HOSPITAL UNIVERSITÁRIO LAURO WANDERLEY

COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR
SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS

 Enfª. Denyse Luckwü Martins
 Enfª. Francisca de Sousa Barreto Maia
 Enfª. Vânia Pessoa de Carvalho Dantas

CCIH/HULW/UFPB
2016

. 1847 – o médico húngaro Ignaz Philip Semmelweis instituiu que estudantes e médicos lavassem as mãos com solução clorada após as autópsias e antes de examinar as pacientes da clínica obstétrica. a taxa de mortalidade caiu de 12.2% para 1. Com essa intervenção.2%.

 Em 1995 e 1996 – Comitê Consultivo em Práticas de Controle de Infecções (HICPAC). recomenda o uso de sabonete associado a anti-séptico para pacientes com patógenos multirresistentes. Neste guia o termo “lavagem das mãos” foi substituído por “higienização das mãos”. Entre 1975 e 1985 – os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) publicam guias de práticas de lavagem das mãos.  Em 2002 – CDC publica o “Guia para higiene das mãos em serviços de assistência à saúde”. .  Entre 1988 e 1995 – a Associação de Profissionais em Controle de Infecção e Epidemiologia (APIC) publica guia para lavagem e anti-sepsia das mãos.

. por meio da Aliança Mundial para a Segurança do Paciente elaborou diretrizes com o objetivo de reduzir os riscos inerentes às infecções relacionadas à assistência à saúde.A Organização Mundial da Saúde (OMS).

em 1989.No Brasil. Em 2007 a ANVISA publicou o guia técnico “Higienização das mãos em serviços de saúde”. o Ministério da Saúde publicou o manual “Lavar as mãos: informações para os profissionais de saúde.” O Ministério da Saúde através da Portaria 2616 de 1998. instituiu o Programa de Controle de Infecções incluindo as recomendações para a higienização das mãos. .

.Em 2013 o Ministério da Saúde institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente e publica o “PROTOCOLO PARA A PRÁTICA DE HIGIENE DAS MÃOS EM SERVIÇOS DE SAÚDE”.

. “Higiene das mãos” é um termo geral. a fricção antisséptica das mãos com preparação alcoólica e a antissepsia cirúrgica das mãos. que se refere a qualquer ação de higienizar as mãos para prevenir a transmissão de micro- organismos e consequentemente evitar que pacientes e profissionais de saúde adquiram IRAS. a higiene antisséptica. De acordo com a Anvisa. o termo engloba a higiene simples.

• Antes de preparo de alimentos. difficile. • Ao iniciar e terminar o turno de trabalho. • Antes e após contato com paciente colonizado ou infectado por C. • Antes e após ir ao banheiro. • Antes de preparo e manipulação de medicamentos. • Após várias aplicações consecutivas de produto alcoólico.Indicações do uso de água e sabonete: • Quando as mãos estiverem visivelmente sujas ou contaminadas com sangue e outros fluidos corporais. • Antes e depois das refeições. .

Indicação do uso de preparações alcoólicas: quando estas não estiverem visivelmente sujas e em todas as situações descritas a seguir: • Antes de contato com o paciente • Após contato com o paciente • Antes de realizar procedimentos assistenciais e manipular dispositivos invasivos • Antes de calçar luvas para inserção de dispositivos invasivos que não requeiram preparo cirúrgico • Ao mudar de um sitio corporal para outro. durante o cuidado ao paciente • Após contato com objetos inanimados e superfícies imediatamente próximas ao paciente .

x. antes de qualquer procedimento cirúrgico (indicado para toda equipe cirúrgica). • Antes da realização de procedimentos invasivos (e. Degermação da pele das mãos: • No pré-operatório. drenagens de cavidades.. instalação de diálise. endoscopias e outros). • Nos casos de surtos.Indicação do uso de agentes anti-sépticos: • Nos casos de precaução de contato recomendados para pacientes portadores de microrganismos multirresistentes. punções. pequenas suturas. . inserção de cateter intravascular central.

. Por que higienizar as mãos? As mãos dos profissionais de saúde podem frequentemente ser colonizadas por microorganismos patogênicos podendo ser causa de IRAS em hospedeiro susceptível.

QUANDO HIGIENIZAR AS MÃOS? .

COMO HIGIENIZAR AS MÃOS? 40 – 60 segundos 20 – 30 segundos .

.

sem a presença de adornos como relógios. .  Não utilizar sabonete líquido e água. CUIDADOS COM A PELE DAS MÃOS  As luvas entalcadas podem causar irritação quando utilizadas simultaneamente com produtos alcoólicos.  Nunca utilizar luvas fora das recomendações. simultaneamente a produtos alcoólicos. pulseiras. anéis e etc.  Deixar punhos e dedos livres. limpas e curtas.  Sempre manter as unhas naturais.  Sempre friccionar as mãos até a completa evaporação da preparação alcoólica.

.

com.ccih_hulw@ig.br .