You are on page 1of 17

TEORIA DA CONTABILIDADE

7ª Edição

AC- 1
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1 Objetivos e metodologia da
Contabilidade

1.1 Introdução

1.2 Das várias abordagens da contabilidade


1.2.1 A abordagem ética;
1.2.2 A abordagem comportamental;
1.2.3 A abordagem macroeconômica;
1.2.4 A abordagem sociológica;
1.2.5 A abordagem sistêmica;
1.2.6 Dedução e indução;
1.2.7 Teoria normativa e teoria positiva.

Resumo

AC- 2
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.1 Introdução

OBJETIVO E METODOLOGIA DA CONTABILIDADE

O ponto de partida para o estudo


da teoria de uma ciência social como
a Contabilidade é estabelecer seus
objetivos.

AC- 3
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.1 Introdução
OBJETIVO DA CONTABILIDADE

O objetivo principal da Contabilidade é


fornecer informação econômica, física, de
produtividade e social relevante para que
cada usuário possa tomar suas decisões e
realizar seus julgamentos com segurança.

AC- 4
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.1 Introdução
USUÁRIOS DE INFORMAÇÕES CONTÁBEIS

USUÁRIO DA INFORMAÇÃO META QUE DESEJARIA MAXIMIZAR OU


CONTÁBIL TIPO DE INFORMAÇÃO MAIS IMPORTANTE

Acionista minoritário Fluxo regular de dividendos.


Acionista majoritário ou Fluxo de dividendos, valor de mercado da ação, lucro por
com grande participação ação.
Acionista preferencial Fluxo de dividendos mínimos ou fixos.
Emprestadores em geral Geração de fluxo de caixa futuros suficientes para receber
de volta o capital mais juros, com segurança.

Entidades governamentais valor adicionado, produtividade, lucro tributável.

Empregados em geral Fluxo de caixa futuro capaz de assegurar bons aumentos ou


manutenção de salários, com segurança; liquidez.

Média e alta administração Retorno sobre o ativo, retorno sobre o patrimônio líquido;
situação de liquidez e endividamento confortável.

AC- 5
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2 Das várias abordagens da Contabilidade

A teoria contábil pode ser encarada sob


várias abordagens (ênfase).

É improvável, todavia, que possamos


utilizar apenas uma delas para definir todo o
modelo contábil. A discussão é baseada nos
conceitos de Hendriksen.

AC- 6
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.1 - A abordagem ética

A contabilidade deveria apresentar-se como justa


e não enviesada para todos os interessados. Deveria
repousar nas noções de verdade e “fairness”.

Ao mesmo tempo em que todos concordam que a


Contabilidade deveria ser “verdadeira”, “justa” e não
“enviesada”, é muito difícil, como afirma Hendriksen,
definir, objetivamente, o que vem a ser “justo”, verda-
deiro” ou “não enviesado”.

AC- 7
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.2 - A abordagem comportamental

As informações contábeis deveriam ser feitas


“sob medida”, de forma que os usuários reagissem
para tomar a decisão correta. Esta abordagem atin-
ge os campos da Psicologia, da Sociologia e da
Economia. É dada ênfase à forma pela qual os re-
latórios contábeis são utilizados mais do que ao
desenvolvimento lógico dos demonstrativos.

AC- 8
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.3 - A abordagem macroeconômica

Esta abordagem é semelhante à teoria do comportamento,


porém fixa-se em objetivos econômicos definidos. Utiliza-se do
approach da teoria do comportamento para atingir determinados
fins macroeconômicos. Por exemplo, durante períodos de reces-
são, os relatórios contábeis poderiam ser elaborados obedecendo
a um conjunto de princípios que favorecessem uma retomada do
processo econômico, por meio da distribuição de mais dividendos
ou de maiores gastos de capital.

AC- 9
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.4 - A abordagem sociológica

Esta abordagem está sendo bastante pesquisada


na atualidade, dada a amplitude de interesses que
procura atingir (sindicatos de empregados, governos
etc.).

Abarca desde a “accountability” por gastos socie-


tários de natureza política até a Contabilidade Social
(Laborial, DVA e Ambiental), e a variante institucional.

AC- 10
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.5 - A abordagem sistêmica

Esta abordagem pode ser conceituada como método de iden-


tificar, mensurar e comunicar informação econômica, financeira, fí-
sica e social, a fim de permitir decisões e julgamentos adequados
por parte dos usuários da informação.

Realça, assim, a noção de relevância, talvez uma das poucas


formas de delimitar a quantidade e a qualidade da informação pres-
tada.

AC- 11
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.6 – Dedução e indução
A dedução em Contabilidade. É o processo de iniciar com objetivos e
postulados e, destes, derivar princípios lógicos que forneçam as bases para
as aplicações práticas ou concretas e seus passos são os seguintes:

1. a formulação de objetivos gerais ou específicos dos relatórios contábeis;

2. a declaração dos postulados de Contabilidade concernentes ao ambiente


econômico, político ou sociológico no qual a Contabilidade precisa operar;

3. um conjunto de restrições a fim de guiar o processo de raciocínio;

4. uma estrutura, um conjunto de símbolos ou framework (contexto), no qual


as idéias podem ser expressas e sumarizadas;

5. o desenvolvimento de um conjunto de definições;

6. a formulação dos princípios ou declarações gerais de políticas, derivados


do processo lógico; e

7. a aplicação dos princípios a situações específicas e o estabelecimento de


métodos de procedimentos e normas.

AC- 12
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
Dedução
1.2.6 – Dedução e indução

O processo indutivo. Este processo consiste em obter


conclusões generalizantes a partir de observações e
mensurações parciais detalhadas. Muitas descobertas
no campo da Física e em outras ciências foram
possíveis pelo uso do processo indutivo. Em
contabilidade, por exemplo, a aplicação da indução seria
feita pela observação e análise de informações
financeiras relativas a empresas e entidades.

AC- 13
Dedução Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.6 – Dedução e indução

O processo indutivo.dedutivo
Os métodos Este processo consiste
e indutivo são
em obter conclusões
apresentados como generalizantes a partir de
os dois principais na
observações e mensuráveis
pesquisa contábil, embora parciais
outros detalhadas.
possam ser
aventados.
Muitas O capítulo
descobertas se encerra
no campo come uma
da Física em
novidade
outras em relação
ciências foram às edições pelo
possíveis anteriores,
uso do ou
seja, a caracterização
processo indutivo. Em do contabilidade,
Normativismo epor do
Positivismo
exemplo, como asdaúnicas
a aplicação induçãoduas
seriaabordagens
feita pela
que, pela sua densidade conceitual e pela sua
observação e análise de informações financeiras
abrangência, podem ser classificadas como
relativas a empresas e entidades.
Teorias completas.

AC- 14
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
1.2.7 – Teoria normativa e positiva

OTeoria
processo indutivo.
normativa, Estemais
apoiada processo consiste
no dedutivismo,
em obter de
procura, conclusões generalizantes
forma prescritiva, a partir
demonstrar comodea
contabilidade “deveria
observações ser”, à luz
e mensuráveis de seus
parciais objetivos e
detalhadas.
postulados,
Muitas que são dados
descobertas no ecampo
indiscutíveis.
da Física e em
outras ciências foram possíveis pelo uso do
Teoria positiva, que surgiu na década de 60, procura
processo indutivo.
explorar o caminho Em
inverso, contabilidade,
ou seja, descrever como pora
exemplo, a aplicação
contabilidade dapor
é, entender indução
que é seria
assim feita pela
e procura
observação e análise de
prever comportamentos. informações
Usualmente financeiras
apoiada no método
indutivo, a
relativas procura estabelecer
empresas hipóteses que devem ser
e entidades.
testadas, antes de chegar a conclusões parciais.

AC- 15
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
RESUMO

O processo indutivo.
O objetivo principal Este processo consiste
da Contabilidade é fornecer
em obter conclusões
informação generalizantes
econômica, física a partir
de produtividade de
e social
observações e mensuráveis parciais detalhadas.
relevante para que cada usuário possa tomar suas
Muitas descobertas no campo da Física e em
decisões e realizar seus julgamentos com segurança.
outras ciências foram possíveis pelo uso do
processoIsto exige um conhecimento
indutivo. do modelo decisório
Em contabilidade, por
exemplo,
do usuárioae,aplicação da indução
de forma mais simples, éseria feita
preciso pela
perguntar
observação e análise
ao mesmo, pelo menos,de informações
qual financeiras
é a informação que julga
relativas a empresas e entidades.
relevante ou metas que deseja maximizar, a fim de
delimitarmos o conjunto de informações pertinentes.

AC- 16
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus
Fim
Próximo
Capítulo
1

Este é o último slide do capítulo 1.


Anotação: No próximo capítulo veremos:
Resumo estrutural da evolução da contabilidade

AC- 17
Prof. Dr. Sérgio de Iudícibus