You are on page 1of 29

Redes de alta

velocidade
Aula 5:
PDH
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
 Para multiplexar um maior número de canais
 Recorre-se à hierarquização de estágios de
multiplexagem sucessivos
 Ritmo agregado mais elevado
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Do Grego Plésios (quase) e Kronos (tempo)

Tecnologia desenvolvida nas décadas de 60 e 70

Objetivos: Aumentar o número de canais transmitidos


nos cabos com transmissão PCM
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Multiplexação Plesiócrona: Multiplexação no tempo, de


sinais com mesma freguência nominal, mas com
relógios (clock) independentes. A multiplexação é
realizada por bit

Bits de justificação: Como a taxa de bits pode ser


ligeiramente diferentes, para se agrupar vários canais
as taxas deve ser uniformizadas.
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Características:

 Padronização parcial (interfaces de linha não


padronizadas)
 Aplicação ponto a ponto
 Dificuldades para inserção e derivação de tributários.
 Pouca capacidade de gerência
 Três hierarquias: européia, americana e japonesa.
 Multiplexação a partir de E1 (por bits e não por bytes)
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona
Exemplo de Multiplexagem PDH
Europeia
Hierarquia de multiplexagem
PDH
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Características PDH Brasil:

 Utiliza estrutura padronizada européia até o quarto


nível, o quinto nível não é padronizado (565 Mbit/s)
 As interfaces elétrica são padronizadas até o quarto
nível
 As interfaces ópticas não são padronizadas em
qualquer nível.
 São destinados poucos bits para a gerência nos níveis
padronizados.
Anisocronismo das tributárias
 Os multiplexadores de nível inferior a um
determinado nível de multiplexagem são
designadas tributárias
 Na construção do nível n de multiplexagem a
partir de tramas de n-1 há o problema do
assincronismo das tributárias
 Fontes geograficamente distantes
 Frequências ligeiramente diferentes
 Frequências isócronas mas desfasadas
 Desfasamento provoca atrasos (jitter)
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Como ocorre diferença nos clocks é necessário inseri bits


de justificativa para sincronizar as mensagens.
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Bits de justificaçao:

 São inseridos durante a multiplexação a fim de


sincronizar sinais de saida.
 São identificados e retirados na demultiplexação
 Devido a estes bits de justificação é impossível
identificar nos níveis superiores a informação
relacionada aos níveis inferiores.
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia Digital Plesiócrona

Inserção e derivação de tributários:

 No PDH a estrutura de quadros dificulta a inserção e


derivação de tributários.
 Para se derivar um sinal de 2 Mbit/s a partir de um
sinal de 140 Mbit/s é necessário percorrer todos os
níveis inferiores até chegar a 2 Mbits/s
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Derivação de tributários.
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Estrutura do quadro:
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Estrutura do quadro:
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Providências para justificação:

 Limitar diferença de relógios dos diversos tributários


 Armazenar os bits de dados entregues pelo tributário em
uma memória, evitando perda.
 Transmitir os bits de dados armazenados em velocidade
ligeiramente maior que a velocidade máxima permitida pela
tolerância de freguencia admissível
 Inserir os bits de justificativa para compensar a maior
velocidade do multiplex.
 Identificar os bits de preenchimento para posterior descarte
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Armazenamento de bits:

 O tempo de armazenamento deve ser o menor


possível, para evitar retardos insceitáveis.
 O espaço necessário para armazenagem deve ser
pequeno, para minimizar os requisitos de memória.
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Uso da memória e bit de justificativa:
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Uso da memória e bit de justificativa:
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Uso da memória e bit de justificativa:
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Uso da memória e bit de justificativa:
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
Exemplo 6.1
Formato da trama de
multiplexagem de 8 Mbps
Hierarquia de Multiplexagem
PDH
 Infra-estruturas das operadoras estão
estruturadas segundo esta hierarquia
 Utente deve dispor de terminal apropriado para o
serviço que pretende usar
 Se não for o caso tem que se intercalar um DSU