Doenças Inflamatórias Intestinais

Introdução
Reações inflamatórias, imunologicamente mediadas, são respostas do nosso intestino a uma série relativamente grande de agressões, de diferentes naturezas, agudas ou crônicas, genericamente englobadas no conjunto das doenças inflamatórias intestinais (DII).

Doenças Inflamatórias Intestinais

Entretanto, os especialistas reservaram essa denominação para duas entidades clínicas ± retocolite ulcerativa inespecífica (RCUI) e doença de Crohn (DC) ± de etiologia indefinida, e que se caracterizam por períodos recorrentes de atividade inflamatória, com manifestações clínicas de intensidade variáveis, intercaladas por fases de remissão, ambas imprevisíveis.

Doenças Inflamatórias Intestinais
Etiopatogenia
Causa desconhecida As pesquisas concentram-se nas origens: -genética -alimentar -psicossomática -infecciosa -imunológica

DII

DII

Doenças Inflamatórias Intestinais
Epidemiologia (dados da OMGE)
Ocorrência universal Países nórdicos* Brasil ± baixa incidência Fatores ambientais Sexo = Idade ±20 aos 40a

Doenças Inflamatórias Intestinais
RCUI- afecção inflamatória de etiologia
desconhecida, acometendo, em continuidade, a partir do reto, predomínio da mucosa, extensões variáveis do cólon. A doença evolui por surtos de atividade clínica alternados por completa remissão dos sintomas. DC- também doença inflamatória, acomete mais íleo terminal e região íleo-cecal, mas pode ocorrer da boca ao ânus. Tratamento ± resposta variável.

D I I- R C U I
Princípios básicos
1-É uma doença exclusiva do cólon 2-É uma doença exclusiva da mucosa 3-É tipicamente ascendente e uniforme

DII
O diagnóstico das DII é feito através de critérios clínicos, achados específicos em métodos de imagens e exame histopatológico. Embora, e.g., apresente-se de forma crônica, insidiosa e recorrente, por vezes, manifesta-se por suas complicações e pode tornar-se uma emergência.

D I I- R C U I
Diagnóstico
Busca-se, inicialmente, distinguir entre um processo de etiologia definida (específico), das inflamações inespecíficas. Depois: RCUI x DC

D I I- R C U I
Diagnóstico clínico
Diarréia -vários episódios, fezes amolecidas -diurnas e noturnas -com muco e sangue -dor abdominal em cólica -tenesmo -no seu início, sintomas de curta duração*

DII

D I I- R C U I

DII

DII

DII

D I I- R C U I
Aspectos endoscópicos
1. 2. 3. 4. Normal Leve ±edema, eritema, granularidade Moderado ±friabilidade, petéquias, pus Grave- sang espontâneo, erosoes e ulcerações

D I I

DII

DII

DII
Manifestações extra-intestinais
RCUI(%) Artropatia ag 0-15 Sacroileite 9-11 E.A 1-3 Eritema nodoso 10-15 Piodermite gangrenoso 1-2 Coledocolitíase DC(%) 15- 20 = = 15 = 15-30%

DII

RCUI

DC

DII

DII

DII

DII

DII

DII

DII

DII

DII
Principais complicações da RCUI
-megacólon tóxico -transformação malígna (*pancolite) -enterorragia -estenose -perfuração

DII

DII

DII

DII

DII