You are on page 1of 21

c c 



   ! "#$ 
   $!   
% &'$ #
 ()

 ()   


  #    

     


         
    
   

Ê 
   

 

  

 

   


   

   

!" 
#
  
 
$
      
%
   
  &

 '
s*+, -

. $&    !/    0

.     $     1  2# .


# ")   3     ()

  4 5 ()      '%


 
      ()
c 
   )  $ 5 
  # 

     
   &  
$6 
#      
#   

     


  #        #  ! &
 () 
c    )
     
   3     &5   
$()   7 ()
  8#  
  ) 
# 
 9+, : cc cc  
 c

9%$ 13.&3 9   1       .-*)


    "

" 4    " -)


 $(  $ 
  &       
  4    :  4 
  %5 ! $ 

 % 4    "


$! -  $ 
  #$
    
;: c-

9 ±  ()    0


-Sangue venoso penetra na aurícula pelo
seio venoso e sai do ventrículo pelo cone
arterial;
- segue depois para as brânquias, onde é
oxigenado. Passa para a aorta dorsal, que
se ramifica pelo corpo, regressando
posteriormente ao coração.
- Assim, apenas circula sangue venoso no
coração, por onde passa uma única vez ±
circulação simples.

$% ±  ()    , duas aurículas e


um ventrículo.
- Sangue venoso ==> %  , ==> %  ==>
pulmões e pele.
- Regressa ao coração pela %  5 , ==>
% , se mistura parcialmente com o sangue venoso
==> corpo, novamente pulmões e pele.
 9+,
# < ()    & () 
#        &  % 
%       
 0
-  ()# 7    ! 3 
$% &     7  0
-       5  ()
     "     # 9
 &  ()#   0

 
 %$
 %$ ± coração 5    , duas aurículas e dois
ventrículos (cujas paredes não são igualmente musculadas), 
     de sangue arterial e venoso.

Por este motivo, estes animais apresentam  ()  , sendo a


metade  do coração atravessada exclusivamente por   e
a  5 por   
 ()#$ 
5    0 
%  
 5  %  
 5

  ()
   
&
  &   
 = & #
 

  5
 () 
   = &
  4 &  # 
  # &    
   
 ()  

%  
:   ! 6 % 
  #   
  0     
    $


 
 () ¦   %   
 &   
 # $% #
%  ()
 % 7 
    = &#
 

c 
 
: &   
 ()  %  5 
¦      
 &    
%  5  &
     & ( 6
 ()  %
 5

#

c *:
  :>

piclo cardíaco é a seqüência de fatos que acontece a cada


batimento cardíaco.

c>c  o coração ciclicamente se contrai e relaxa. Quando se


c>c :
contrai, Ô Ô o sangue ÔÔ
   .

: ?c :
?c  Quando relaxa, Ô ÔÔo sangue proveniente  
Ô , na fase chamada.
9cc,  

¦c @* s  c*A c:: ::9cc,   B

c$    )    % C


1D.

C&  &#!  ÷ ÷ & 6


 )  # 5 $   ()

 C&  #!   ÷ & 6


 )    # &5 () 3   "  
 ()
; : cE: c*  c:9cc,  

9cc,   D@


::* c
F GH8IJ
I KH8I2
LJ LJJ8IH
L2 LJG8IM
LI LLG8MH
  L2J8GJ
  LFJ4LIJ8KJ4LJJ

-    &74 5 L2J8GJD#    

-   #LFJD    )  "  &KJD    "  & 
   

-     $ ()  )  # (& 


     #  5 

- 5  # $ / /&  !  


 &         & 4   "
95 
 ()

@ 
 ()
c c *s? 

¦EB c       "& %   


    !  6  1   $3 .0

s*+, B c  ! %5  


15)      O% .&$  474
6 () O% 0

 *c  +, B E %  $ &  ")  $3 0

$ - %5 ()#  ! 6 & 


!3 & "     5  KKN ) $" 0
› ÷
 ÷  ÷   ÷ ÷ 
       ÷  ÷
    $3 &  5    

  $          -

. 3   $ -

4   $
4   5  (
4  ( 5
4   " 

. $3   $ -

4    (


4  (
4  " 
   "   ()

)  $3
% (tonsilas palatinas): produzem linfócitos.

- tec. ponjunt. reticular linfóide, rico em linfócitos)

$ ou "   $3 :


- órgãos linfáticos mais numerosos do organismo;
- Filtra a linfa e elimina corpos estranhos que ela possa
conter, como vírus e bactérias;
- Presença de linfócitos, macrófagos e plasmócitos;
- Proliferação dessas células provocada pela presença de
microorganismos patogênicos determina o aumento do
tamanho dos gânglios, que se tornam dolorosos, formando
a % .

; (:
- Órgão linfático, excluído da circulação linfática, interposto
na circulação sangüínea e cuja drenagem venosa passa,
obrigatoriamente, pelo fígado.
- Possui grande quantidade de macrófagos que, através da
fagocitose, destroem micróbios, restos de tecido, substâncias
estranhas, células do sangue em circulação já desgastadas
como eritrócitos, leucócitos e plaquetas.
- ³limpa´ o sangue, funcionando como um filtro

- tem participação na resposta imune, reagindo a agentes


infecciosos.