You are on page 1of 40

Custos , taxas de juros

,
depreciação e amortização
(SAC, PRICE e Mista)
Rodrigo Legrazie

AMORTIZAÇÃO
• Amortização é o mesmo que redução da dívida, ou seja, amortizar é
pagar uma parte da dívida para que ela reduza de tamanho até a sua
eliminação. Entretanto, em toda dívida há cobrança de juros,
portanto para amortizar uma dívida é necessário que o pagamento
seja maior que os juros cobrados no período.

TIPOS DE AMORTIZAÇÃO
• Tabela SAC - Também conhecido como Sistema de Amortização
Constante, ou Método Hamburguês, é caracterizado por pagamentos
mensais decrescentes, que embutem uma amortização constante. (Ex
BNH e Finame) imóveis
• Tabela Price - Também chamado de Sistema de Parcelas Fixas, ou
Sistema Francês, é caracterizado por pagamentos mensais iguais,
embutindo uma amortização crescente; (Ex: carro)
• Sistema Misto - É caracterizado por pagamentos mensais baseados
em uma média aritmética do SAC e tabela PRICE para parcelas e SD

Exercícios
• Com um empréstimo de R$ 6.595,50 em 36 meses com taxa a.m de
3,67% determine o valor da 10º parcela E sd, de SAC, PRICE e mista?

2083 107.458 30 230.8933 183.2083 215.875 28 243.4361 5496.2083 228.407 183.5782 183.4749 3480.2083 20.197 183.8157 183.2083 235.2083 174.7124 5313.25 7 384.208 12 351.917 23 277.625 34 203.25 31 223.13244 2381.2083 33.2632 183.083 3 411.2083 80.0274 3114.9595 183.9612 1832.2083 134.8836 5862.2083 87.2083 100.722 183.5394 183.723746 0 .2083 201.4087 2198.2649 4946.6099 183.2083 221.2083 194.7512 3297.2083 121.512 183.17124 366.2083 36 189.2083 47.2083 188.3408 183.2083 114.4732 183.3699 4213.0549 6412.2083 168.083 27 250.708 24 270.2083 94.2083 141.2083 53.9321 183.89498 549.958 18 310.1599 5679.583 15 331.458 6 391.5508 183.3796 183.2083 181.2746 183.167 17 317.9886 5129.2083 67.1307 183.375 16 324.292 2 418.042 8 378.6833 183.2083 26.2083 154.6074 6045.3682 183.0257 183.3311 6229.875 4 405.3037 2931.9224 3847.2083 73.9207 183.1987 3664.8562 2564.44749 183.7883 183.68495 2015.8174 4580.125 22 284.8545 183.542 20 297.617 183.2083 6.1695 183.9983 183.4458 183.2358 183.2083 60.2083 147.06622 1099.667 5 398.625 10 364.2083 242.51371 1465.333 21 290.8271 183.2083 127.2083 40.292 26 257.5 25 263.2083 161.75 19 304.61873 732.23746 1648.5411 4763.833 9 371.5799 2748.2083 208.8333 33 210.1033 183.78997 1282.792 14 337.667 29 236.34248 916.2083 13.0645 183.6462 4030.6445 183.n parcela at juros SD 1 425.4016 4397 13 344.417 11 358.0417 32 216.4167 35 196.6558 183.7495 183.0919 183.

935 5 333.3935 211.04 121.8486 207.04 125.04 105.04 94.3748 231.04 117.32431 238.0549 6504.226 .PRICE 6595.03 4 333.694 10 333.04 130.1914 5519.04 101.98515 242.5 N PARCELA VP AT JUROS SD 0 333.04 108.542 9 333.0893 5884.04 97.096 215.04 90.04 112.6465 5645.9507 220.9448 6105.191 2 333.5728 5389.9522 224.936 8 333.7157 6410.0878 5996.4672 202.0952 227.515 1 333.6652 6211.78601 235.982 6 333.405 3 333.254 6312.032 7 333.944 5766.

Resposta • Valor da parcela: • SD no 10º mês .

8 . Nesta conceituação podem ser identificados dois regimes de capitalização dos juros: simples (ou linear) e composto (ou exponencial). Critérios de capitalização dos juros Os critérios (regras) de capitalização demonstram como os juros são transformados e sucessivamente incorporados ao capital no decorrer do tempo.

000 = 100 1.1 x 1.000 = 100 1.400 9 .100 0.200 0.100 2 1.000 = 100 1.000 = 100 1.000 0. Qual será seu saldo ao final de 4 anos? Saldo Saldo Ano Juros inicial final 1 1.1 x 1.a.200 3 1.300 0.00 em um banco que lhe promete juros simples de 10% a.000.1 x 1. Conceitos Fundamentais da Matemática Financeira Capitalização simples (juros simples) Exemplo Suponha um indivíduo que deposita R$1.1 x 1.300 4 1.

10 .

crescendo os juros de forma linear ao longo do tempo. não se registrando juros sobre o saldo dos juros acumulados. os juros apenas incidem sobre o capital inicial da operação (aplicação ou empréstimo). 11 . Neste critério.O regime de capitalização simples comporta-se como se fosse uma progressão aritmética (PA).Conceitos Fundamentais da Matemática Financeira .

10 x R$ 1.00. R$ 500. Os juros totais da operação atingem.Os juros. revelando um comportamento idêntico a uma progressão aritmética.00 por ano).00.000.Regime de Capitalização Simples Exemplo (continuação) . cresce R$ 100. o crescimento dos juros no tempo é linear (no exemplo. nos 5 anos. . .Em conseqüência. 12 .000.00).00 = R$ 100. apresentam valores idênticos ao final de cada ano (0. por incidirem exclusivamente sobre o capital inicial de R$ 1.

Conceitos Fundamentais da Matemática Financeira Capitalização simples (juros simples) Cálculo dos Juros (J): J = VP x i x n J = valor dos juros. i = taxa de juros unitária VP = valor presente. e n= prazo Cálculo do Valor Futuro (VF): VF = VP + J VF = VP x (1 + i x n) Nota) Da fórmula acima. temos que: VF VP = (1+ i x n) 13 .

5% ao mês (Taxa unitária igual 0.000.000. Solução: VP = R$ 18.00 x (1 + 0.00 à taxa de 1.5% ao mês durante 8 meses.000.00 14 .000.00 i = 1.12 = R$ 20.Exemplo Uma pessoa aplica R$ 18.) n = 8 meses VF = M = ? M = 18.160. Determinar o valor acumulado ao final deste período.m.015 x 8) M = 18.015 a.00 x 1.

É necessário para o uso das fórmulas de matemática financeira expressar esses prazos diferentes na mesma base de tempo.No regime de juros simples.Toda operação envolve dois prazos: (1) o prazo a que se refere a taxa de juros. esta transformação é processada pela denominada taxa proporcional de juros. também chamada de taxa linear. 15 . Essa taxa proporcional é obtida da divisão entre a taxa de juros considerada na operação e o número de vezes em que ocorrerão os juros (quantidade de períodos de capitalização). . . Taxa proporcional e taxa equivalente . e (2) o prazo de capitalização (ocorrência) dos juros. diante de sua própria natureza linear.

Regime de Capitalização Simples Taxa proporcional e taxa equivalente Exemplo Calcular a taxa anual proporcional a: (a) 6% ao mês. Solução a) i = 6% x 12 = 72% ao ano b) i = 10% x 6 = 60% ao ano 16 . (b) 10% ao bimestre.

a juros simples.000.000.00. Solução VP = 10. i = 1. Rendimento = VF – VP = 10.000.m.00 x 0. n = 18 dias . Determinar o valor do rendimento de uma aplicação de R$10.04% a.d.0004 x 18 = R$ 72.2% a. 17 .00 efetuada nessa instituição por um prazo de 18 dias. Exemplo Uma instituição financeira oferece a seus clientes uma taxa de rentabilidade de 1..2% / 30 = 0.

00 em um banco que lhe promete juros compostos de 10% a.10 18 .331 = 133. Conceitos Fundamentais da Matemática Financeira Capitalização composta (juros compostos) Exemplo Suponha um indivíduo que deposita R$1.210 = 121.1 x 1.00 1.210.1 x 1.10 1.000.00 0.100.a.00 0.00 0.464.000 = 100.00 1.100.000.331.1 x 1.100 = 110.00 4 1.331.00 3 1.00 1.210.1 x 1.00 0.00 2 1. Qual será seu saldo ao final de 4 anos? Saldo Saldo Ano Juros inicial final 1 1.

a capitalizados trimestralmente 19 .Exemplos (I) 12% a. . (capitalizados mensalmente). . (capitalizados anualmente). (II) 12% a.Unidade de tempo da taxa coincide com a unidade de tempo dos períodos de capitalização.Taxa Efetiva .Exemplos (I) 3% a.a.a capitalizados mensalmente (II) 24% a.m.Unidade de tempo não coincide com a unidade de tempo dos períodos de capitalização. Taxa Nominal .

O prazo de capitalização é de um mês e o prazo a que se refere a taxa de juros igual a um ano (12 meses). Exemplo . Os prazos não são coincidentes. A taxa por período de capitalização é de 36%/12 = 3% ao mês (taxa proporcional ou linear).Uma taxa é dita nominal quando o prazo de capitalização dos juros (ou seja. Taxa efetiva de juros: = 42.6% ao ano 20 . período de formação e incorporação dos juros ao principal) não é o mesmo daquele definido para a taxa de juros. Exemplo) Seja a taxa nominal de juros de 36% ao ano capitalizada mensalmente.

a representação da taxa de juros é abreviada.” indica que os juros são também capitalizados em termos anuais. a expressão única “10% a. Por exemplo.Nota) Quando os prazos forem coincidentes (prazo da taxa e de formação dos juros).a. 21 .

= (1.Nomenclatura de Taxa de Juros Taxa Efetiva x Taxa Nominal Caderneta de Poupança: C 12  C0 1.17%  C0 1.a. produzem o mesmo montante.17% a.0617  a. As três taxas acima são Equivalentes pois quando aplicadas ao mesmo capital inicial.a. ou 0. 0617) ^(1/12) Taxa efetiva anual: 6.a.m.a. 22 .5a. capitalizados mensalmente Taxa efetiva mensal: 0.005 12 6% a.5 % ao mês? 6. durante um mesmo prazo. Taxa nominal : 6 % a.

10 • B) 3 anos R: 1430.67 .exemplo • Um capital de 1000 reais a uma taxa nominal de 12% aa • com capitalização mensal daria que montante após • A) 2 meses R: 1020.

100 100 1.000  1  0.200 100 1.000 ano 0 1 2 3 4 VF = capital ao final do ano t VF  VP  1  i  t i = taxa de juros VF  1.400 Juros compostos (exponencial) 100 1.Representação Gráfica Exemplo (continuação) Valor Futuro 1.1 t VP = capital inicial 24 .300 100 1.Juros Compostos .

.00 a uma taxa de 9 % a. Em qual período o juros simples é rentável para esse capital (obs: transformar mês em ano Sugestão 6 meses 10 meses 12 meses 16 meses .Relação entre juros simples e compostos • Dependendo do tempo de aplicação um certo capital pode ser mais vantajoso no sistema de juros simples (linear) em relação a juros compostos (PG) • Exemplo: um capital de R$ 100.000.a.

mes simples composto 6 104500 104403 9 106750 106677 12 109000 109.000 .

.n Ex:Um capital que aplicado a 2% a.Capitalização contínua • Montante= C * e i.113. durante 2.m e capitalização contínua.5 anos produz o montante de R$ 18.62.

• Uma aplicação de R$ 1000.25 . Quanto será o montante após 10 anos • 7.268.a com capitalização mensal.00 à taxa nominal de 20% a.

oportunidade e total .Custos de produção • é a somatória de todas as despesas envolvidas em um processo de produção. Necessários para se obter resultado. marginal. variáveis. • Custo de produção esperado é sempre menor que a receita • Custo é diferente de investimentos • Tipos de custos:fixo.

água. sementes. adubos.Custos variáveis • Curto prazo: energia. serviços. alimentação e etc. • São alteráveis a cada ciclo • Estão diretamente relacionados com a quantidade e qualidade .

benfeitorias.Custo fixo • Pouca alteração • A longo prazo • Não se incorporam totalmente no produto • Ex: Compra de equipamentos. depreciação. impostos. animais para tração e etc . arrendamento. taxas de financiamento.

Depreciação • Obsoleto • Uso • Tempo • Pode ser: a)Fiscal b) Gerencial .

00 e após a vida útil valerá 8.000. • .Métodos de cálculo de depreciação • A) Método simples linear • Valor atual de mercado do bem • Valor residual • Valor de depreciação • Vida útil (tabela) em meses (n) • Depreciação = Vf – Vi • n V= Dp*t + Vi • Exemplo: Um bem tem prazo de vida útil de 5 anos e custo de R$ 30.00. Calcular o valor da depreciação anual.000.

000 • .000 • Ano 2: 4/15 X 30.00 • Vida útil 5 anos • Inicialmente somamos os algarismos que compõem o número de anos: 1 + 2 + 3 + 4 + 5 • Assim.000 = 10.000 • Ano 3: 3/15 X 30.000 • Ano 5: 1/15 X 30.000 = 4.000 = 8.Depreciação pela regra da adição • Valor de R$ 30000.000 • Ano 4: 2/15 X 30. a depreciação é calculada como se segue: • Ano 1: 5/15 X 30.000 = 2.000 = 6.

(VP/VF)^ (1/u) • U= vida útil • VP valor atual • VF valor final (após a vida útil) • T= taxa (tempo) .Depreciação exponencial • T= 1.

03 .705 4999.000.000.exemplo 0 30000 30000 • VP= 30.473 10237.00 • VF= 5.735 5 2154.00 1 9036 20964 • U= 5 anos 2 6314.357 14649.64 3 4412.436 7153.17 4 3083.

Gráfico de custo de produção .

CT= CVT + CFT • CTMed= CT/q .

• CMg= Variação do CT/Variação da quantidade produzida .Custo marginal • é a mudança no custo total de produção advinda da variação em uma unidade da quantidade produzida.

Análise da rentabilidade • Lucro supernormal • Lucro normal • Receita paga os custos variáveis e parte do fixo • Preço paga apenas os custos varáveis • Preço não paga os variáveis .