somatório de b+c. sendo 338 masculinas e 339 femininas  Observando-se os parâmetros temporais de disputa de pegada (a). pausa. soma das 4 variáveis e tempo total de luta. . de 11 competições oficiais das lutas semifinais.

mais relevante será o fenômeno de especificidade na sua preparação” VERKHOSHANSKY. 2001 .MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ “Quanto mais alto for o nível do atleta.

André Silva e Luciano Bitencourt .MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ  Foi realizado no Instituto Olímpico Brasileiro em 2015 pela Academia Brasileira de Treinadores o seguinte estudo: Caracterização Temporal do Modelo Competitivo do Judô de Alto Rendimento Marcus Albuquerque.

no que diz respeito aos aspectos temporais. .CARACTERIZAÇÃO TEMPORAL DO MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ DE ALTO RENDIMENTO  Os principais resultados mostraram dados que realmente são necessários de serem observados.  Conclui-se por meio destes dados que conhecer a estrutura temporal de cada categoria de peso é de extrema relevância para que os profissionais dessa modalidade possam planejar e prescrever treinamentos que sejam comprovadamente específicos.

o princípio da especificidade tem implicações anatômicas do recrutamento neuromuscular. de função cardiorrespiratória e do metabolismo energético muscular. de padrões de habilidades motoras. p. Portanto.CARACTERIZAÇÃO TEMPORAL DO MODELO COMPETITIVO NO JUDÔ DE ALTO RENDIMENTO Segundo Rogers e Roberts (2002. ” . 489): “O princípio da especificidade implica que o treinamento deve ser planejado para ‘treinar’ a musculatura e os sistemas específicos do corpo de maneira semelhante ao envolvimento do mesmo durante a competição.

LITERATURA CONSULTADA .

Related Interests