PILHAS É UM PROCESSO ESPONTÂNEO COM PRODUÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA ATRAVÉS DE REAÇÃO QUÍMICA.

OXIDAÇÃO ± QUANDO A ESPÉCIE QUÍMICA PERDE ELÉTRONS NA REAÇÃO.REAÇÃO DE OXIRREDUÇÃO ESPONTANEAMENTE CORRENTE ELÉTRICA PILHA . REDUÇÃO ± QUANDO A ESPÉCIE QUÍMICA RECEBE ELÉTRONS NA REAÇÃO. . ELETRÓLISE ± OCORRÊNCIA DE UMA REAÇÃO QUÍMICA PELA PASSAGEM DA CORRENTE ELÉTRICA.PRODUÇÃO DE CORRENTE ELÉTRICA. ATRAVÉS DE UMA REAÇÃO QUÍMICA.

ALESSANDRO VOLTA (1800) .

ATRAVÉS DE UM FIO CONDUTOR EXTEWRNO À PILHA . DE TAL MODO QUE OS ELÉTRONS SEJAM CEDIDO PELO REDUTOR AO OXIDANTE.O FUNCIONAMENTO DAS PILHAS ELÉTRICAS É SEPARAR O OXIDANTE DO REDUTOR.

PILHA DE VOLTA .

JOHN FREDERIC DANIEL .

POR SOLUÇÕES SALINAS. DANIEL APERFEIÇOOU AS PILHAS. QUE PRODUZEM GASES TÓXICOS. .EM 1836. SUBSTITUINDO AS SOLUÇÕES ÁCIDAS.

A PILHA OU CÉLULA ELETROQUÍMICA DE DANIEL BASEIA-SE NA SEGUINTE REAÇÃO DE OXI-REDUÇÃO: Znº + Cu ² ZnSO4 + Cuº .

.

ç .

‡ APÓS CERTO TEMPO. A BARRA DE ZINCO DIMINUI DE TAMANHO. ENQUANTO A SOLUÇÃO DE COBRE FICA MAIS DILUÍDA.OBSERVAÇÃO: ‡ A LÂMPADA SE ACENDE. . O QUE PROVA A EXISTÊNCIA DE CORRENTE ELÉTRICA. ‡ A SOLUÇÃO DE ZINCO FICA MAIS CONCENTRADA. AO PASSO QUE A DE COBRE TORNA-SE MAIOR.

EXPLICANDO OS FATOS: ‡ OS ÁTOMOS DE ZINCO DA BARRA METÁLICA PASSAM PARA A SOLUÇÃO NA FORMA DE ÍONS ZINCO. ‡ CADA ÁTOMO. . AO PASSAR PARA A SOLUÇÃO DEIXA DOIS ELÉTRONS NA BARRA. ‡ ISSO EXPLICA POR QUE A BARRA DE ZINCO PERDE MASSA E A SOLUÇÃO DE ÍONS ZINCO FICA MAIS CONCENTRADA.

Znº Zn ² + 2 ‡ OS ELÉTRONS DEIXADOS NA BARRA PELOS ÁTOMOS DE ZINCO PERCORREM O CIRCUITO EXTERNO E CHEGAM À BARRA DE COBRE. . ‡ ISSO EXPLICA O APARECIMENTO DO FLUXO DE ELÉTRONS ACUSADO PELO AMPERÍMETRO. E É ESSE FLUXO QUE FAZ COM QUE A LÂMPADA SE ACENDA.‡ ESSE PROCESSO É CHAMADO DE SEMIREAÇÃO DE OXIDAÇÃO.

ENQUANTOA BARRA DE COBRE AUMENTA. OU SEJA MAIS POBRE EM ÍONS COBRE. RECEBEM ESSES ELÉTRONS E SE CONVERTEM EM ÁTOMOS DE COBRE.‡ OS ELÉTRONS QUE CHEGAM À BARRA DE COBRE. . PROVENIENTES DA BARRA DE ZINCO. ATRAEM OS ÍONS COBRE DA SOLUÇÃO. ‡ OS ÍONS COBRE UMA VEZ EM CONTATO COM A BARRA DE COBRE. QUE SE DEPOSITAM NA BARRA. ‡ ISSO EXPLICA POR QUE A SOLUÇÃO DE COBRE FICA MAIS DILUÍDA.

Cu² + 2 Cuº ‡ A SOMA DAS EQUAÇÕES CORRESPONDENTES ÀS SEMI-REAÇÕES FORNECERÁ A EQUAÇÃO QUÍMICA GLOBAL DA PILHA. SEMI-REAÇÃO DE OXIDAÇÃO: Znº Zn ² + 2 SEMI-REAÇÃO DE REDUÇÃO: Cu² + 2 Znº + Cu² Cuº Zn ² + Cuº EQUAÇÃO GLOBAL: .‡ ESSE PROCESSO É CHAMADO DE SEMIREAÇÃO DE REDUÇÃO.

CONSTITUI O PÓLO POSITIVO DA PILHA.É O ELETRODO QUE EMITE ELÉTRONS PARA O CIRCUITO EXTERNO. OS DOIS ELETRODOS DE UMA PILHA SÃO: ‡ ÂNODO . ‡ CÁTODO . CONSTITUI O PÓLO NEGATIVO DA PILHA.É O ELETRODO QUE RECEBE ELÉTRONS DO CIRCUITO EXTERNO.‡ DENOMINAÇÕES DOS ELETRODOS ‡ O CONJUNTO QUE COMPREENDE A BARRA METÁLICA E A SOLUÇÃO DE SEUS ÍONS RECEBE O NOME DE ELETRODO. .

PÓLO NEGATIVO (ÂNODO) (EMISSOR DE ELÉTRONS) Znº/ Zn² PÓLO POSITIVO (CÁTODO) (RECEPTOR DE ELÉTRONS) Cu² / Cuº INDICAÇÃO DA PILHA: Znº/Zn² // Cu²/Cuº DO ELETRODO EMISSOR PARA O RECEPTOR DE ELÉTRONS .

CÁLCULO DA DIFERENÇA DE POTENCIAL (ddp) OU Eº OU FORÇA ELETROMOTRIZ (fem) ‡ O cálculo da ddp pode ser feito com a fórmula: Eº = Eºoxid. + Eºred. .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful