Eng 504 _Processos Químicos

Processo de obtenção do PVC e seu
processamento
Iara T. Q. Pereira dos Santos

PROCESSO QUÍMICO
 PROCESSO QUÍMICO é formado por um conjunto
de processos unitários e operações unitárias
interligados entre si, de acordo com uma
sequência lógica com o objetivo de se obter um
produto químico, intermediário ou final.

PREPARAÇÃO REAÇÃO PURIFICAÇÃO Produto
Matéria-Prima

OPU REATOR OPU
Subprodutos
Reagentes Reagentes não usados são
indesejáveis reciclados para o reator

Processos Químicos
As etapas para a produção de qualquer produto químico podem ser divididas em 3 grupos:

 Com raras exceções, a parte principal de qualquer unidade de
produção é o REATOR QUÍMICO,
QUÍMICO onde ocorre a transformação
dos reagentes em produtos.
 Antes de entrarem no reator, os reagentes passam através de
vários equipamentos, onde a pressão, a temperatura, a
composição e a fase são ajustadas para que sejam alcançadas
as condições em que ocorrem as reações químicas. Esta etapa
é chamada de PREPARAÇÃO DE CARGA PARA O REATOR.
 Os efluentes do reator são, em geral, uma mistura de produtos,
contaminantes e reagentes não convertidos, devem ser
SEPARADOS em equipamentos apropriados para se obter o(s)
produto(s) na pureza adequada para ser(em) colocado(s) no
mercado.

CADEIA PETROQUÍMICA

Petroquímicos

nos quais ocorrem desidrogenação e quebra das moléculas dos hidrocarbonetos saturados. . Eteno → obtido por meio de processos convencionais da indústria petroquímica a partir de petróleo. C3 e C4. os quais são convertidos em eteno e propeno por processos de craqueamento. particularmente C2. → Frações dessas matérias-primas são ricas em HC leves. gás natural ou etanol.

ou seja. Cloro → MP ->NaCl → Reservas mundiais NaCl 37 quatrilhões t → Demanda mundial Cl2 80 milhões t anuais e 34% são utilizadas na produção de PVC. o gás Cl2 é liberado no ânodo da célula eletrolítica. . Nesse processo. enquanto o NaOH e H2 são produzidos no cátodo. → A obtenção do Cl2 por meio da eletrólise NaCl em meio aquoso. na forma de salmoura altamente saturada.

Reações de Obtenção do MVC .

ENGENHARIA QUÍMICA  Classificação dos Processos: Processo em batelada ou descontínuo Processo contínuo Processo semi-batelada ou semi-contínuo .

. o MVC é disperso na forma de gotas de diâmetro entre 30 e 150 mm. o reator deixa de ser aquecido e passa a ser resfriado. e a capacidade de remoção de calor do meio reacional é geralmente o fator limitante para redução dos tempos de reação por batelada. dispersantes (na forma de solução) e iniciadores. Processo de Polimerização em → Suspensão No processo de polimerização em suspensão. aditivos de polimerização. pois a reação é exotérmica. → Sendo a conversão da reação atingida. em meio a uma fase aquosa contínua. a reação é encerrada e o monômero remanescente é recuperado. → A resina seca é então peneirada para retenção de partículas extremamente grosseiras e armazenada em silos. também chamado dispersante ou agente de suspensão. → Uma vez que a reação é iniciada. → Plantas comerciais de polimerização em suspensão utilizam reatores de batelada cujo tamanho aumentou significativamente ao longo dos anos. → A reação de polimerização do MVC é extremamente exotérmica. → O carregamento do reator geralmente é iniciado com AD. por agitação vigorosa e na presença de um colóide protetor. geralmente na faixa dos 75 aos 95%.

Processo de Polimerização em Suspensão .

Processamento : Moldagem por Extrusão → Converter compostos de PVC em produtos comerciais. dentre os quais filmes para embalagens. chapas. fios e cabos elétricos. → Cerca de 45 e 50% de todos os produtos de PVC são obtidos por meio do processo de moldagem por extrusão. → A capacidade do PVC de aceitar várias modificações por meio da incorporação de aditivos permite seu uso numa ampla diversidade de produtos. perfis diversos e tubos. .

Moldagem por Extrusão .

o composto alimenta a matriz. → Uma vez fundido. . o qual resfria o material fundido e dá dimensões ao produto final. À saída da matriz encontra-se um calibrador a vácuo. Processamento :Extrusão de tubos rígidos de PVC → O processo de produção de tubos rígidos de PVC inicia-se na extrusora. responsável pela gelificação. responsável pela conformação do material na forma do produto final. plastificação e homogeneização do composto originalmente na forma de pó.

Processamento : Processo de produção de filmes de PVC .

alguns acabamentos de perfis. Processamento : Moldagem por Injeção → Produtos típicos de PVC obtidos por meio de moldagem por injeção são conexões. solados de calçados e peças técnicas diversas. .

. expandindo-o no interior de um molde oco bipartido por meio da injeção de ar comprimido e forçando-o a assumir o formato interior do molde. Processamento : Moldagem por Sopro → O princípio geral de moldagem por extrusão- sopro consiste em extrudar verticalmente o composto de PVC fundido na forma de um tubo ou mangueira. → Uma vez resfriado o produto é extraído do molde e tem início um novo ciclo de moldagem.

Principais aplicações do PVC no Brasil (2014) .

bóias. → Janelas: oferecem excelente resistência ao intemperismo beira-mar. tubos para transfusão e hemodiálise. colchões e barcos. Aplicações PVC → Produtos médico-hospitalares: embalagens para medicamentos. etc. → Pisos e revestimentos de paredes: peças decorativas. resistentes e facilmente laváveis. áreas rurais ou urbanas. protegendo-os contra umidade e bactérias . bolsas de sangue .. artigos cirúrgicos. → Embalagens: usadas para acondicionar alimentos. → Brinquedos e artigos infláveis: bolas.

. redes de drenagem agrícolas e de estradas. → Garrafas para água mineral: leves e transparentes. → Tubos e conexões: canalização de água (potável e esgotos). malas e bolsas. Uso em sistemas de irrigação. vestuários. → Automóveis: aplicado a revestimento de interiores devido à sua facilidade de moldagem e de manutenção.→ Tecidos espalmados decorativos: móveis. de redes subterrâneas e de superfícies a tubulações e filtros para poços profundos e minas.

→ Móveis de jardim: têm grande resistência às variações climáticas . Resistem bem ao tempo. protegendo o solo e lençóis freáticos. → Laminados: utilizados para embelezar e melhorar painéis de madeira e metal. túneis. à corrosão e à abrasão. aos raios ultravioletas. → Frascos para acondicionar cosméticos e produtos domésticos: por sua impermeabilidade e resistência a produtos químicos e ótima relação custo benefícios na hora da troca de moldes. → Laminados impermeáveis: utilizados em piscinas. além de facilitar o design. tetos.→ Mangueiras: são flexíveis. etc e também para a impermeabilização de aterros sanitários. transparentes e coloridas.

→ A estrutura tem alta resistência e garantia de 30 anos para coloração. foi construído um espaço de 43 metros quadrados que utilizou cerca de 73 m2 de perfil. de simples encaixe. 90% são resina de alta performance. . preenchidos com concreto e aço. No INEMA. 14 m3 de concreto armado e 900 Kg PVC. Tecnologia de Concreto de PVC → É uma nova maneira de construir que utiliza perfis (placas) leves  e modulares de plástico PVC. → A obra foi executada em apenas 10 dias sem perda de material. sendo que destes.

Telhas de PVC Vantagens → leve → fácil de aplicar → alta durabilidade → baixo índice de expansão térmica . . e estabilidade dimensional. frente a variações de temperatura.

Atividade em sala tempo : 10 min → Desenhe o → Conversão química : fluxograma do → Operações unitárias processo de envolvidas em cada obtenção do PVC. etapa .

E – introdução a polímeros – edição 2 º -Editora Edgard Blucher Ltda. . Referencias bibliográficas → Handbook of PVC → Mano.

Processo de obtençao de resina de troca ionica Sty_DVB Dra Iara Santos .

26 .

27 .

28 .

29 .

30 .

Outros fluxogramas de processos químicos .

. ENGENHARIA QUÍMICA  Processo ou Operação em BATELADA  Carrega-se o equipamento  Efetua-se o processamento  Descarrega-se o equipamento Processos em batelada e semi-batelada são intrinsecamente transientes.

ENGENHARIA QUÍMICA  Processo ou Operação CONTÍNUA  O material entra e sai do sistema sem interrupção. .

. ENGENHARIA QUÍMICA  Processo ou Operação em SEMI-BATELADA  Carrega-se o equipamento  Efetua-se o processamento e simultaneamente descarrega o equipamento.  Após processamento.  Processo ou Operação em SEMI-BATELADA  Carrega-se o equipamento durante o processamento. descarrega-se o equipamento.

MAS o produto só é removido após finalização do processo. ENGENHARIA QUÍMICA  Processo ou Operação em SEMI-BATELADA  A carga ou parte da carga É ADICIONADA continuamente. inicia-se o processamento e durante o processamento ocorre descarga do equipamento. OU  A carga é alimentada. .

ENGENHARIA QUÍMICA  Produção em BATELADA e SEMI- BATELADA. com especificações direcionadas a um tipo de cliente e menores volumes. Ex: alguns cosméticos (maquiagem). Ex:especialidades . fármacos.  Produtos com maior valor agregado.exemplos  Produtos com volumes baixos a intermediários e especificações direcionadas.

pois seus produtos são indivisíveis e produzidos em fluxo ininterrupto. petroquímicas.: refinarias de petróleo. de tratamento de água. Geralmente são literalmente contínuos. . produção de papel em larga escala. usinas de eletricidade.  Exs. ENGENHARIA QUÍMICA  Produção Contínua - exemplos  Opera em volumes maiores e variedade pequena.

ENGENHARIA QUÍMICA  Outras definições importantes da Engenharia Química:  REGIME ESTACIONÁRIO ou PERMANENTE  REGIME NÃO-ESTACIONÁRIO ou TRANSIENTE .

P. Nada se modifica com o tempo. Q etc. Processos em batelada e semi- batelada são intrinsecamente transientes. V. ENGENHARIA QUÍMICA  Regime estacionário ou permanente: valores das variáveis de processo (T.) não se modificam com o tempo. inclusive a quantidade de matéria existente no sistema. .  Regime não-estacionário ou transiente : parte ou todas as variáveis do processo deverão variar com o tempo.

Q etc.) não se modificam com o tempo. V. inclusive a quantidade de matéria existente no sistema. . ENGENHARIA QUÍMICA  Regime estacionário ou permanente: valores das variáveis de processo (T. Nada se modifica com o tempo. P.

ENGENHARIA QUÍMICA  Regime não-estacionário ou transiente: parte ou todas as variáveis do processo deverão variar com o tempo. .