You are on page 1of 15

Motivação para o Desempenho

Motivação:
Forças que energizam, dirigem e
sustentam os esforços de uma pessoa
(Bateman e Snell)
Processo pelo qual o comportamento é
mobilizado e sustentado para realizar as
metas organizacionais (DuBrin)

Byham. Zapp .Motivação X Produtividade e Qualidade Características de colaboradores motivados: sentem que o trabalho pertence a eles têm responsabilidade acreditam que o trabalho que desempenham é importante sabem como estão se saindo acreditam que suas opiniões são levadas em consideração se identificam com o trabalho têm controle sobre o que fazem William C.

Fatores que elevam a motivação •Sinceridade •Integridade •Confiança Pessoas mais •Estima motivadas e •Autonomia satisfeitas. •Participação maior produtividade •Reconhecimento •Visão sistêmica .

de Met o a c a çã obje s e Alo ursos tivo s rec Informação Facilitando o Treinamento desempenho no trabalho Au s as tor pen s ida c om iv o de Re c e n t e in .

Estabelecendo Metas Metas que são: •Específicas •Desafiadoras •Realísticas •Aceitas •Usadas para avaliar Melhor Valores desempenho desempenho •Ligadas a feedback e recompensas •Estabelecidas por indivíduos ou grupos •Orientadas para os resultados desejados DuBrin .

Influenciando o Comportamento •Reforço positivo Comportamento •Reforço negativo tende a se repetir Comportamento •Punição tende •Extinção a não se repetir Bateman e Snell .

de Alderfer Auto. •Existenciais realização •De relacionamento •De crescimento Ego Sociais Necessidades de McClelland Segurança •De realização •De afiliação Fisiológicas •De poder .Entendendo Nossas Necessidades Hierarquia de Maslow Teoria ERG.

. influi na motivação? Tendemos a nos sentir mais satisfeitos trabalhando em projetos interessantes.E o trabalho em si.. Rodízio de cargos Os dois fatores de Expansão Herzberg Enriquecimento Higiênicos Empowerment De motivação . pesquisas importantes e problemas desafiadores.

Desempenho e Resultados Esforço Desempenho Resultado Expectativa X Instrumentalidade X Valência Bateman e Snell . Percepção.

Teoria da Eqüidade e da Comparação Social Resultados do Indivíduo X Resultados dos Outros Recursos do Indivíduo Recursos dos Outros DuBrin .

MOTIVAÇÃO INTG MOTIVAÇÃO EFEITO EXPERIÊNCIAS ESTRUTURADORAS AÇÃO GERENCIAL AÇÃO INSTITUCIONAL .

MOTIVAÇÃO Comunicação Interna Políticas de RH Diferenciais Referenciais externos Acesso a Avaliação Oportunidades Reconhecimento Crescimento Remuneração Valorização MOTIVAÇÃO Visão de Missão Visão Futuro Pertinência EFEITO Suporte Compartilhamento Estímulo EXPERIÊNCIAS Orgulho ESTRUTURADORAS Desenvolvimento Orientação AÇÃO GERENCIAL Contínuo Valores de Gestão AÇÃO INSTITUCIONAL Estratégia Pactos de Gestão INTG .

Qualidade de Vida no Trabalho Compensação adequada Ambiente seguro Cargos bem desenhados Oportunidades para desenvolvimento pessoal e profissional Relações sociais. senso de comunidade Respeito Jornada de trabalho equilibrada Responsabilidade social corporativa .

G. C. Jung . Não é possível mudar o outro para melhor fazendo-o sentir-se mal.

1998 Byham. Scott A. Andrew J. Fundamentos do Comportamento Organizacional. . Jeff. 2003. Atlas. Zapp! O Poder da Energização – Como melhorar a qualidade. São Paulo. Thomas e Snell. 1988 DuBrin. ed. William C. Administração – Construindo Vantagem Competitiva. Pioneira Thomson Learning. São Paulo. e Cox.Bibliografia Bateman. a produtividade e a satisfação dos funcionários.