Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

ACIDENTES DE
TRABALHO

10-06-17 1

Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

O conceito de acidente é, frequentemente, assumido como
constituindo um efeito indesejável do sistema que provoca danos
corporais.

Esta definição não é, contudo, correcta.

Há várias teorias fatalistas que atribuem o acidente de trabalho a
circunstâncias não objectivas traduzidas por várias expressões
conhecidas: “teve azar”, “tinha que ser” “era a vez dele”. Outras há
que indicam apenas o desenvolvimento, “o progresso”, como factor
gerador da sinistralidade.

10-06-17 2

Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

 Representação esquemática das causas de acidente:

TÉCNICAS

CULTURAIS ECONÓMICAS
CAUSAS

FÍSICAS E
PSICOLÓGICAS

10-06-17 3

contudo outra classificação pragmática: MATERIAIS CAUSAS HUMANAS AMBIENTAIS 10-06-17 4 .Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho  A maioria dos autores prefere.

Higiene e Saúde no Trabalho Factores Humanos Fisiológicos Psicológicos  Idade  Emotividade  Diminuição física para as  Negligência ou funções Distracção  Falha súbita de um órgão  Falta de motivação ou função  Rotina  Fadiga. impossibilidade  Falta de domínio social de concentração  Predisposição para o  Habituação a tóxicos risco  Zelo excessivo 10-06-17 5 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho Factores Materiais Factores Ambientais  Trabalho de risco evidente e perigosamente elevado  Insalubridade dos locais de  Instalações mal concebidas trabalho  Ferramentas inadequadas à  Iluminação deficiente função  Órgãos de comando dos  Elevada sobrecarga de ruído equipamentos não adaptados  Ventilação não adequada às características do  Stress térmico operador  Dispositivos técnicos ou mecânicos complexos  Inexistência de protecção de máquinas 10-06-17 6 .Segurança.

 Danos materiais ou pessoais como resultantes do acidente.Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Há três elementos habitualmente presentes na definição do acidente:  O aspecto inesperado da ocorrência. É sobre os vários factores que designamos como causas que devemos actuar quando se pretende desenvolver a actividade preventiva.  A integração de vários factores como causas. consequentemente não planeada. 10-06-17 7 .

Higiene e Saúde no Trabalho O acidente é sempre o resultado do factor que o precede. c) Acto inseguro ou perigoso. Segurança. b) Falha humana. os quais se desenvolvem cronologicamente pela seguinte forma: a) Ascendência e ambiente social. DANO PESSOAL ACIDENTE 10-06-17 8 .

Higiene e Saúde no Trabalho A TEORIA DE HEINRICH OU DOS DOMINÓS 10-06-17 9 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho A eliminação do factor central – acto inseguro ou condição perigosa – constitui a pedra de toque da Prevenção dos acidentes e poderá ser obtida mediante uma abordagem imediata – controlo directo da actividade humana e do ambiente – ou mediata/ a longo prazo – formação e sensibilização.Segurança. 10-06-17 10 .

Higiene e Saúde no Trabalho A TEORIA DE HEINRICH OU DOS DOMINÓS 10-06-17 11 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho Causas da sinistralidade laboral. segundo Heinrich. • Inexperiência  Concepção deficiente de equipamentos. • Deficiência de audição  Equipamentos de protecção ou visão individual não fornecidos. • Negligência  Falta de protecção de máquinas.Segurança. • Falta de aptidão  Armazenamento defeituoso. • Atitude incorrecta  Espaço de trabalho insuficiente. • Fadiga  Ausência de regras de prevenção. submetem-se: Condições pessoais de Condições materiais de insegurança insegurança  Conservação deficiente de equipamentos. 10-06-17 12 .

Segurança.  Não cumprimento das regras de sinalização. Higiene e Saúde no Trabalho Actos de Insegurança  Anulação de dispositivo de protecção.  Acções perigosas não autorizadas.  Trabalhar a velocidade excessiva. 10-06-17 13 .  Uso de ferramentas inadequadas.

resultava em 1 morte.Segurança. indivíduo ou substância resulta numa lesão pessoal ou a possibilidade de tal ocorrência. Higiene e Saúde no Trabalho De facto. 10-06-17 14 . o acidente é um acontecimento não planeado e não submetido a controlo no qual a acção de um objecto. A figura seguinte pretende representar a investigação desenvolvida por Heinrich na sequência da qual a probabilidade de distribuição correspondente a 330 acidentes. 29 lesões não incapacitantes e 300 acidentes sem lesão.

Higiene e Saúde no Trabalho INVESTIGAÇÃO DESENVOLVIDA POR HEINRICH 10-06-17 15 .Segurança.

º trimestre 2000 10-06-17 16 .Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico B – Acidentes de Trabalho por região no 4.

Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico A – Acidentes de Trabalho Mortais por Região 4.º trimestre 2000 10-06-17 17 .

Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 1 – Acidentes de Trabalho segundo o grupo etário e o sexo 10-06-17 18 .

Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 2 – Acidentes segundo a natureza 10-06-17 19 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho 10-06-17 20 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho 10-06-17 21 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho 10-06-17 22 .Segurança.

10-06-17 23 .Segurança. segundo a frequência das Características negativas do trabalho. Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 6 – Acidentes de trabalho.

Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 7 – Disponibilidade e utilização de equipamento de protecção 10-06-17 24 .

Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 8 – Indícios de ocorrência do acidente de trabalho 10-06-17 25 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 9 – Possibilidade de o acidente de trabalho ser evitado 10-06-17 26 .Segurança.

Higiene e Saúde no Trabalho Gráfico 10 – Consequências psicológicas dos acidentes de trabalho 10-06-17 27 .Segurança.

Vítimas Danos Humanos Danos Materiais Sinistrado Sofrimento físico Diminuição do salário Sofrimento moral Baixa no potencial profissional Diminuição do potencial humano Família Sofrimentomoral Dificuldades económicas Preocupações Colegas Mau ambiente de trabalho Perdas de tempo Inquietação Perdas de prémios Pânico colectivo Acumulação de tarefas Empresas Prestígio da empresa Perdas de produção Consternação Não cumprimento dos prazos Formação de substitutos Aumentos de preços de custos Agravamento dos prémios de seguros País Quebra do potencial humano Diminuição da produção Perda de prestígio Aumento dos cargos sociais Diminuição do poder de compra 10-06-17 28 .

Higiene e Saúde no Trabalho O que é um acidente de trabalho? • É um incidente com potencialidade lesiva para as pessoas Acontecimento anormal Incidente brusco e imprevisto Probabilidade de lesão Avaria Acidente Consequências Dano Lesão 10-06-17 29 .Segurança.

10-06-17 30 . A figura dá conta desta relação. e por isso mesmo estão “segurados”. um valor cinco vezes maior que os primeiros. Higiene e Saúde no Trabalho Custos dos Acidentes de Trabalho O custo dos acidentes dividem-se em directos e indirectos. segundo alguns autores. mas têm. Os custos directos são habitualmente mais evidentes.Segurança. evidenciando os custos directos como a parte visível do “iceberg”. enquanto que os custos indirectos passam despercebidos.

Higiene e Saúde no Trabalho Custos Directos  Dias de trabalho perdidos  Despesas com assistência médica  Indemnizações  Pensões por invalidez  Despesas com deslocações  Custos de reabilitação  Aumento prémio seguro 10-06-17 31 .Segurança.

 Socorrer o acidentado máquinas ou outros  Tratar dos aspectos legais equipamentos  Retomar o ritmo normal de  Formação do substituto trabalho  Mau clima social  Preparar equipamentos  Tempo de espera para avariados substituição de  Baixa de produtividade equipamentos  Perdas de produtos  Não cumprimento de prazos  Reintegração do acidentado  Prejuízos relacionados com  Prejuízo para a imagem da afecções físicas e empresa psicológicas do acidentado  Substituição do acidentado 10-06-17 32 .Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Custo indirectos Tempo perdido para:  Reparação do equipamento.

choque contra b) Incapacidade permanente d) Entaladelas c) Incapacidade temporária e) Esforços excessivos d) Outros casos f) Exposição a.Segurança. ou contacto com a temperatura externa g) Exposição a. ou contacto com substâncias nocivas ou radiações 10-06-17 33 . ou contacto com a corrente eléctrica h) Exposição a. Higiene e Saúde no Trabalho Classificação dos Acidentes de Trabalho De acordo com as respectivas Segundo a forma do acidente consequências a) Quedas de pessoas b) Quedas de objectos a) Morte c) Marcha sobre.

Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Segundo o agente material Segundo a natureza da lesão  Fracturas  Luxações  Máquinas  Entorses e distinções  Meios de transporte e de  Comoções e outros traumatismos internos manutenção  Amputação e enucleações  Substâncias. Materiais e  Outras feridas radiações  Queimaduras  Ambiente de trabalho  Envenenamentos agudos  Agentes não classificados  Asfixias  Efeitos nocivos de electricidade 10-06-17 34 .

Segurança. Higiene e Saúde no Trabalho Segundo a localização da lesão Cabeça Olhos Pescoço Membros superiores Mãos Tronco Membros inferiores Pés Localizações múltiplas Lesões gerais 10-06-17 35 .