You are on page 1of 46

História

dos Testes Psicológicos


 O conceito de objeto em Psicologia
 Como os testes psicológicos auxiliaram no
refinamento de objeto em Psicologia
 Primeiros passos da Psicologia no Brasil séc. XX
associado aos testes
 Primeiro livro sobre testes psicológicos no Brasil
 Testes psicológicos e a reforma da educação de
1930
 Sinopse da produção em avaliação psicológica no
Brasil no século XX.
Pensamento psicológico
Razão
(Moral)
Homo Vontade Comportamento
Sapiens
Sapiens
Apetições

Sistemas
Onto-Axiológicos
TABELA 1
MANIFESTAÇÕES PSICOLÓGICAS
Via Via Via
Ativa Afetiva Cognitiva
Movimentos Prazer Sensação
Instintos Dor Percepção
Hábitos Emoção Imaginação
Vontade Sentimento Memória
Liberdade Paixão Idéias
Tendências Amor
Inconsciente Ódio
Grandes Sínteses
Atenção
Consciência
Meynard, 1958 Linguagem
Pensamento
Inteligência
Julgamento
Raciocínio
Personalidade
Antecedentes importantes
Esquirol (1838) – Insanidade ≠ Retardo Mental

Critérios de definição – são amplamente lingüísticos


Testes de inteligência
conteúdos verbais

Seguin (1837) – Primeira escola dedicada à educação de crianças


mentalmente retardadas.
Tarefas: exercícios intensivos de discriminação sensorial e de
desenvolvimento do controle motor.

Procedimentos incluídos
em testes não-verbais de inteligência.
Ex: Inserção de blocos
Meio Séc. Depois...

Binet (autodidata) - Ressalta a necessidade de avaliar as


crianças com retardo metal antes de excluí-las do processo
de escolarização normal.

Integrou Comissão Ministerial


Escala Binet-Simon (1905/1908/1911)
Psicólogos Experimentais
(Wundt)
• Interesse em formular descrições generalizadas do
comportamento humano;
• Diferenças individuais eram desconsideradas ou
vistas como forma de erro;
• Ênfase nos fenômenos sensoriais e tempos de
reação (continua com Cattell)
• Controle rigoroso dos experimentos – Ex:
Interferência das instruções na velocidade da
resposta;

Característica
dos testes psicológicos
Vista de Leipzig, 1931 (Popplestone & McPherson, 1994)

Wundt (no centro) e seus colaboradores, Sander, Klemm, Wirth e Dittrich, em


1921 (Popplestone & McPherson, 1994)
Contribuições de Francis Galton

• Biólogo Inglês;
• Impulsionou o movimento de testagem;
• Interessado no estudo da hereditariedade humana (Darwin);

MEDIDAS
Traços físicos Primeiro banco de dados
de diferenças individuais
Acuidade visual e auditiva
de processos psicológicos
Força muscular simples
Tempo de reação
Contribuições de Francis Galton

ACREDITAVA
que a partir da discriminação sensorial era possível avaliar o
intelecto humano (influência de Locke).

FOI PIONEIRO
no uso de métodos de escalas de avaliação, questionários e
técnicas de associação livre;
No desenvolvimento de métodos estatísticos para análise das
diferenças individuais.
James McKeen Cattell
• Aluno de doutorado de Wundt;
• Interesse na mensuração das diferenças individuais
(reforçadas pelo contato com Galton);
• Concordava com a premissa de Galton – estudo do
intelecto a partir de testes de discriminação sensorial;
Medidas:
Força muscular
Preferia investigar funções simples
Velocidade movimento
por ser possível desenvolver
Sensibilidade à dor medidas precisas e exatas
Acuidade visual e auditiva o que acreditava não ser possível
Discriminação peso para funções mais complexas
Tempo de reação
Memória
Alunos de Wundt
E. B. Titchener 1867-1927 Clark University Psicologia
(1909), Harvard experimental
(1917) Cornell
James McKeen 1860-1944 Pensilvânia e Estatística e testes
Cattell Columbia individuais

G. S. Hall 1844-1924 Johns Hopkins e Psicologia do


Clark Desenvolvimento
H. Judd 1873-1946 Chicago Educação
E. A. Pace 1861-1938 The Catholic Psicologia Escolástica
University of e Aristotélica
America
G. W. Patrick 1857-1949 Iowa Moral e Pedagogia
R. Pintner 1884-1942 Testes Psicológicos
W. D. Scott 1869-1955 Northwestern Psicologia Industrial
L. Witmer 1867-1956 Pensilvânia Clínica Psicológica
para Crianças
Cattell, Lotze, Wundt, Galton,
testes
Lotze Wundt

Darwin Cattell Ebbinghaus


1890s
Galton Binet
1880s 1900s
Debates sobre
o status dos elementos mentais

• Elementos psicofísicos versus elementos


psicológicos;

• Elementos mentais simples versus processos


psicológicos superiores.
AVALIAÇÃO DE FUNÇÕES MAIS COMPLEXAS

• Kraepelin (1895) – Fatores básicos que caracterizam um


indivíduo (testes de personalidade)

• Ebbinghaus (1897) – Medidas psicológicas capaz de


explicar a diminuição da atenção e o aumento da fadiga
das crianças.

Inteligência = informações + relações + associações =


conclusões corretas
TESTES DE EBBINGHAUS QUE MOSTROU RELAÇÕES
COM DESEMPENHO ESCOLAR

• Exemplos de frases incompletas


• Julho está para maio assim como sábado
está para _______.
• Objetos grandes pesam mais que _____
pequenos;
• ______ são sempre mais novos que os
pais”
BINET (1895)
• Critica excessiva ênfase sensorial e centrada em
habilidades simples;
• Acreditava que a mensuração de funções mais complexas
não exige tanta precisão, uma vez que, as diferenças
individuais são maiores;

• Constituídas de 30 problemas gradativamente mais


difíceis;
• Tarefas de julgamento, compreensão e raciocínio
considerados componentes essenciais da inteligência para
o autor.
Escalas de Binet
Testes Mentais e Medidas
de Alfred Binet
• Relação entre tamanho da cabeça e
desempenho (rendimento);
• Relação entre caligrafia e desempenho;
• Relação entre perguntas gerais e
específicas, desempenho nas respostas,
progresso escolar, e idade
Dos processos psicológicos primários
para os processos psicológicos
superiores
Perguntas para crianças de três anos.
Apontar o nariz, os olhos, a boca;
• Repetir grupos de dois números;
• Enumerar objetos que vê em um quadro;
• Dizer o nome de família
• Repetir uma frase de seis sílabas
Perguntas para jovens de 15 anos.

1. Repetir 7 números dígitos;


2. Dar três rimas para uma palavra;
3. Repetir uma frase de 26 sílabas;
4. Interpretar um quadro;
5. Resolver problemas de fato.
Testes para crianças de três anos na revisão de
Terman (Stanford-Binet, 1916)
Usado pela primeira vez o QI (Quociente de inteligência)
ou razão entre idade mental e idade cronológica.

1. Apontar para partes do corpo: nariz, olhos, boca e


cabelos. (O test se considera passado si a criança
dá pelo menos 3 respostas certas)
2. Nome de objetos familiares: chave, penny, canivete,
relógio, lápis.
3. Simples enumeração de objetos representados em
quadros: casa holandesa, cena de um rio, agência
de correio.
4. Dizer o sexo.
5. Dizer o sobrenome da família.
6. Repetir palavras ou frases de 6 e 7 sílabas.
Testagem de Grupos
• Primeira Guerra Mundial (EUA)
• Otis (aluno de Terman) – Entregou aos psicólogos do
exército um teste que havia desenvolvido para
avaliação de grupos – itens de múltipla escolha;
• Army Alfa e Army Beta – serviu de modelo para
testes de avaliação da inteligência (popularização do
termo QI);

• Década 20 – Uso excessivo e indevido de testes


especialmente para aconselhamento vocacional e
seleção de pessoal.
• Testes de Inteligência

Testes de Aptidões Específicas


Ex: Aptidão Escolar

• Análise Fatorial – Bateria de Aptidões Múltiplas

• Testes de Personalidade
associação livre - Kraepelin (1892) e Woodworth -
inventário de auto-relato (durante a 1ª GM)
Teste de desempenho ou situacionais
Técnicas projetivas
Primeiros Passos da
Psicologia no Brasil
Laboratórios em Hospitais
Wundt: Psicologia Experimental
Alemanha França

Emil Kraepelin George Dumas


(1895)
Maurício de Medeiros
1907
Penna, 1992, 2001
Laboratórios em Escolas
Pedagogia Experimental
Estados Unidos Europa
Stanley Hall E. Meumann
John Dewey, Alfred Binet, 1905
Thorndike Manoel Bomfim, 1906
Kilpatrick Waclaw Radecki, 1923
Noemy S. Rudolpher, 1927 Henri Piéron, 1927
Anísio Teixeira, 1928 Ed. Claparède, 1928
Th. Simon; Leon Walther
Isaías Alves, 1931 Helena Antipoff, 1929

Lourenço Filho, 1930


Laboratórios no Brasil

Ano Local Instituição Diretor Orientador


1906 RJ Pedagogium Manoel Bomfim Binet
1907 RJ Hospício Maurício de Dumas
Nacional Medeiros
1914 SP Escola Normal Ugo Pizzolli Treves

1923 RJ Engenho de Waclaw Radecki Claparède


Dentro
1928 BH Escola de Th. Simon; Claparède
Aperfeiçoamento Léon Walther;
Pedagógico Helena Antipoff

Cabral, 1950; Lourenço, 1955


Atividades dos laboratórios de
Quaglio e Pizzoli (1914)

• Raciocínio infantil
• Grafismo
• Memória cinética
• Tipos intelectuais
• Associação de idéias
• Estetoscópio
Atividades do laboratório de Radecki:
“Estado atual da Psicotécnica” Radecki,
1928
• A aplicação da psicologia para fins
psicotécnicos deve obedecer a um rigoroso
método científico;
• A psicotécnica geral tem como objetivo:
– O estudo das funções psíquicas do ponto
de vista do rendimento (aptidões)
• A psicotécnica individual tem como objetivo:
– O estudo dos indivíduos do ponto de vista
das aptidões.
Laboratório de Quaglio e Pizzoli Waclaw Radecki
da Escola Normal da Praça da
(1887 – 1953)
República (São Paulo) em
funcionamento, em 1924. Centofanti, 1982
(Pfromm Netto, 1981)
Liberdade, liberdade
Liberdade, liberdade,
Abre as asas sobre nós
Nas lutas, nas tempestades,
Faz que ouçamos tua voz.
(Medeiros e Albuquerque, jornalista)
José Joaquim Medeiros e Albuquerque
1867-1934
Os Três textos psicológicos de
Medeiros e Albuquerque
• 1919 – Psicologia de um Neurologista –
Freud e suas teorias sexuais (traduzida para o
espanhol, lida e elogiada por Freud, e republicada em 1922 no livro
Graves e Fúteis
.

• 1924 – Tests

• 1926 – Hipnotismo
Conferência de Medeiros e Albuquerque
para o magistério municipal do
Rio de Janeiro
• Conferência deve ter ocorrido em 1921 (?)
• Henri Piéron proferiu conferência semelhante em
1922 (?)
• Henri Piéron despertou a curiosidade pelos testes;
• Problema: falta de literatura em português
• Único livro existente:
– Escala de pontos dos níveis mentais das crianças
portuguesas (Luiza e Antonio Sergio)
Tes
ts
Ín
dic
e
Exércit
o
Figur
as 1
Figura
2
Testes Psicológicos e a Reforma
da Educação no Brasil
Tabela
Pesquisas em Testes Reforma da Decorrências
Psic. Educação
Albuquerque 1924 DF Sampaio Dória,
Mange 1924 SP 1920

Pernambucano 1925 PE Lourenço Filho


Lourenço Filho 1925 SP 1923
Alves, 1928 BA Fernando de
Radecki 1928 DF Azevedo Universidade do
Antipoff 1929 MG 1928 DF Distrito Federal.
1935
Isaías Alves Anísio Teixeira - Afrânio Peixoto
Lourenço Filho 1930 - George Dumas

1948 1937 1930


ISOP- RJ Lourenço Filho, IDORT, DASP
Inst. Administração SP INEP SENAI, Eferro
SENAC
Produção em Testes
Psicológicos no Brasil
Testes Psicológicos no Brasil
Decênio f % Total
Sem informação 35 25,0 35
1920 a 1929 2 1,5 37
1930 a 1939 4 3,0 41
1940 a 1949 16 11,5 57
1950 a 1959 10 7,0 67
1960 a 1969 10 7,0 77
1970 a 1979 26 18,5 103
1980 a 1989 12 8,5 115
1990 a 1999 25 18,0 140
Total 140 100,0
Silva, S., Savaris, P., Schwan, S., Ottat, F., Freitas, F., Noronha, A.,
Alchieri, J., & Primi, R. (2002).
Lourenço Filho, 1897-1970
Quanto às aplicações, torna-se
necessário considerá-las em
conjunto, levando em conta
não só as que desde logo
tenham apresentado rigorosa
fundamentação científica,
como as demais, que a
busquem com toda a inteireza.
IX Simpósio de Pesquisa Intercâmbio Científico – ANPEPP – 2002.